Conheça a primeira página do Negócios
A primeira página do Negócios, o acesso
ao ePaper
No dia em que o regulador suíço abriu um processo de insolvência do Banque Privée Espírito Santo, o Banco de Portugal determinou algumas medidas que têm como objectivo garantir que a unidade do banco em território nacional tenha liquidez suficiente para reembolsar os depósitos dos seus clientes.
“O BES encontra-se numa situação financeira muito delicada e complexa mas não se encontra em liquidação”, avisa o novo presidente da instituição em comunicado. Luís Máximo dos Santos diz que tem estado a trabalhar “na preservação do valor dos activos” do banco.
António Horta Osório considera que não se vai vender o Novo Banco pelo valor que foi injectado. "A questão é minimizar a perda", diz. Sobre Stock da Cunha, o presidente do Lloyds, diz que "tem condições para vender o Novo Banco sem conflitos de interesse."
12:51 | Conjuntura
O indicador de actividade económica do Banco de Portugal caiu, pelo segundo mês consecutivo, acentuando a tendência de queda. Já o consumo privado voltou a abrandar.
14:42 | Empresas
A maioria das filiais de empresas estrangeiras em Portugal são espanholas, mas são as alemãs que mais riqueza geram. Estão mais focadas nas exportações do que as nacionais e empregam em média mais trabalhadores. Irlanda e Hungria são os países onde as empresas estrangeiras mais pesam.
O mercado viu com bons olhos a vitória do "não" à independência da Escócia - um sentimento que está a reflectir-se no mercado de acções e também de obrigações. Com excepção da Alemanha, os juros da dívida seguem em queda por toda a Europa.
O vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, disse esta sexta-feira que Portugal não tem qualquer preconceito quanto ao facto de um país não europeu ganhar uma privatização e afirmou que Portugal confia naqueles que confiam agora no país.
11:41 | Bolsa
A bolsa nacional mantém a tendência de ganhos, numa altura em que a subida do sector bancário está a conseguir anular a queda da Jerónimo Martins.
11:19 | Bolsa
A vitória do “não” no referendo à independência da Escócia está a contribuir para a subida das principais praças europeias. Depois da garantia da Fed de que as taxas de juro permanecerão baixas, a permanência da Escócia no Reino Unido ajuda a um sentimento de maior confiança nos mercados europeus. O Stoxx 600 negoceia em máximos de 2008.
15:25 | Política
O antigo presidente da Câmara de Gaia, Luís Filipe Menezes, afirmou hoje ter sido "sujeito a um ataque de homicídio pessoal e político inacreditável" nos últimos dias.
15:36 | Bolsa
Os mercados accionistas do outro lado do Atlântico abriram em terreno positivo e reforçaram entretanto a tendência, estando agora o Dow Jones e o Standard & Poor’s 500 em máximos históricos.
Centros distritais estão a informar trabalhadores de vários níveis de qualificação que os vão enviar para o quadro de excedentários. Educadores de infância estão na linha da frente por causa das transferências para IPSS.
Quase 40% dos suplementos são pagos 14 vezes por ano. Agora, a regra passa a ser o pagamento doze vezes por ano. Diploma que enquadra a revisão dos suplementos foi aprovado esta quinta-feira. Governo diz que não quer poupar, mas não afasta cortes.
Ou recebe o dinheiro da venda da Tranquilidade ou contesta o negócio. É assim que o ESFG dá o tiro de partida na litigância contra o Novo Banco. Processos contra o resgate ao BES estão na calha.
A operadora espanhola acordou pagar à Vivendi 4,66 mil milhões de euros, além de ceder 7,5% da Telefónica Brasil e ainda 5,7% da Telecom Itália.
PUBLICIDADE
08:37 | Política
"Deve a Escócia ser um país independente?" 55% dos eleitores escoceses disseram que não. A principal cara pró-independência já anunciou a sua demissão. O Negócios acompanhou as principais notícias relacionadas com um referendo histórico num minuto a minuto com actualização permanente.
16:10 | Política
Alberto João Jardim defende um "novo modelo de autonomia" da Madeira. Para tal o líder do Governo madeirense questiona se o Estado português é "suficientemente democrático e civilizado", admitindo a realização de um referendo para resolver esta questão.
14:00 | Weekend
Pedro Páramo ama uma mulher e repete-lhe o nome. Pedro Páramo, senhor de propriedade a perder de vista, não conhece o nome de quase mais ninguém à volta. Em Pedro Páramo, a mais recente peça do Teatro Meridional, adaptação do romance do mexicano Juan Rulfo, percursor do realismo mágico latino-americano, os mortos falam do desconsolo das contradições humanas e ainda da invisibilidade dos vivos.
14:00 | Weekend
A G3, a espingarda automática que equipou o exército português durante a guerra do Ultramar, foi também aquela onde foram colocados cravos a 25 de Abril de 1974. Nada mais simbólico. Fez a guerra e a paz. Fabricada em Braço de Prata sob licença da empresa alemã Heckler & Koch, chegou a ser exportada para o Irão do ayatollah Khomeini, durante a guerra com o Iraque.
10:00 | Weekend
Pedro Lains já foi considerado um economista neo-liberal. Agora acusam-no de ser um perigoso esquerdista. A entrevista aconteceu em sua casa, numa manhã abafada.
13:34 | Política
As últimas sondagens, divulgadas esta sexta-feira, dão vitória a Dilma Rousseff na primeira volta das presidenciais, com 37% das intenções de voto, face aos 30% de Marina Silva.
12:00 | Weekend
Enquanto em Portugal, António José Seguro e António Costa discutem a verdadeira liderança do PS, na Europa a social-democracia busca o seu lugar na era da austeridade e do fim do crescimento económico constante e do pleno emprego. Poderá reinventar-se ou o seu futuro está muito nublado?
11:24 | Tecnologias
A Apple deu esta sexta-feira início à venda dos novos smartphones em várias cidades de todo o mundo. Como habitual as filas de espera e os insólitos marcam o dia.
Editorial
  • Celso Filipe
    Marinho e Pinto foi um bastonário da Ordem dos Advogados empolgado que conquistou o poder com o apoio dos pequenos advogados e que sempre contou com a hostilidade dos grandes escritórios. Marinho e Pinto foi um bastonário desabrido no falar, de verbo fácil e crítico do estado da Justiça.
  • Celso Filipe
    A fazer fé nas sondagens, cujas projecções já fazem a distribuição dos indecisos, os escoceses vão esta quinta-feira votar contra a independência do país e a sua separação do Reino Unido. O resultado será, ao que tudo indica, tangencial. Assim, 58% dos escoceses irão votar "não" no referendo sobre a independência, enquanto 42% se manifestarão favoráveis a esta opção. Este resultado permite extrair duas conclusões. A primeira é a de que os escoceses estão divididos sobre o seu futuro enquanto país. A segunda é a de que a Escócia já ganhou, apesar do "sim" à independência sair derrotado.
  • Nuno Carregueiro
    A urgência da venda da instituição não justifica que o modelo a adoptar possibilite, ainda mais, a destruição de valor no banco. E é isso que acontecerá se o Novo Banco for vendido aos pedaços, uma possibilidade que tem vindo a ganhar força nos últimos tempos e foi mencionada pela Comissão Europeia.
12:31 | Europa
Economia, população, transportes, alimentação e ambiente: ver o mundo e a Europa através destes cinco temas. Saiba quem produz mais riqueza, gasta mais dinheiro, vive mais anos ou polui mais.
12:21 | Câmbios
A moeda comum europeia está a perder perto de 0,5% relativamente ao dólar numa altura em que a moeda norte-americana segue a valorizar apoiada na decisão da Fed de manter em níveis próximos de zero as taxas de juro de referência. O dólar segue em máximos de seis anos face ao iene.
18 de Setembro | Privatizações
O secretário de Estado dos Transportes afirmou que o Governo mantém o objectivo de privatizar a CP Carga no decorrer da legislatura, que termina em Outubro de 2015.
Providências cautelares. Ameaças de impugnação. Problemas de concorrência. O Governo escolheu o comprador da EGF. Mas até que a Mota possa tomar conta da maior gestora de resíduos do País vai um caminho... complicado.
00:01 | Ambiente
A jóia da coroa do grupo Águas de Portugal vai sair da esfera pública e entrar no universo Mota-Engil, num movimento que pode trazer à EGF economias de escala e oportunidades de internacionalização.
12:48 | Desporto
O organismo que tutela o futebol europeu anunciou as cidades que irão receber a primeira competição a realizar-se em cidades de vários países do Velho Continente. Wembley, em Londres, receberá as meias-finais e a final, enquanto Bacu, Roma, São Petersburgo e Munique vão acolher os jogos dos quartos-de-final.
A CoSwitched, uma start-up portuguesa, desenvolveu um cartão SIM especial para máquinas que permite a configuração da operadora de telecomunicações. Uma ferramenta para facilitar as exportações.
00:01 | Economia
Clara Gaymard, mãe de nove filhos e presidente da General Electric em França, vem a Portugal explicar que a natalidade não depende só do rendimento. No seu caso, a cultura ajudou. E o apoio do Estado francês foi decisivo.
economistas Em colaboração com Project Syndicate
  • No ano passado, a China alcançou aparentemente outro marco na sua ascensão meteórica, ao ultrapassar os Estados Unidos e passar a ser a maior potência comercial do mundo, com as suas receitas comerciais totais avaliadas em 25,83 biliões de yuans (4,16 biliões de dólares). Mas este feito é, em grande medida, ilusório – e não se deve permitir que oculte a necessidade da China de transformar o seu modelo de comércio.
  • Há dois anos, a eleição de Shinzo Abe como primeiro-ministro do Japão levou ao advento do "Abenomics", o plano em três partes para resgatar a economia do lodaçal de estagnação e deflação.
  • Recaída é a regra da pós-crise económica mundial. Nos Estados Unidos, Japão e Europa, o crescimento do PIB fraquejou novamente no primeiro semestre de 2014. Estes contratempos são dificilmente uma coincidência. Este crescimento persistentemente lento por todo o mundo desenvolvido deixou as grandes economias invulgarmente vulneráveis em relação às contrariedades inevitáveis.
  • Itália está mergulhada numa tripla recessão. Mas não chegou lá por si só. Sim, o longo declínio da economia reflecte o fracasso dos líderes italianos em enfrentar a perda de competitividade do país; mas é uma falha amplamente partilhada na Europa.
  • Chegámos ao fim da era da inflação elevada? Quando o mundo cresce de forma lenta, a dívida é elevada e existem tremendas pressões de distribuição é importante saber se a inflação está morta ou simplesmente dormente.
18 de Setembro | Transportes
Foi aprovado um diploma que prevê que cinco administradores possam gerir as quatro empresas de transporte público de Lisboa em conjunto. Só recebem a remuneração de uma delas.
18 de Setembro | Privatizações
O ministro da Presidência, Marques Guedes, assegurou que a privatização da TAP ainda não foi analisada pelo Conselho de Ministros, apesar das declarações já feitas pelo ministro da Economia sobre o relançamento da operação.
18 de Setembro | Mercados
O banco madeirense revelou ter colocado 520 milhões de euros de obrigações no mercado internacional, adiantando ainda ter registado uma procura, por parte dos investidores internacionais, 1,6 vezes superior à oferta.
dossier Weekend
António Simões: Não há um líder que possa liderar sem ter uma inteligência emocional desenvolvida
António Simões é o CEO no Reino Unido do HSBC. Normalmente, quando se fala dele, diz-se que é gay assumido. Como se se revelasse uma característica exótica. António explica, na entrevista, que é mais improvável ter 39 anos e liderar 43 mil pessoas do que ser gay e liderar 43 mil pessoas.
pub
pub

19
Sexta-feira
Setembro 2014

    negócios opinião