Conheça a primeira página do Negócios
A primeira página do Negócios, o acesso
ao ePaper
Portugal tem a segunda dívida pública mais elevada da União Europeia, mas também ocupou o segundo lugar no "raking" dos países que mais reduziram o endividamento no segundo trimestre deste ano.
11:49 | Bolsa
A praça lisboeta segue agora a registar uma queda menos acentuada depois de o BPI ter invertido o registo negativo do início da manhã, estando agora a valorizar cerca de 0,5%. O BCP e a PT seguem, contudo, a pressionar a bolsa nacional.
O nome de Francisco Machado da Cruz é um dos que se encontra nas listas dos três partidos da oposição para ser ouvido na comissão de inquérito ao BES. Salgado, Maria Luís Albuquerque, Zeinal e Granadeiro também.
22 de Outubro | Banca & Finanças
Pedro Passos Coelho admitiu esta quarta-feira que o que "aconteceu ao Banco Espírito Santo terá consequências do ponto de vista económico no futuro de Portugal".
00:01 | Bolsa
A bolsa nacional tem cada vez menos empresas. E entre as cotadas, muitas têm pouco capital disperso. Um problema de difícil resolução num mercado que não tem conseguido atrair novos emitentes.
00:01 | Bolsa
O desempenho do PSI-20 tem sido marcado pela negativa, uma tendência que não é única na Europa. Os mercados deverão registar uma inversão, dizem os analistas, com o euro mais fraco e o BCE a serem os focos presente e futuro.
A taxa de desemprego em Espanha recuou, no terceiro trimestre, para mínimos desde o início de 2011, o que representa mais um dado que aponta para a recuperação da economia espanhola.
09:50 | Indústria
O índice de gestores de compras (PMI) para a indústria alemã subiu, inesperadamente, em Outubro, quando os economistas antecipavam uma quebra. No conjunto da Zona Euro, a evolução também foi positiva. Já em França, a indústria contraiu mais uma vez.
22 de Outubro | Reforma do IRS
O cálculo do IRS vai mudar e a própria conta final do imposto também. Para baixo e para cima, consoante os casos. Explicamos-lhe as principais alterações que estão em cima da mesa, a partir de uma nota de liquidação de imposto.
11:32 | Energia
A REN - Redes Energéticas Nacionais recorreu aos serviços de uma empresa de recrutamento de gestores (head hunting) para o processo de escolha do seu próximo presidente executivo, que sucederá a Rui Vilar, o qual passara no próximo ano a ter apenas funções não executivas (chairman).
O negócio do consumo deixa Armando Almeida descansado. É no segmento empresarial que o presidente da PT Portugal quer "atacar" o mercado. O gestor, recém chegado à PT, admitiu que perdas de clientes como a Caixa Geral de Depósitos, o BPI ou o Montepio "são importantes". Mas, ao Negócios, garantiu que a empresa de telecomunicações "não tem dependência de nenhum cliente".
22 de Outubro | Telecomunicações
A PT SGPS é a empresa cotada. Veja o que mudou no universo da Portugal Telecom e o que ainda vai acontecer. A PT SGPS no final ficará apenas com a dívida da Rioforte e com a opção de compra de acções da nova Oi, o que já foi aprovado pelos accionistas da PT mas aguarda ainda aprovação da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), a supervisora do mercado de capitais brasileiro.
22 de Outubro | Privatizações
A Portugal Telecom foi esta quarta-feira, 22 de Outubro, mais um elemento que se juntou aos habituais argumentos da esquerda para defender a manutenção da TAP totalmente pública. O PS, que chegou, enquanto Governo, a avançar com um processo de venda da transportadora, reafirmou que a sua posição é a do Estado manter a maioria do capital.
Caso a PT abandone o futebol, os três grandes (FC Porto, Sporting e Benfica) podem perder um terço do seu investimento, uma questão que está a alarmar os clubes. Porto garante que está já à procura de alternativa
22 de Outubro | Banca & Finanças
O BCE informa que ainda não há resultados finais e que quaisquer notícias sobre os testes de stress europeus são "altamente especulativas". A Efe avança que 11 bancos chumbaram. Entre eles estará o BCP.
O Credit Suisse alertou para a dificuldade de se prever o resto do ano ainda que nos resultados do terceiro trimestre tenha superado as estimativas dos analistas.
O banco britânico liderado por Horta Osório justifica a redução dos funcionários com a queda do número de clientes que recorrem às agências físicas, estando cada vez mais a optar pelos serviços online.
22 de Outubro | Resultados
A produtora de pasta e papel alargou a actividade para 127 países e bateu até Setembro recordes de produção e venda de papel. A IFC, instituição do Banco Mundial, está a negociar compra de 20% na Portucel Moçambique.
PUBLICIDADE
11:59 | Resultados
A Impresa e a Portucel deram o arranque da época de resultados dos primeiros nove meses do ano em Portugal. Consulte o calendário e acompanhe os números que vão sendo reportados pelas principais cotadas nacionais.
O Governo vai abrir a possibilidade de reformas antecipadas mas apenas para longas carreiras: o trabalhador tem de ter 40 anos de carreira aos 60 anos. Regras de penalização não mudam, mas os cortes podem chegar a superar os 40%.
O Governo espera um défice de 2,7% do PIB para 2015. A confirmar-se, será a primeira vez desde 1997 que fica abaixo de 3%. Mas não é por falta de optimismo: em 12 dos últimos 19 anos, o orçamento tinha uma meta inferior a 3%.
22 de Outubro | Finanças Públicas
O Partido Socialista defendeu hoje que não existem soluções fáceis para o problema do endividamento do Estado, mas argumentou que ignorar que é um dos principais problemas que Portugal enfrenta é o pior caminho.
12:23 | IMI
O ministério das Finanças assegurou esta quinta-feira que a avaliação dos prédios e a cobrança de Imposto Municipal sobre Imóveis respeitam os princípios de equidade fiscal, rejeitando acusações da Deco de que o Governo cobrou indevidamente 244 milhões de euros.
00:01 | Mercados
Nos primeiros nove meses do ano, o Gabinete de Apoio ao Sobreendividado (GAS) da Deco abriu 2.179 processos de ajuda a famílias em dificuldades, o valor mais baixo desde 2010. Mais de metade já estava em incumprimento.
22 de Outubro | União Europeia
O ainda presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, defendeu que os países europeus que tiveram e ser intervencionados estão hoje numa situação melhor e que foi a Europa que permitiu evitar a bancarrota.
22 de Outubro | Energia
Portugal ameaçou bloquear o pacote de energia e clima para 2030 se a Europa não assumir metas vinculativas. Até agora nem as intervenções oficiais nem as reuniões de bastidores conseguiram resolver o diferendo.
22 de Outubro | Empresas
Os fabricantes portugueses de painéis fotovoltaicos, turbinas e geradores eólicos e marítimos, e de inversores e conversores, entre outros equipamentos para a produção de energias renováveis, poderão exportar os seus produtos com menores custos já a partir de 2015.
Editorial
  • André Veríssimo
    Desabafou Alexandre Soares dos Santos esta semana que "detesta investimento chinês", porque não acrescenta nem conhecimento, nem capacidade de gestão. "Só levam barato", sentenciou o experiente empresário. Uma discriminação sem sentido ou justiça.
  • Helena Garrido
    O Governo conseguiu converter medidas positivas em factores de incerteza, na recuperação parcial dos cortes salariais da função pública e na reforma do IRS.
  • Celso Filipe
    O plano de recapitalização do Banco Espírito Santo Angola (BESA), anunciado pelo Banco Nacional de Angola (BNA), tem um efeito imediato e duplo: diminui o grau de incerteza em relação ao Novo Banco e aumenta o seu valor de mercado. O empréstimo de 3,6 mil milhões de euros do BES ao BESA era dinheiro dado como perdido. Esta segunda-feira, o Novo Banco, por decisão do BNA, recuperou 20% deste montante, o que equivale a 720 milhões de euros. Destes 20%, 56 milhões serão transformados numa posição accionista de 9,9% que o Novo Banco passará a ter no âmbito do plano de recapitalização do BESA.
  • Helena Garrido
    Tem dois ou mais filhos? Faz parte do feliz grupo dos 548 mil contribuintes que deverá ser contemplado com menos IRS em 2015. Um pequeno grupo de 14% num total de cerca de 3,9 milhões de contribuintes.
10:40 | Comércio
Analistas do BPI apontam algumas tendências do mercado nacional: A deflação é um dos principais riscos para o sector; os retalhistas devem focar-se na qualidade e não nos preços; o online não é uma prioridade neste momento.
00:01 | Bolsa
O Société Générale criou um índice que permite ganhar exposição a 30 empresas europeias seleccionadas mediante critérios de sustentabilidade. O investimento é feito através de títulos de dívida colocados pelo Banco Carregosa.
22 de Outubro | Banca & Finanças
Entraram para comprar a Espírito Santo Saúde, ainda subiram a parada mas, depois, desistiram. Mas o grupo Ángeles ainda teve tempo para ganhar 6,6 milhões de euros. Uma parte foi graças a uma ajuda da UnitedHealth.
22 de Outubro | Energia
Dois dias após a morte do CEO e chairman da petrolífera francesa, a administração da empresa já escolheu quem vai substituir Christophe de Margerie.
22 de Outubro | Orçamento do Estado
O presidente do Banco BIC, Luís Mira Amaral, criticou a continuidade e o aumento do imposto extraordinário sobre a banca em 2015, acusando o Governo de "tentar sacar dinheiro onde lhe for possível".
economistas Em colaboração com Project Syndicate
  • Com a inflação na Zona Euro teimosamente em trajectória descendente, cresce a pressão sobre o Banco Central Europeu para fazer "alguma coisa" de forma a evitar um cenário de deflação. Esse "alguma coisa" é geralmente entendido como a compra de activos em massa, ou flexibilização quantitativa (QE, na sigla inglesa). Mas será essa a solução para o problema?
  • A Califórnia pode ser o maior e mais conhecido hub de tecnologia, mas não está sozinho na tarefa de impulsionar start-ups inovadoras. De facto, tais empresas estão a surgir – quase despercebidas – por todo o lado, desde as megalópoles asiáticas, como Singapura e Xangai, até às pequenas cidades europeias como Espoo na Finlândia e Dwingeloo na Holanda. Muitas start-ups internacionais – incluindo a sueca Spotify, o Skype da Estónia e o Waze de Israel – e mais recentemente, o Alibaba da China – arrecadaram valorizações de milhares de milhões de dólares.
  • É agora globalmente aceite que a recente crise financeira foi, na verdade, uma crise de balanços. Longos períodos de taxas de juro negativas permitiram e facilitaram o financiamento insustentável da compra de activos, com hipotecas de alto risco a enfraquecer os balanços nacionais. Quando a liquidez nos principais mercados interbancários secou, as fragilidades foram expostas – e com consequências devastadoras.
  • Quase todos temos uma pegada digital – o rasto dos chamados "dados passivos" que se produzem quando participamos em qualquer interacção online, por exemplo com conteúdos vinculados a uma marca nas redes sociais, ou quando fazemos uma transacção digital, como uma compra com cartão de crédito. Há alguns segundos, você pode ter gerado dados passivos, apenas por clicar num link para ler este artigo.
  • Um paradoxo cada vez mais óbvio surgiu este ano nos mercados financeiros mundiais. Apesar dos riscos geopolíticos – o conflito entre a Rússia e a Ucrânia, a ascensão do Estado Islâmico e a crescente agitação no Médio Oriente, as disputas territoriais da China com os seus vizinhos e os protestos em massa em Hong Kong, bem como o risco da sua repressão – se terem multiplicado, os mercados mantêm uma actividade sustentada, se não mesmo borbulhante.
22 de Outubro | Media
O resultado líquido da empresa de media mais do que duplicou em relação ao mesmo período do ano passado. Contudo, considerando apenas o terceiro trimestre, as contas foram negativas, com prejuízos de 384,7 mil euros.
22 de Outubro | Redes Sociais
Como tratar milhões com a envolvência de um "amigo"? É uma das técnicas que o Facebook quer dar aos empresários nacionais já na próxima semana. A iniciativa resulta de uma parceria com a ANPME.
08:39 | Empresas
O mercado de "smartphones" ainda não viu tudo. A empresa britânica Kazam não teme os gigantes e apresenta o que diz ser o mais fino telemóvel do mundo.
22 de Outubro | Gadgets
Depois da Nos avançar com a pré-reserva dos novos equipamentos, a Vodafone anuncia que o novo iPad estará à venda nas suas lojas esta quinta-feira.
dossier Weekend
O legado cultural da família Espírito Santo
Por estes dias, o Novo Banco está a fazer um inventário de todos os activos que "herdou" do BES. Entre eles, está o património cultural e histórico acumulado ao longo dos anos. Também a Fundação Ricardo Espírito Santo Silva faz contas à vida. Perdeu o seu principal mecenas e está afundada em dívidas.
pub
pub

23
Quinta-feira
Outubro 2014

    negócios opinião