Conheça a primeira página do Negócios
A primeira página do Negócios, o acesso
ao ePaper
07:28 | Energia
A EDP Renováveis terminou o primeiro semestre do ano com uma queda de 14% dos seus lucros, num período em que o aumento de custos superou o crescimento das receitas.
Programa eleitoral do PSD/CDS, a apresentar esta quarta-feira, aproxima-se ao do PS em matéria de pensões. As reformas em pagamento estão a salvo. Já as futuras ficam a corte, com a perspectiva de alterações na sua filosofia e na forma de cálculo.
A redução da taxa social única a cargo das empresas, genericamente apresentada por Pedro Passos Coelho no início do ano, será feita de forma selectiva, dirigida a desempregados de longa duração e a trabalhadores de baixas qualificações, no âmbito de "novos empreendimentos" segundo explicou esta terça-feira na redacção do Negócios.
28 de Julho | Telecomunicações
A Nos aumentou em 30,7% os lucros no segundo trimestre do ano para 24 milhões de euros. Entre Abril e Junho, a operadora liderada por Miguel Almeida bateu ainda o “recorde de serviços angariados”, ultrapassando 8 milhões de clientes. As receitas seguiram a mesma tendência, tendo crescido 3,2% para 355,9 milhões
00:01 | Bolsa
A Sodim, liderada por Pedro Queiroz Pereira, diz que a oferta "foi um sucesso", apesar de ter conseguido apenas metade das acções que pretendia. O resultado não tira a Semapa da bolsa, reduzindo-lhe a liquidez. Mas pode agitar mais as acções da Portucel.
28 de Julho | Empresas
A José de Mello Saúde registou lucros de 12,6 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano, um aumento de 14,4% face ao período homólogo de 2014. Os rendimentos operacionais subiram 8,9% e o EBITDA cresceu 15,9%.
28 de Julho | Bolsa
As principais bolsas do outro lado do Atlântico encerraram em terreno positivo, sustentadas por resultados acima do esperado por parte de algumas empresas e pelas menores perdas da Bolsa de Xangai, esta terça-feira, após um forte movimento de vendas.
00:01 | Bolsa
Está lançada a terceira investigação aos mercados chineses perante as fortes quedas das acções. Mas com cada vez menos investidores, há margem para que a bolsa continue a afundar.
28 de Julho | Bolsa
A bolsa nacional fechou a sessão em queda, num dia em que as oscilações entre ganhos e perdas foram constantes. A contribuir para o desempenho do índice esteve o BCP, que perdeu mais de 4%, bem como o BPI, que cedeu 2%.
00:01 | Petróleo
O petróleo desvalorizou mais de 20% desde o último pico, entrando em mercado "urso". O abrandamento da China e o aumento das reservas nos EUA levaram o Brent a seguir o caminho do West Texas Intermediate.
28 de Julho | Américas
A agência manteve o rating da dívida pública brasileira em "BBB-", a mais baixa classificação em grau de investimento, mas alterou a perspectiva de estável para negativa. Corrupção, instabilidade política e derrapagem orçamental podem em Março atirar o Brasil para investimento especulativo, ou "lixo".
28 de Julho | Zona Euro
A Procuradoria-geral grega recebeu duas queixas contra Varoufakis por gestão danosa e traição. O Supremo enviou um pedido de levantamento da imunidade parlamentar. Ouça aqui a gravação na qual o ex-ministro das Finanças revela que teve a autorização de Alexis Tsipras para montar um sistema que permitisse o regresso ao dracma.
28 de Julho | Bolsa
A proposta do Governo grego para a reabertura dos mercados foi aprovada pelo Banco Central Europeu. Falta agora o Ministério das Finanças definir o dia em que as bolsas vão voltar a funcionar.
28 de Julho | Zona Euro
As negociações técnicas entre o Governo grego e os representantes dos credores começaram, oficialmente, esta terça-feira, numa altura em que persistem dúvidas sobre a necessidade de mais medidas de austeridade. A porta-voz da Comissão Europeia, Mina Andreeva, já sugeriu que Atenas pode ter de fazer mais nas próximas semanas.
00:01 | Empresas
A energética ganhou posição em termos de consumo abastecido ao conquistar mercado entre os maiores consumidores no segundo trimestre. A Goldenergy ficou para trás e a EDP está mais próxima.
A Anacom impôs à Meo a redução em 50% dos preços do aluguer dos cabos submarinos que fazem as ligações entre o continente e os Açores e a Madeira. A análise do regulador concluiu que existia “prática de preços excessivamente superiores aos custos”.
01:35 | Tecnologias
David Kirkpatrick , fundador da Techonomy, analisa os resultados do segundo trimestre da rede social Twitter, bem como o crescimento do seu número de utilizadores.
28 de Julho | Bolsa
No passado dia 23 de Julho, as acções da Cimpor fecharam a valer 1 euro. Nesse mesmo dia, a Camargo Corrêa Cimentos Luxembourg alienou à InterCement Austria 30.174.446 acções representativas do capital social da Cimpor, por 3 euros cada.
PUBLICIDADE
00:01 | Impostos
No caso BES, o ex-banqueiro está indiciado pela prática de seis crimes, cujas penas máximas variam entre cinco e 12 anos. Só depois de haver uma acusação se saberá quantos crimes estarão em causa sendo que no final, a haver uma condenação, o juiz terá de fazer o cúmulo jurídico.
José João Guilherme, gestor do Novo Banco, foi a Paris explicar aos emigrantes proposta para desbloquear as suas poupanças. Movimento de clientes é contra a proposta. Falta de apoio pode invalidar solução.
00:01 | Construção
O BES financiou a construtora que pertencia ao GES em 13,7 milhões de euros. Uma dívida que, segundo o plano de recuperação da Opway, não será reembolsada e até ajudará aos resultados de 2015.
04:00 | Tecnologias
Um novo browser, assistente pessoal, aplicações universais e o regresso do botão iniciar são algumas das novidades do novo Windows 10, que a partir de agora não vai ter mais versões. A Microsoft encara esta aposta como "um serviço", que sofrerá apenas actualizações.
28 de Julho | Turismo & Lazer
A Etihad Airways diz que a luxuosa suíte, que terá uma sala de estar, uma casa de banho privada e uma cama de casal, está a ter um interesse extremamente positivo da parte dos viajantes. Viajar nesta suíte vai custar 32 mil dólares.
28 de Julho | Autarquias
Grupo de trabalho contratado para estudar as receitas municipais diz que a extinção do IMT vai prejudicar 61 câmaras, a não ser que subam o IMI. Dez ficam a perder mesmo que o façam - a estas, os peritos propõem taxas turísticas.
28 de Julho | Legislativas
Não parece estar fácil o acordo entre os partidos políticos em torno dos debates televisivos para as legislativas. O diferendo principal parece concentrar-se na participação ou não de Paulo Portas e de Heloísa Apolónia nos mesmos.   
00:38 | Legislativas
A ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, é a cabeça-de-lista da coligação PSD/CDS-PP "Portugal à Frente" para o distrito de Setúbal, referindo que está orgulhosa por encabeçar a lista da coligação.
28 de Julho | Vinho
A produção de vinho do Porto vai aumentar pelo quarto ano consecutivo. Os representantes dos produtores e dos comerciantes da região demarcada do Douro acertaram um crescimento de seis mil pipas na vindima de 2015.
28 de Julho | Mercados
Investir em “bens tangíveis” mudou a vida de Ralph DeLuca, um coleccionador de objectos raros, entre eles posters de filmes, uma alternativa de investimento cujo desempenho supera o dos activos tradicionais, escreve a Bloomberg. Todavia, é preciso “ter olho” para a coisa.
28 de Julho | Poderosos 2015
Sérgio Monteiro, Secretário de Estado das Infra-estruturas, Transportes e Comunicações, é o 41.º mais poderoso da economia
Editorial
  • Helena Garrido
    O problema não está no plano B que estava a ser estudado para o caso de a Grécia ter de sair do euro. O problema está naquilo que o ex-ministro grego das Finanças disse que fez para operacionalizar esse plano B. Numa conversa que sabia estar a ser gravada confessa que pirateou dados com um "amigo de infância". Mais um exemplo de que o problema da Grécia é muito mais grave do que simplesmente financeiro. A Grécia não tem um Estado.
  • Helena Garrido
    À medida que o tempo passa, verificamos que o Governo foi muito benevolente com a banca. Todos adiaram a limpeza dos balanços. O BES foi apenas aquele que exagerou tanto na maquilhagem que caiu com ela.
  • Celso Filipe
    Em Portugal tudo vai mudando menos a herança política. Esta herança é o chavão que todos os políticos usam, depois de chegar ao poder, para justificarem o facto de não fazerem aquilo que prometeram durante a campanha eleitoral.
A AdC decidiu não se opor à compra da gestora de resíduos por parte da empresa da Mota-Engil por entender que da operação não resultarão entraves significativos à concorrência efectiva.
28 de Julho | Construção
Sindicato da Construção disse te obtido garantias da Soares da Costa do pagamento, na próxima semana, de um dos dois meses de salários em atraso em Angola e da suspensão do processo de despedimento colectivo em Portugal.
28 de Julho | Comércio
O grupo Dia, dono da rede de supermercados Minipreço, diminuiu as vendas em Portugal, num contexto de mercado “altamente competitivo”. A empresa registou vendas em Portugal na ordem dos 329 milhões de euros.
28 de Julho | Desporto
O ex-árbitro de futebol é o próximo presidente da Liga de Clubes. Pedro Proença derrotou Luís Duque e vai tomar posse já na próxima quinta-feira.
28 de Julho | Desporto
O actual presidente da UEFA deverá anunciar esta semana a sua candidatura à presidência do organismo que tutela o futebol mundial, de acordo com a BBC. Michel Platini já terá recebido o apoio de quatro confederações.
economistas Em colaboração com Project Syndicate
  • O acordo alcançado em Viena para controlar as actividades nucleares do Irão enfureceu os belicistas. Os cidadãos de todo o mundo deviam apoiar o esforço corajoso do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para os vencer, tendo em mente o facto de que os signatários não incluem apenas os Estados Unidos, mas todos os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas, mais a Alemanha.
  • É suposto que os decisores políticos da actualidade abracem as virtudes dos grandes dados, persigam implacavelmente as métricas quantitativas e, em seguida, sigam o caminho que estas poderosas ferramentas supostamente indicam. No entanto, se há uma coisa que a crise grega deixou claro é a importância do factor humano nas negociações. As pessoas e as suas personalidades, e a forma como lidam umas com as outras, podem fazer com que pequenas dívidas pareçam dívidas inservíveis ou que grandes dívidas desapareçam com um aperto de mão.
  • A crise de migração na Europa expõe uma falha fundamental, se não uma gigantesca hipocrisia, no debate em curso acerca da desigualdade económica. Ou não deveria um verdadeiro apoio progressista garantir oportunidades iguais para todas as pessoas do planeta, e não apenas para aqueles que entre nós tiveram a sorte de nascer e crescer em países ricos?
  • Numa altura em que decorrem as assembleias-gerais anuais das empresas públicas, uma questão persistente é a falta de um verdadeiro diálogo entre os responsáveis das empresas e o público em geral. Em vez de um debate robusto e da discussão entre investidores, executivos, a força de trabalho e a comunidade em geral, a conversa parece ter lugar em diferentes silos, com um grupo sentado em torno da mesa de reuniões do conselho de administração e um outro reunido à volta da mesa da cozinha.
  • Em poucas semanas, os líderes dos Estados Unidos e da China vão encontrar-se em Washington para o seu "diálogo estratégico" anual. Tendo em conta as tensões crescentes no Mar do Sul da China, este diálogo está a assumir cada vez mais importância.
28 de Julho | Bolsa
O regulador do mercado de capitais colocou em consulta pública, até 28 de Agosto, algumas alterações ao Código de Governo das Sociedades. Entre elas está a criação de uma comissão para seleccionar e avaliar administradores.
28 de Julho | Research
Os analistas da unidade de investimento da CGD reviram em alta de 50 cêntimos o preço-alvo da Galp Energia, para 12,70 euros, e mantiveram a recomendação em "comprar". A remodelação da carteira da Petrobras é um dos riscos e oportunidades da petrolífera, sublinham.
28 de Julho | Research
O CaixaBI antecipa que a REN obtenha lucros de 64,1 milhões de euros no primeiro semestre deste ano, o que a verificar-se será um aumento de 10% face ao período homólogo. Esta casa de investimento mantém a recomendação em "neutral" e o preço-alvo da cotada em 2,80 euros.
dossier Weekend
Irão: Uma nova era
Libertado das sanções (as militares ainda vão continuar), o Irão pode agora escoar o seu petróleo e gás e fazer crescer a sua pujante economia. O país tem agora quase tudo para se afirmar como uma potência regional e pode, em breve, tornar-se um dos novos BRICS.
pub

 

pub

29
Quarta-feira
Julho 2015