Conheça a primeira página do Negócios
A primeira página do Negócios, o acesso
ao ePaper
"Não cabe ao Estado resolver", sublinhou o primeiro-ministro, que considera que o colapso do GES vai ter um "impacto negativo na economia portuguesa". A responsabilidade pela supervisão e reembolso do papel comercial do GES gerou recentemente uma troca de acusações entre o Banco de Portugal e a CMVM.
11:21 | Conjuntura
O INE confirma crescimento de 0,9% no ano passado, ligeiramente menos que a previsão do Executivo, mas em linha com a estimativa do Banco de Portugal. O conjunto das importações e exportações deu um contributo negativo para o crescimento pela primeira vez desde 2010.
12:41 | Conjuntura
Depois de três anos consecutivos de quedas, o consumo privado voltou este ano ao verde. Em destaque está o consumo de bens duradouros que registou o maior crescimento homólogo de sempre.
14:07 | Conjuntura
O BBVA Research considera que o final de 2014 foi mais forte do que se esperava, antecipando um crescimento de 1,5% em 2015.
11:26 | Emprego
A taxa de desemprego mensal, medida pelo INE, caiu, em Janeiro, três décimas face ao valor registado em Dezembro de 2014. O número de desempregados diminuiu 10,5 mil. Existem agora 683 mil portugueses sem emprego.
13:14 | Emprego
"Os números hoje conhecidos são muito positivos", declarou o vice-primeiro-ministro, referindo-se à queda de 0,3 pontos da taxa de desemprego em Janeiro.
O pagamento de prémios no Lloyds estava congelado, depois do banco ter sido alvo de resgate. Este ano, os gestores do banco vão voltar a receber os prémios com o montante total a ascender a 30 milhões de libras. Prémios que correspondem aos últimos três anos.
10:33 | Zona Euro
O Bundestag deu luz verde ao prolongamento dos empréstimos à Grécia com 542 votos positivos, 32 negativos e 13 abstenções. A extensão do apoio tem ainda de ser submetida ao escrutínio da Estónia, Países Baixos e Finlândia.
14:13 | Zona Euro
O ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, declarou hoje ter apresentado deliberadamente um programa de reformas vago para assegurar o aval dos parlamentos da zona euro ao prolongamento da ajuda a Atenas.
"Esta renúncia à cláusula hoje aprovada é concedida para o valor aproximado de 14,3 mil milhões de euros", que Portugal irá pagar ao FMI ao longo dos próximos dois anos e meio.
10:55 | Autarquias
Despacho publicado esta sexta-feira em Diário da República atribui 543 mil euros à câmara transmontana de Alfândega da Fé para pagar salários e juros. Dinheiro é uma antecipação do Fundo de Apoio Municipal. No total, seis câmaras foram buscar 25 milhões de euros.
10:31 | Impostos
Depois de ter estabelecido o envio obrigatório dos "stocks" de empresas com uma facturação acima de 100 mil euros, o Fisco vai agora avançar com uma acção de fiscalização.
14:44 | Bolsa
Os principais índices norte-americanos abriram em queda ligeira depois de ter sido divulgado que a economia dos Estados Unidos cresceu 2,2% no último trimestre do ano passado. Uma revisão em baixa que, ainda assim, ficou acima das expectativas.
00:01 | Bolsa
Depois de um ano negativo, este está a ser de ganhos expressivos para a praça portuguesa. É a bolsa que mais sobe a nível mundial, beneficiando dos estímulos do BCE. E, dizem os analistas, tem potencial para continuar a bater as pares.
00:01 | Economia
Comissão de Recursos prevê um aumento "significativo" do número de anulações de subsídios aos desempregados que não cumprem as obrigações, porque o processo passou a ser automático. Anulações tinham caído para metade.
26 de Fevereiro | Banca & Finanças
"Não guardo de memória" foi talvez o início de frase mais referido por Zeinal Bava na comissão de inquérito parlamentar. Os deputados não ficaram satisfeitos com as intervenções do gestor, que dizem não ter respondido ao que lhe era perguntado. Seis horas depois ficou a saber-se que Bava não assume responsabilidades pelo que se passou nas aplicações da PT depois de Junho de 2013.
00:49 | Empresas
A cimenteira liderada por Ricardo Lima registou um resultado líquido de 27,2 milhões de euros, ao passo que as receitas diminuíram 0,8%.
11:06 | Research
A deflação nos mercados onde a empresa está presente terá continuado a penalizar a Jerónimo Martins, que de acordo com as estimativas do CaixaBI terá fechado 2014 com lucros de 320 milhões de euros.
11:41 | Indústria
A empresa colocou à venda as duas últimas unidades naquele país e irá abastecer o mercado através de outras unidades que detém na Europa.
A seguradora alemã verificou uma subida dos lucros justificada essencialmente pelo ramo Vida e Saúde. Haverá mais resultados distribuídos pelos accionistas no próximo ano.
26 de Fevereiro | Banca & Finanças
O fundo de pensões neozelandês é um dos fundos que instaurou um processo contra o Novo Banco em Inglaterra pelo investimento em dívida do BES através da Oak Finance. O banco não pagou e, por isso, a acção avançou.
O actual presidente da Caixa Económica e da Associação Mutualista admite deixar de acumular os dois cargos caso venha a candidatar-se à liderança do Montepio. Aguarda-se ainda a divulgação do novo regime mutualista.
PUBLICIDADE
14:54 | Impostos
O prazo para a entrega do IRS de 2014 começa a 1 de Março e estende-se até final de Maio. Há 78 concelhos que devolvem parte do imposto aos seus residentes. Veja quais.
12:15 | Política
Declarações perante plateia chinesa provocaram mal-estar dentro do partido. Vieira da Silva terá alertado bancada para o impacto no PS. O líder teve de enviar uma mensagem (SMS) aos militantes a justificar-se. Já Francisco Assis quer um programa de Governo "o mais depressa possível".
13:39 | Política
"O que preocupa os portugueses são os problemas do país. O de sermos capazes de mobilizar todos os nossos recursos". Foi assim que António Costa reagiu à elevada pressão no PS depois das declarações consideradas polémicas.
14:46 | Economia
O primeiro-ministro também abordou a situação na Grécia e apontou que Atenas e o Eurogrupo iniciaram agora um diálogo. Espera que esta seja uma "conversa construtiva" para "manter a estabilidade na Zona Euro e a Grécia ser bem sucedida".
09:47 | Weekend
Temos o complexo de sermos pequeninos. Se alguém faz alguma coisa fora do normal, é sempre extraordinário. Em pequena, Maria tinha medo de bisturis.
14:02 | Weekend
Para os alunos de Economia e Gestão da Universidade Católica e da Universidade Nova de Lisboa, já não existem fronteiras. Sabem que a sua carreira profissional vai, muito provavelmente, levá-los a fazer as malas. E gostam da ideia. Para já, vão praticando o inglês com os colegas estrangeiros, que representam perto de metade das turmas de mestrado.
12:02 | Weekend
Diz que o seu cinema vive de um ambiente de pós-catástrofe. Às vezes, catástrofes que demoram anos, que são lentas, mas não deixam de ser eficazes.
"A inovação na Celoplás é sinónimo de sobrevivência. Aquilo que nos diferencia e faz crescer é procurarmos todos os dias desenvolver soluções, nos processos e produtos, vantajosas para o cliente e para nós".
O investimento nos títulos do Estado disparou em Janeiro. Mas, ao contrário do esperado, só parte do dinheiro saiu dos depósitos a prazo. De onde veio então? Nem os economistas sabem ao certo.
O Financial Times escreve que as novas propostas do Banco de Inglaterra prevêem que a autoridade monetária possa impor coimas às empresas de contabilidade por quebrarem as regras. Além disso, os auditores vão ter de fornecer relatórios anuais sobre os grandes depositantes britânicos.
Editorial
  • Helena Garrido
    As avaliações da Comissão Europeia são sem dúvida importantes, nem que seja para disfarçar a sua incompetência passada. Mas está na hora de os tecnocratas serem também eles avaliados. É altura de perguntarmos se podem dizer o que lhes apetece sem qualquer preocupação de coerência e, por mais populista que seja, os cidadãos europeus têm o direito de saber porque ficaram os seus salários e as suas regalias imunes à crise que assolou a Zona Euro.
  • André Veríssimo
    A bolsa portuguesa é a síntese em laboratório da alteração de poderes a que assistimos na economia portuguesa. Já lá vai o tempo em que os bancos nacionais pululavam as estruturas accionistas das grandes cotadas, albardando a gestão à sua vontade. Em que o Estado e alguns grupos empresariais punham e dispunham, mesmo com pouco capital. Chineses, angolanos e espanhóis são agora os senhores do capital. Será que ficámos a ganhar com a troca?
  • Nuno Carregueiro
    A política monetária fortemente expansionista do BCE tem tido até aqui um efeito quase exclusivo nos mercados. O dinheiro barato do banco central tem ficado à porta da economia real, servindo antes para aumentar o valor de vários activos financeiros, desde as obrigações às acções. Em vez de emprestarem às famílias e às empresas, os bancos têm utilizado este dinheiro para investir na bolsa e em dívida pública.
08:18 | Autarquias
A procura de habitação pública registou um aumento "significativo" nos últimos três anos devido à "deterioração da situação social", superando a oferta em cerca de 71% dos municípios do país, segundo um estudo hoje divulgado.
00:01 | Obrigações
Os juros da dívida a 10 anos caíram para menos de 2% pela primeira vez. Já a 30 anos, recuaram para menos de 3%. Desempenhos inéditos, num dia em que Portugal atingiu vários mínimos históricos e o 'spread' face à Alemanha recuou para níveis de 2009.
00:01 | Bolsa
As propostas do PS e BE para travar as penhoras de imóveis por dívidas fiscais deverão ser chumbadas, esta sexta-feira, pela maioria parlamentar. Contudo, estes partidos não excluem apresentar uma proposta sobre este tema.
08:05 | Gadgets
A Apple deverá apresentar o seu relógio a 9 de Março, de acordo com a Bloomberg.
26 de Fevereiro | Empresas
Nascem em Portugal mais “start-ups” viradas para a exportação, mas que facturam e empregam menos, com dois terços a serem constituídas por quem entra na aventura empresarial pela primeira vez. Já a taxa de sobrevivência diminuiu nos últimos anos, revela o estudo “O Empreendedorismo em Portugal 2007-2014”, da Informa D&B.
Casinos e Santa Casa da Misericórdia de Lisboa pediam o exclusivo na exploração das apostas online. O novo regime aprovado ontem em Conselho de Ministros não seguiu nesse sentido. Ainda assim, a Santa Casa vê o seu papel reforçado.
00:01 | Autarquias
O Benfica não pretende pagar 4,6 milhões de euros em taxas relativas a licenciamento de edifícios. O vereador do Urbanismo chegou a defender que essa isenção é "sensata". A autarquia quer cobrar uma taxa sobre chegadas a Lisboa que deve render sete milhões de euros.
economistas Em colaboração com Project Syndicate
  • Em Novembro, a Autoridade de Conduta Financeira (FCA na sigla em inglês) anunciou um acordo através do qual seis bancos seriam alvos de uma coima total de 4,3 mil milhões de dólares por manipulação dos mercados cambiais. Mesmo assim, o preço das suas acções praticamente não se alterou. Porquê?
  • O encontro deste ano do Fórum Económico Mundial em Davos, Suíça, abordou as ameaças à estabilidade geopolítica e à vida humana e a procura de formas de acelerar a criação de ferramentas mais eficazes em termos políticos, económicos e tecnológicos para abordar esta questão. Entre os desafios mais assustadores está a fome, a água e a escassez de energia; as alterações climáticas e o aumento do nível do mar e a propagação de novas doenças resistentes aos medicamentos.
  • Quem imaginaria que, seis anos após a crise financeira mundial, a maioria das economias avançadas continuaria a nadar numa sopa de letras – ZIRP, QE, CE, FG, NDR e U-FX Int [siglas na designação anglo-saxónica] – de políticas monetárias não convencionais?
  • Os receios acerca do impacto da tecnologia no mercado laboral não são nenhuma novidade. No início do século XIX, um grupo de trabalhadores têxteis ingleses, conhecidos como os Luddities, receavam que as novas tecnologias, como teares eléctricos e máquinas de fiar, lhes custasse os empregos. Protestaram ao destruir as máquinas.
  • Nos últimos meses, a Coreia do Norte tem novamente exibido uma ousadia notável. Primeiro, o regime ameaçou levar a cabo mais testes nucleares, caso os Estados Unidos não retirassem a sua recomendação para julgar os líderes do país por crimes contra a humanidade, no Tribunal Criminal Internacional. Mais ainda, os responsáveis norte-americanos alegaram que o regime orquestrou um ataque cibernético clandestino à Sony Pictures, alegadamente por objecções ao "The Interview", um filme humorístico com a premissa de uma tentativa de assassinato do líder norte-coreano, Kink Jong-un. Posteriormente, em outra jogada melodramática, Kim ofereceu-se, no seu discurso de Ano Novo, para retomar as negociações com a Coreia do Sul.
07:55 | Aviação
A "holding" detentora da British Airways, a IAG, aumentou os lucros operacionais em 81%, devido à recuperação da Iberia e à forte procura nas ligações à América do Norte, de acordo com o divulgado pela empresa, citada pela Bloomberg. A Iberia já deu lucro.
07:56 | Aviação
A Airbus terminou o ano passado com um aumento dos lucros, superando as estimativas. A empresa anunciou um aumento de encomendas e um plano para aumentar a produção.
Há relatórios e documentos que alguns accionistas do BES querem ter para poder avaliar a actuação do Banco de Portugal. O regulador rejeita. O tribunal obrigou a essa entrega. Carlos Costa vai recorrer.
dossier Weekend
Elisa Ferrreira: "Não admito que digam que a Grécia não fez nada"
Na semana passada, em Lisboa, disse que é altura de os ministros das Finanças saírem de cena. E deixou no ar uma interrogação: a Europa pode viver sem haver nenhuma relação entre a imoralidade e a legalidade?
pub

pub

27
Sexta-feira
Fevereiro 2015
    Documentos Negócios
    consulte ou faça download