Conheça a primeira página do Negócios
A primeira página do Negócios, o acesso
ao ePaper
A empresa brasileira, que está em processo de fusão com a PT, pretende vender a Africatel, a “holding” que agrupa os activos da companhia em África e onde está incluída a posição de 25% na operadora angolana Unitel. Os parceiros da Helios querem exercer uma opção de venda.
09:42 | Bolsa
O principal índice da praça de Lisboa segue a negociar em terreno positivo, impulsionado pelos ganhos de títulos como a Portugal Telecom e a Jerónimo Martins. O sentimento positivo é partilhado pelas congéneres europeias.
A união da TIM com a Oi reforçaria a posição das empresas no móvel, onde o alvo a abater é a Vivo, detida pela Telefónica. Além do Brasil, esta operação também iria ter impacto na PT, cujos activos passariam para a empresa italiana.
09:17 | Automóvel
Portugal foi o país europeu onde mais aumentou a venda de carros novos entre Janeiro e Agosto. De acordo com os dados Associação de Construtores Europeus de Automóveis, em Portugal, neste período venderam-se mais 35,7% de automóveis que no mesmo período de 2013.
00:01 | Empresas
A Apollo Global Management fez a "melhor proposta" de compra para a Tranquilidade e, por essa razão, saiu vencedora do processo de venda da companhia de seguros que antes pertencia ao Grupo Espírito Santo.
16 de Setembro | Banca & Finanças
O chairman do BPI criticou a relação entre a Portugal Telecom e o BES. Artur Santos Silva e Miguel Cadilhe defendem a introdução de seis "mandamentos" no sector da banca para evitar a repetição do caso BES.
Apesar de esta ser uma "falha grave", o economista considera que ainda há espaço para corrigir a situação. "Há uma hipótese de solução, que era o Novo Banco comprar as acções do BES aos pequenos accionistas", apontou o antigo ministro das Finanças
16 de Setembro | Banca & Finanças
Secretário de Estado considera que analistas financeiros poderiam ter detectado precocemente alguns dos problemas nas contas do Banco Espírito Santo (BES) e da Portugal Telecom.
16 de Setembro | Banca & Finanças
O Espírito Santo Bank, Miami, está em processo de venda, fusão ou reorganização. Mas, neste momento, continua sob o olhar atento das autoridades norte-americanas, que aí continuam a fazer investigações.
09:55 | Economia
Nos primeiros sete meses do ano o Fisco já deu ordem para 2,3 milhões de penhoras, o que supera os números do total do ano passado, revela o Público esta quarta-feira.
09:49 | Bolsa
Foram admitidas à negociação 70 milhões de acções da Euronext, a companhia que agrega as bolsas de Amesterdão, Bruxelas, Lisboa e Paris.
00:01 | Saúde
As duas empresas que estão a tentar comprar a ES Saúde utilizam argumentos da própria Autoridade da Concorrência em seu benefício. Em causa está a utilização dos hospitais públicos na avaliação dos mercados.
00:01 | Empresas
Os CTT adjudicou à PT, Fujitsu, Nos, Mainroad e Tecnocom o contrato de prestação de serviços de Tecnologias de informação. Com o novo contrato, os Correios poupam 14 milhões de euros.
16 de Setembro | Banca & Finanças
O antigo presidente do BES Angola, que liderava há mais de um ano o Banco Valor, de que se havia tornado accionista maioritário, pediu a demissão do cargo agora ocupado na decorrência de suposta pressão do Banco Nacional de Angola.
01:01 | Empresas
A agência espacial dos EUA seleccionou a Boeing e a SpaceX para construírem a próxima nave para transportar astronautas para a Estação Internacional até 2017, revelou o seu administrador Charles Bolden.
16 de Setembro | Finanças Públicas
Todos os anos, grandes empresas, designadamente do mundo digital, caso da Google e da Apple, fazem notícia pela tremenda capacidade de fugir aos impostos. A OCDE apresentou as primeiras pistas para controlar o fenómeno, em vésperas de mais uma reunião do G20-Finanças.
Janet Yellen não deverá abir o jogo sobre o "timing" da subida dos juros no fim da reunião da Reserva Federal . Mas os mercados esperam uma mudança no tom do discurso. Até porque, dizem os analistas, é "inevitável".
16 de Setembro | Empresas
O líder da família dona do Pingo Doce acredita que a definição do salário mínimo a pagar aos trabalhadores devia caber às próprias empresas. “Está tudo muito contente neste país porque somos miseráveis e gostamos de ser miseráveis”, referiu.
PUBLICIDADE
09:00 | LEX
A quase inoperacionalidade da plataforma informática da Justiça está a obrigar os advogados a regressar aos tempos do pré-Citius, em que "tudo se fazia em suporte de papel", acusam.
09:43 | Política
Marinho e Pinto não se compromete a cumprir a totalidade de um mandato se conseguir ser eleito nas eleições legislativas do próximo ano. Considera, em entrevista à rádio Renascença que um deputado em Portugal tem uma remuneração que não é digna. Ao contrário dos eurodeputados que têm um salário indigno.
00:01 | Impostos
A receita conseguida com mais impostos verdes permitirá descidas curtas na TSU e na sobretaxa de IRS. Comissão propõe menos 0,1 pontos percentuais num caso e menos 0,25 no outro. Empresas terão direito a crédito fiscal.
00:01 | Impostos
O secretário-geral da ACAP - Associação Automóvel de Portugal não tem dúvidas: a reposição dos incentivos ao abate de veículos em fim de vida "é positiva".
16 de Setembro | Imobiliário
A renda mensal nestas áreas pode variar entre os 50 e 90 euros por metro quadrado. Nas restantes zonas de Lisboa, esse valor pode oscilar entre os 10 e os 35 euros.
00:01 | Economia
O objectivo é garantir um aumento do salário mínimo em Outubro. Mas não será fácil conseguir um acordo. Turismo junta-se ao Comércio e opõe-se a subida imediata.
00:01 | Economia
A produtividade tem sido apresentada como a chave para o aumento de salários em Portugal. Mas de que estamos a falar? Governo não responde e parceiros dizem que a discussão em concertação social tem sido "abstracta".
00:01 | Empresas
A dona da Super Bock está a finalizar um investimento de 100 milhões de euros, que foi iniciado na gestão liderada por Pires de Lima, presidente-executivo da empresa durante sete anos.
00:01 | Indústria
A Primark conta apenas três empresas portuguesas na extensa lista de fornecedores ao dispor da sua central de compras em Dublin, admitiu ao Negócios o director ibérico da gigante retalhista do vestuário, que inaugurou esta terça-feira, 16 de Setembro, a oitava loja em Portugal.
Editorial
  • Nuno Carregueiro
    A urgência da venda da instituição não justifica que o modelo a adoptar possibilite, ainda mais, a destruição de valor no banco. E é isso que acontecerá se o Novo Banco for vendido aos pedaços, uma possibilidade que tem vindo a ganhar força nos últimos tempos e foi mencionada pela Comissão Europeia.
  • Celso Filipe
    Tudo parecia bem encaminhado no Novo Banco até o seu presidente, Vítor Bento, se demitir, por não estar de acordo com a estratégia de venda rápida da instituição, uma solução preconizada pelo Banco de Portugal e pelo Governo. Este caso do Novo Banco é apenas mais um do historial de instabilidade que passou a ser uma condição normal do país.
  • Helena Garrido
    Perdeu-se tempo. Delapidou-se valor do Novo Banco. Alimentaram-se equívocos. Danificaram-se inutilmente carreiras que merecem o nosso respeito. Esperemos que o objectivo esteja agora definido de vez.
16 de Setembro | Europa
A audição no Parlamento Europeu ao comissário designado por Portugal para o futuro executivo comunitário, Carlos Moedas, deverá ter lugar a 30 de Setembro, de acordo com um calendário provisório da assembleia.
16 de Setembro | Transportes
O presidente da Câmara de Lisboa negou o interesse do município na concessão das empresas fluviais de transporte Transtejo e Soflusa.
16 de Setembro | Educação
O secretário-geral do PS criticou hoje a ausência de "política educativa" do Governo, que só impõe cortes e tem um "preconceito em relação à escola pública".
16 de Setembro | Educação
O novo pólo académico arranca em 2017. Esta terça-feira arrancou a campanha pública de financiamento colectivo para conseguir 25 milhões de euros em falta.
16 de Setembro | Discos Pedidos
Ulisses Pereira realça que a "Altri aguentou a crise do GES, mantendo intacto o seu suporte decisivo na zona dos 2 euros e mantendo, por isso, intacto o seu bull market." No entanto, realça "a proximidade da resistência dos 2,6 euros levanta cautelas no curto prazo."
economistas Em colaboração com Project Syndicate
  • Recaída é a regra da pós-crise económica mundial. Nos Estados Unidos, Japão e Europa, o crescimento do PIB fraquejou novamente no primeiro semestre de 2014. Estes contratempos são dificilmente uma coincidência. Este crescimento persistentemente lento por todo o mundo desenvolvido deixou as grandes economias invulgarmente vulneráveis em relação às contrariedades inevitáveis.
  • Itália está mergulhada numa tripla recessão. Mas não chegou lá por si só. Sim, o longo declínio da economia reflecte o fracasso dos líderes italianos em enfrentar a perda de competitividade do país; mas é uma falha amplamente partilhada na Europa.
  • Chegámos ao fim da era da inflação elevada? Quando o mundo cresce de forma lenta, a dívida é elevada e existem tremendas pressões de distribuição é importante saber se a inflação está morta ou simplesmente dormente.
  • O aumento da desigualdade de rendimentos e da riqueza em muitos países, por todo o mundo, tem sido uma tendência de longo prazo, três décadas ou mais. Mas a atenção dada à questão tem aumentado substancialmente desde a crise financeira de 2008: com o crescimento lento, o avanço das desigualdades dói mais.
  • Numa altura em que a Escócia se prepara para o referendo deste mês sobre a independência, o Reino Unido - na verdade, toda a Europa - deve preparar-se para o impacto da vitória do "sim". A independência da Escócia iria revolucionar as estruturas constitucionais britânicas e europeias, e dar um grande impulso a outros movimentos separatistas europeus, da Catalunha ao norte da Itália. O impacto económico da independência, contudo, é mais difícil de prever.
16 de Setembro | Banca & Finanças
Segundo informação avançada pelo próprio banco, o BCP já concedeu financiamento a 3 mil projectos através do serviço de microcrédito. O banco liderado por Nuno Amado revela que estes projectos permitiram criar perto de 4.600 postos de trabalho, em nove anos.
16 de Setembro | Desporto
Os clubes de futebol espanhóis devem 564 milhões de euros às finanças, um valor 17% superior aos 482 milhões que a Liga Profissional tinha assumido.
dossier Weekend
António Simões: Não há um líder que possa liderar sem ter uma inteligência emocional desenvolvida
António Simões é o CEO no Reino Unido do HSBC. Normalmente, quando se fala dele, diz-se que é gay assumido. Como se se revelasse uma característica exótica. António explica, na entrevista, que é mais improvável ter 39 anos e liderar 43 mil pessoas do que ser gay e liderar 43 mil pessoas.
pub
pub

17
Quarta-feira
Setembro 2014

    negócios opinião