Conheça a primeira página do Negócios
A primeira página do Negócios, o acesso
ao ePaper
00:01 | Zona Euro
Depois de 24 horas frenéticas, com incumprimentos, propostas e contrapropostas de última hora, e solicitações de terceiros resgates, o ritmo deverá agora abrandar. Europa não se mexe mais sem o resultado do referendo. Tsipras pede um grande “não”.
07:43 | Zona Euro
A directora-geral do FMI, Christine Lagarde, disse na quarta-feira que as conversações entre a Grécia e os seus credores beneficiariam com "mais maturidade", numa entrevista à televisão norte-americana CNN.
01 de Julho | Zona Euro
Com a perspectiva de um terceiro resgate à Grécia os contribuintes dos países da Zona Euro começam a fazer contas a quanto lhes pode ser pedido. Veja um conjunto de perguntas e respostas sobre o processo e qual o impacto para Portugal.
As bolsas europeias negoceiam sem uma tendência definida, depois de as negociações entre a Grécia e os credores terem sido suspensas e adiadas para depois do referendo. O petróleo e o euro negoceiam em alta ligeira.
00:01 | Bolsa
Desde as eleições gregas de 2012 que a volatilidade não era tão elevada na Europa. O impasse nas negociações entre Atenas e os credores continua a marcar o passo nos mercados, que deverão oscilar ao sabor das declarações até ao referendo.
01 de Julho | Zona Euro
O tecto mantém-se, mas a linha de emergência do BCE para os bancos gregos também continua aberta. Não terá havido alterações nos colaterais que o Banco Central Europeu aceita da banca da Grécia para lhe emprestar dinheiro.
01 de Julho | Zona Euro
O primeiro-ministro grego confirmou a realização do referendo no domingo, tendo apelado ao "não". E reforça que o resultado do referendo dará mais poder ao Executivo. "Será uma escolha" dos gregos, afirmou, garantindo que as "dificuldades são temporárias".
08:07 | Bolsa
A bolsa nacional iniciou a sessão com uma queda muito ligeira, numa altura em que entre os congéneres europeus a tendência também não é definida, com os investidores à espera que se resolva o impasse na Grécia.
07:00 | Research
O banco de investimento aproveitou a antevisão para o segundo semestre das bolsas ibéricas para revisitar as avaliações atribuídas a 16 cotadas do mercado nacional. Conheça as novas avaliações e recomendações.
00:01 | Research
O banco de investimento diz que a volatilidade vai continuar a fazer abanar o tabuleiro de jogo ibérico, mas acredita que há potencial nos mercados português e espanhol. Elege seis empresas, sendo três nacionais. São as peças mais valiosas do xadrez.
00:01 | Obrigações
A Mota-Engil conseguiu obter o financiamento que pretendia com a emissão obrigacionista. O resultado foi ainda melhor do que o esperado, tendo em conta a situação na Grécia, considera Gonçalo Moura Martins.
01:23 | Energia
A empresa liderada por Manso Neto firmou mais um acordo de financiamento para o parque eólico Rising Tree North, na Califórnia, desta vez no valor de 105,3 milhões de euros.
A Associação Portuguesa de Bancos vai esta quinta-feira dar opinião aos deputados sobre as alterações legislativas decorrentes do caso BES. Num parecer, fez saber que não se responde a um problema levantado pelo BdP.
01 de Julho | Banca & Finanças
Os bancos que beneficiaram de ajuda do Estado através de instrumentos de capital contingente (“CoCos”) entregaram 953 milhões em juros entre Junho de 2012 e o final do ano passado. Segundo a Conta Geral do Estado, a maior fatia foi paga em 2013.
00:01 | Transportes
Dos 59 projectos prioritários aprovados há mais de um ano pelo Governo, três já estão concluídos e em exploração, oito estão neste momento em obra e sete estão em fase de concurso.
01 de Julho | Automóvel
O mercado automóvel nacional continuou a crescer em Junho, em linha com o que se tem registado nos primeiros seis meses do ano.
PUBLICIDADE
01 de Julho | Política
A imagem do Banco de Portugal está degradada, diz António Costa, que não gostou que o Governo tivesse reconduzido o governador Carlos Costa sem o ter consultado. António Costa fala ainda da venda do Novo Banco e da PT Portugal à Altice. A empresa francesa leva uma "bicada".
O aumento de capital que o comprador do Novo Banco terá de fazer pode não ter nada a ver com a proposta feita esta semana. As necessidades de capital a assegurar pelo futuro dono do banco serão ditadas pelo teste de stress em curso na instituição.
01 de Julho | Telecomunicações
O conselho de administração da Pharol (ex-PT SGPS) convocou uma assembleia-geral para decidir se avança com acções judiciais contra os ex-administradores da PT envolvidos no caso Rioforte. A reunião está agendada para dia 31 de Julho às 15 horas.
01 de Julho | Redes Sociais
Tweeting, tweets, retweet… já ninguém é estranho aos termos, pelo menos aqueles que protagonizam ou acompanham de perto o impasse grego. Sem que o tenha pedido, o Twitter é de facto o campo onde ministros, primeiros-ministros e jornalistas dão corpo e dissecam, respectivamente, cada minuto da situação grega.
00:01 | Impostos
O Estado gastou mais dinheiro com benefícios fiscais no ano passado, sobretudo no IRS e no IRC. No IRS, destacam-se os incentivos aos “residentes não habituais”, que absorveram 60 milhões de euros e passaram a ser o segundo grupo mais oneroso.
01 de Julho | Justiça
Depois de quatro anos a trabalhar para a Linha de Saúde em regime de falsos recibos verdes, Márcia vê reconhecida pelo tribunal a ilegalidade do seu contrato de trabalho. A Linha de Cuidados de Saúde pode ainda recorrer da decisão do tribunal.
00:01 | Indústria
A Periplast, fabricante de equipamentos de extrusão de materiais plásticos, do grupo Poço, duplica exportação de máquinas inovadoras para mais de 60 países. Nas de grande dimensão, só tem três concorrentes à sua altura.
00:01 | Media
Os patrões dos media discordam das conclusões da ERC que defende que há "fortes indícios de acções enganosas e de práticas comerciais desleais" nos concursos de participação telefónica.
Editorial
  • Helena Garrido
    Rostos desesperados. Pensionistas modestos com senhas nas mãos aglomeravam-se pela manhã na quarta-feira, 1 de Julho, à porta dos bancos que abriram na Grécia. As imagens estão por todo o mundo. Gritam mais alto do que todas as palavras do discurso de Alexis Tsipras a falar em humilhações. O Syriza está a usar o seu povo como uma peça do seu jogo. Este foi o ponto a que chegou a Grécia. E a Zona Euro.
  • Celso Filipe
    No palco grego joga-se mais do que o futuro do euro. Joga-se o futuro da União Europeia e da estabilidade da região. Os últimos dias tornaram o jogo perigoso. Nenhuma das partes, Grécia e credores, aceita apenas cedências. Querem a capitulação do oponente. Uma rendição que seja incondicional e, por consequência, humilhante para o adversário.
  • Nuno Carregueiro
    Uma vitória do "não" agravará o caos em que se encontra o país e o que se assistiu nesta segunda-feira, com pensionistas desesperados para conseguirem retirar dos bancos as suas poupanças, poderá ser só uma amostra do que se seguirá.
01 de Julho | Segurança Social
O ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, Pedro Mota Soares, anunciou hoje que a Segurança Social encaixou mais 225 milhões de euros em contribuições até Junho deste ano, face ao mesmo período do ano passado.  
01 de Julho | Transportes
O Governo criou comissões especiais de acompanhamento da privatização das duas participadas da CP, a com o objectivo de garantir transparência, rigor, isenção, imparcialidade e a melhor defesa do interesse público.
01 de Julho | Transportes
O programa de privatizações do Governo de Passos Coelho gerou receitas de 9,3 mil milhões de euros e vai permitir poupar 7,1 mil milhões em juros nos próximos 20 anos, disse o secretário de Estado dos Transportes.
01 de Julho | Banca & Finanças
O BCE divulgou um retrato da banca europeia que mostra que o número de agências bancárias diminuiu no ano passado, assim como o número de trabalhadores deste sector.
economistas Em colaboração com Project Syndicate
  • No final deste ano, o Fundo Monetário Internacional (FMI) vai decidir se o chinês renminbi vai juntar-se ao euro, ao iene japonês, à libra britânica e ao dólar norte-americano no cesto de moedas que determinam o valor das reservas internacionais de activos, o Direito de Saque Especial (Special Drawing Right – SDR - em inglês).
  • Como reservatório natural de carbono, o oceano absorve aproximadamente 25% de todo o dióxido de carbono produzido pela actividade humana todos os anos. Mas estamos a exigir demasiado da sua capacidade de absorção. O carbono dissolvido no oceano alterou a sua composição química, aumentando a sua acidez em 30% desde o início da Revolução Industrial.
  • Ao promover um enfoque mais pragmático do financiamento para o desenvolvimento, o modelo institucional chinês poderia ser o Fundo para a Rota da Seda, que dispõem de 40 mil milhões de dólares, que o presidente Xi Jinping anunciou em Novembro.
  • Todos os anos perde-se um quarto de toda a comida do mundo devido a colheitas ineficientes, a armazenamentos inadequados e a desperdícios na cozinha. Se reduzissemos a metade essa perda poderíamos alimentar mais mil milhões de pessoas – e tornar a fome um problema do passado.
  • Esta é também a mudança que ressalta da hipocrisia do Congresso. A acusação de manipulação cambial não é mais do que o escudo que faz com que os Estados Unidos evitem a responsabilidade de resolver o problema das poupanças do país.
01 de Julho | Europa
Em 2013 foi concedida a cidadania a quase um milhão de pessoas na União Europeia, 24.476 das quais em Portugal.
01 de Julho | Conjuntura
O crescimento da indústria na Zona Euro acelerou em Junho, tendo crescido em todos os países. A excepção foi a Grécia, que viu o sector voltar a encolher, com a quebra na produção e nas encomendas.
01 de Julho | Mundo
EUA e Cuba vão inaugurar embaixadas em Havana e Washington, sendo este um dos passos mais significativos desde que Obama e Castro acordaram restabelecer as relações entre os dois países, em Dezembro de 2014, depois de mais de 50 anos de conflito.
dossier Weekend
TAP: O primeiro dono privado
Muito antes de Humberto Pedrosa e David Neeleman, a TAP teve accionistas privados. O primeiro foi António de Medeiros e Almeida. Entre 1955 e 1960, o milionário português controlou 50% do capital da companhia, que depois trocou pela SATA. Pelo caminho, teve conversas com Salazar para ser presidente da TAP.
pub

 

pub

2
Quinta-feira
Julho 2015