Conheça a primeira página do Negócios
A primeira página do Negócios, o acesso
ao ePaper
18:26 | Zona Euro
Vinte seis páginas, seis mil milhões de euros de receitas adicionais, mil milhões de despesa a mais e um excedente orçamental primário equivalente a 3,9% do PIB, bem acima dos 1,5% reclamados pelo Governo e dos 3% inscritos no Orçamento em vigor. A nova lista de Atenas está a ser divulgada pelo FT.
19:21 | Impostos
Informações contraditórias, mentiras, e-mails apagados. A Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD) não encontrou as portas abertas na investigação que fez às bases de dados do Fisco, mas conseguiu determinar os vários passos que levaram à criação da chamada Lista VIP de Contribuintes.
16:09 | Política
O primeiro-ministro disse que ainda não conhece os fundamentos da revisão dos dados do desemprego em Janeiro. Foi uma "revisão sensível", de 0,5 pontos percentuais, e só se pode tomar uma decisão depois de o INE dar uma explicação.
21:19 | Bolsa
Os principais índices bolsistas do outro lado do Atlântico fecharam em terreno negativo, depois de ontem terem marcado o nono trimestre consecutivo em alta. Os dados relativos às contratações e à actividade industrial reforçam os receios de que o crescimento económico possa estar a desacelerar.
14:09 | Conjuntura
O primeiro-ministro diz que, apesar da subida do desemprego revelada pelo INE, é cedo para falar de uma inversão da tendência. O secretário-geral da OCDE diz que o desemprego e a desigualdade estão a um nível "insustentável".
12:30 | Conjuntura
O secretário-geral da OCDE afirmou esta quarta-feira que a economia portuguesa poderá crescer entre 1,3% e 1,5% em 2015, podendo chegar aos 2% em 2016, beneficiando da desvalorização do petróleo e do euro.
Os impostos cobrados no arranque do ano estão a cair, avisa a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO), o que faz soar alarmes sobre as metas anuais e o ritmo da retoma. A receita líquida sobe, mas devido a um redução de reembolsos.
18:51 | Energia
Rui Vilar e Rodrigo Costa estiveram em audiência com o Presidente da República esta quarta-feira. A discussão do chefe de Estado com uma empresa privada fica nos segredos do Palácio de Belém.
18:43 | Empresas
A Altri valorizou mais de 50% desde o início do ano, impulsionada pela subida dos preços da pasta de papel e a valorização do dólar face ao euro.
16:48 | Bolsa
A praça lisboeta fechou em terreno positivo apoiada nos ganhos da Jerónimo Martins que somou mais de 2,5% e da PT SGPS que avançou acima de 7,5%. Ainda a contribuir para a performance do PSI-20 estiveram os CTT que ganharam mais de 2% num dia em que estabeleceram um novo máximo histórico.
16:57 | Bolsa
A cotada registou a maior subida diária em mais de dois meses e chegou a subir 12%. Esta valorização contrasta com o mínimo histórico alcançado na terça-feira. Já a Oi ganha mais de 9% no outro lado do Atlântico.
A Oi estará a planear a redução de mil postos de trabalho, avança a Reuters. A empresa brasileira explica que quer aumentar a produtividade e rentabilidade.
O regulamento proposto pela Comissão Europeia assenta no princípio de que a selecção dos projectos a apoiar pelo novo fundo europeu de investimento se deve basear no seu mérito. O PS quer que a sua proveniência seja também critério.
11:35 | Aviação
Cantiga Esteves considerou urgentíssima a capitalização da companhia aérea, lembrando que este é o primeiro critério de avaliação das propostas no processo de privatização. As alterações ao caderno de encargos face a 2012 podem fazer com que o processo tenha um desfecho diferente do anterior.
20:49 | Media
O Conselho Regulador dos media aprovou esta quarta-feira a exoneração e a nomeação da maioria dos directores da RTP, com excepção de Fausto Coutinho, João Paulo Baltazar e Daniel Deusdado, disseram à Lusa fontes intervenientes no processo.
O presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras (PSD), disse estar a "aguardar serenamente" que a ANA-Aeroportos contacte a autarquia para saber qual a comparticipação financeira que será dada ao concelho relativa à taxa turística de Lisboa.
19:50 | Economia
Portugal tem executado "de forma satisfatória" a maior parte das recomendações sobre transparência do financiamento dos partidos políticos e criminalização da corrupção, considera o Grupo de Estados conta a Corrupção (GRECO), do Conselho da Europa.
18:34 | Conjuntura
Dos 75 economistas consultados pela Reuters, nenhum acredita que o banco central inglês decida elevar a taxa de juro, que permanece no mínimo histórico de 0,5%, antes do início de 2016.
11:26 | Mercados
2014 "foi um ano de consolidação do PPR como produto de poupança". Este produto cresceu 8% devido às taxas baixas nos depósitos e à insegurança face ao sistema bancário, afirmou José Almaça, presidente da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF).
A Arrow Global, líder europeia na gestão e compra de dívida, comprou a Whitestar por 48 milhões de euros. Vai investir 565 milhões na aquisição de carteiras de crédito em incumprimento.
16:23 | Tecnologias
A tecnológica encaixou 460 milhões de dólares depois de ter vendido acções aos investidores acima do intervalo pré-definido. A forte procura está a impulsionar a cotação dos títulos.
PUBLICIDADE
19:25 | Educação
O Ministério da Educação dá à Universidade Lusófona 15 dias para anular os processos de certificação que foram considerados ilegais, depois da auditoria que decorreu no âmbito do caso da licenciatura de Miguel Relvas.
19:22 | Política
Passos Coelho anunciou que o Governo está a estudar a aplicação de diversas medidas para apoiar as empresas portuguesas em Angola e as que exportem para este país, devido às dificuldades económicas provocadas pela queda dos preços do petróleo.
17:06 | Eleições
As candidaturas do MAS -- Movimento Alternativa Socialista e da Plataforma dos Cidadãos às legislativas regionais da Madeira enviaram hoje para o Tribunal Constitucional pedidos de recontagem dos votos, por considerarem terem existido "graves irregularidades".
13:11 | Autarquias
O próximo presidente da Câmara de Lisboa vai tomar posse na próxima segunda-feira, segundo confirmou o próprio ao Negócios. Formalmente, António Costa será presidente até essa altura.
17:40 | Tecnologias
A Secretaria de Estado da Cultura, autora da proposta que levou à aprovação no Parlamento das taxas sobre suportes digitais, deixa agora a decisão do assunto para o Parlamento, depois do veto do Presidente.
O Banco de Portugal já se pronunciou sobre a actuação dos bancos quando os juros dos créditos passam a ser negativos. O Negócios explica o que vai acontecer agora que a Euribor a um mês passou a valores negativos.
20:45 | Zona Euro
O primeiro-ministro grego Alexis Tsipras vai visitar Moscovo na próxima semana, dando assim seguimento à estratégia de reforço dos laços diplomáticos entre os dois países. A Grécia já referiu pretender ser a ponte de ligação nas relações entre a Rússia e a União Europeia (UE).
15:27 | Indústria
A farmacêutica tem sido das empresas portuguesas que mais pedidos de registo de patentes tem realizado ao longo dos últimos anos. 2015 promete ser ano recorde.
Quem tem telemóvel cujo sistema seja android já consegue fazer chamadas através da aplicação WhatsApp, uma funcionalidade que está disponível desde o início da semana.
Editorial
  • Celso Filipe
    A ANA – Aeroportos de Portugal arranjou uma porta de emergência para a Câmara de Lisboa sair ilesa do imbróglio em que se tinha metido, ao criar uma taxa turística que entra hoje, dia 1 de Abril, em vigor. A ANA passa a suportar o pagamento de uma taxa de um euro por cada turista que chegar a Lisboa por via aérea, o que se traduzirá numa receita para o município que oscilará entre os 3,6 e os 4,4 milhões de euros.
  • Nuno Carregueiro
    Aos olhos das agências de "rating" a dívida pública portuguesa continua a ter a classificação de "lixo". Mas para os investidores que aplicaram nos títulos soberanos de Portugal, a aposta traduziu-se num verdadeiro retorno de luxo.
  • Helena Garrido
    Manuel é de Bragança. Sem emprego na sua terra e para fazer o que gostava trabalha em Lisboa. De vez em quando vai à terra. Maria é lisboeta. Não encontrou trabalho em Portugal para fazer o que gostava. Vive em Berlim, onde arranjou emprego. De vez em quando vem a Portugal.
12:50 | Zona Euro
Ainda assim, o rácio da dívida face ao PIB caiu de 77,1% em 2013 para 74,7% no ano passado, devido ao crescimento da economia alemã. Em 2014, o PIB da maior economia europeia cresceu 1,6%.
14:32 | Mundo
O Banco Mundial avisa, contudo, que a economia da Rússia poderá contrair 3,8% este ano se o preço do petróleo atingir uma média de 53 dólares por barril. Se a média for de 45 dólares, a contracção do PIB poderá chegar aos 4,6%.
31 de Março | Banca & Finanças
O pontapé de partida para a separação da gestão entre a associação mutualista e a caixa económica era para ter sido dado na segunda-feira. Mas a assembleia-geral foi adiada para quarta-feira.
E se as origens da crise da zona euro remontassem há 45 mil anos a esta parte? E se as divisões que colocam a Alemanha e a Grécia em lados diferentes da barricada estivessem relacionadas com o seu ADN cultural e psicológico?
08:01 | Impostos
O mês de Abril traz consigo o primeiro período para o pagamento do IMI (Imposto municipal sobre imóveis), este ano sem a cláusula de salvaguarda. E é também o mês para entregar, via internet, a declaração do IRS para quem trabalha por conta de outrem e pensionistas.
economistas Em colaboração com Project Syndicate
  • O Bangladesh está novamente à beira de um colapso político? Com a explosão de bombas que quase tiraram a vida do primeiro-ministro, Sheikh Hasina, o líder da oposição, Khaleda Zia, acusado de assassinato, protestos violentos e incêndios a varrerem a capital, o país parece estar à beira de um abismo terrível.
  • O programa de reformas da China atingiu um impasse, com conflitos de interesse fundamentais e mecanismos de resistência subtis a bloquear o seu progresso. Até que estas barreiras sejam removidas, há pouca esperança de que a economia em desaceleração da China – que cresceu 7,4% em 2014, a sua taxa mais baixa em quase um quarto de século – possa esperar que a reforma lhe dê o impulso que precisa.
  • Na economia global dos nossos dias, não há preço tão importante como o do petróleo. Todos os dias são produzidos (e consumidos) mais de 80 milhões de barris de crude, e uma grande parte dessa produção é comercializada internacionalmente. Assim, a queda acentuada do preço do petróleo - de cerca de 110 dólares no ano passado para cerca de 60 dólares actualmente - está a permitir a poupança de centenas de milhares de milhões de dólares aos importadores de petróleo. Para a União Europeia e Estados Unidos, os ganhos decorrentes dessa queda de preços equivalem a cerca de 2 a 3% do PIB.
  • Os mercados financeiros servem dois objectivos cruciais: canalizar as poupanças para investimentos produtivos e permitir que particulares e empresas possam gerir riscos através da diversificação e dos seguros. Consequentemente, o sector é essencial para o desenvolvimento sustentável, que representa oportunidades sem precedentes de investimentos à escala mundial, bem como desafios em matéria de gestão de riscos.
  • Seis meses depois do livro de Thomas Piketty "Capital in lhe Twenty-First Century" ter causado furor nos Estados Unidos e na Europa, tornou-se num bestseller no Japão. Mas as grandes diferenças entre o Japão e os seus parceiros desenvolvidos no Ocidente significam que, tal como muitas outras exportações ocidentais, o argumento de Piketty foi assumido em características diferentes.
12:39 | Transportes
A agência aponta que as vendas vão permitir reduzir a dívida da empresa ferroviária. Apesar do efeito positivo, a Moody's avisa que o rating da CP não vai ser alterado com estas vendas.
Os clientes do BES compraram papel comercial de várias sociedades do GES. A ES Property está em revitalização e, no âmbito da negociação com credores, propõe pagar 100% do capital até 2020. A ESI e a Rioforte estão em insolvência, pelo que as soluções desenhadas não são dessa ordem.
dossier Weekend
José Soares dos Santos: "Fui ensinado no 'vira-te, não te queixes'"
As pessoas mudam pelas emoções, não mudam por razões. José Soares dos Santos nasceu em 1962. Desde 1995 que a sua vida são os negócios. Foi presidente e/ou administrador de empresas ligadas à Unilever e ao grupo Jerónimo Martins. Como se sabe, é filho de Alexandre Soares dos Santos.
pub
pub

1
Quarta-feira
Abril 2015
    Documentos Negócios
    consulte ou faça download