Conheça a primeira página do Negócios
A primeira página do Negócios, o acesso
ao ePaper
00:01 | Obrigações
As obrigações portuguesas voltam a liderar os retornos em todo o mundo. Um "ranking" dominado pelos países europeus, impulsionados pelas compras de dívida do BCE. E ainda há margem para mais ganhos, dizem os analistas.
O regulador do mercado de capitais foi a, pelo menos, três agências do antigo Banco Espírito Santo onde procurou documentos relacionados com o papel comercial, no âmbito das reclamações recebidas.
O Montepio explica que os prejuízos de 187 milhões de euros foram penalizados por factos não recorrentes. Mas o resultado não foi mais negativo porque também foi ajudado por questões que não se repetem, como a venda de dívida pública.
08:24 | Bolsa
A bolsa nacional iniciou a semana em terreno positivo impulsionada pelos ganhos da Jerónimo Martins e das cotadas do sector bancário.
29 de Março | Zona Euro
Atenas apresentou uma lista de reformas em Bruxelas sobre a qual decorreram negociações durante todo o fim-de-semana. Contudo, o Wall Street Journal diz que as propostas da Grécia tinham falta de detalhe.
08:14 | Mercados
A queda do petróleo mantém-se pela segunda sessão, com os investidores atentos ao desenrolar das negociações entre o Irão e diplomatas ocidentais sobre o programa nuclear. Se houver acordo, as sanções podem ser levantadas e mais petróleo iraniano pode começar a chegar ao mercado.
29 de Março | Investidor Privado
A semana é mais curta, com um feriado a ditar o encerramento das bolsas na sexta-feira. Mas nem por isso deixa de estar recheada de eventos que podem influenciar o comportamento dos mercados. O foco vai para o BCE, mas há dados económicos importantes na Zona Euro e nos EUA.
09:35 | Petróleo
O Irão e os diplomatas ocidentais vão reunir-se na Suíça para continuar as negociações sobre o programa nuclear iraniano. Se um acordo for fechado, as sanções comerciais a Teerão poderão ser levantadas. As exportações poderão aumentar para os dois milhões de barris por dia.
28 de Março | Eleições
O primeiro-ministro defendeu este sábado que é "pouco provável" que as agências de "rating" melhorem a notação de Portugal até às eleições, preferindo aguardar pelo acto eleitoral para aferir do prosseguimento do "caminho" de "consolidação orçamental" e "reformas estruturais".
27 de Março | Obrigações
Esperava-se que a agência de notação financeira Fitch fosse, hoje, a primeira das três grandes a recolocar na categoria de investimento a dívida soberana de longo prazo de Portugal. Mas ainda não foi desta.
00:01 | Transportes
A retribuição pela disponibilidade do serviço público de transporte da Carris tem como valor máximo 78,6 milhões de euros por ano. No caso do Metro de Lisboa, o limite definido no caderno de encargos é de 53,5 milhões.
27 de Março | Telecomunicações
No ano passado a dona do Meo foi afectada por efeitos contabilísticos não recorrentes com a combinação de negócios entre a PT e a Oi e pela futura venda dos negócios em Portugal tendo levado a perdas de 2,5 mil milhões de euros. Excluindo estes ajustes as perdas desceriam para cerca de 100 milhões.
29 de Março | Telecomunicações
A Oi apontou o dedo à Deloitte, acusando a auditora pelo atraso no registo na SEC. A Deloitte respondeu de imediato afirmando que o que a Oi disse não corresponde à verdade. Este domingo a operadora brasileira volta a terreno.
O aumento das pensões mínimas pode reduzir o número de beneficiários do complemento solidário (CSI). Mas a quebra foi muito mais acentuada depois da redução do limiar de acesso e do aumento da idade da reforma.
29 de Março | Autarquias
O congresso dos autarcas deste fim-de-semana terminou sem notas dissonantes de relevo. Uma das maiores preocupações foi a falta de participação dos municípios na definição dos projectos com dinheiro comunitário e a definição centralizada.
Os quatro cargos de direcção da Agência para o Desenvolvimento e a Coesão (AD&C), a entidade que gere a política de coesão regional e o Portugal 2020, vão a concurso na CRESAP. Até às nomeações "definitivas", Rosa Simões assumirá a presidência, em substituição de José Santos Soeiro.
29 de Março | Automóvel
O negócio dos concessionários de automóveis acelerou 17,1% em 2014, atingindo vendas de 4,1 mil milhões de euros, mais 600 milhões do que um ano antes. Ainda assim longe dos 5,9 mil milhões de 2010.
PUBLICIDADE
09:54 | Eleições
Os jornais descrevem uma vitória eleitoral "sem o brilho de outros tempos", mas que pode reforçar a legitimidade do sucessor de Jardim para renegociar a dívida e o plano de resgate da Madeira.
00:01 | Economia
O primeiro Governo Regional da Madeira sem Jardim nos últimos 37 anos estará pressionado pela necessidade de renegociar a dívida. Na agenda, está ainda a redução das rendas pagas às concessões das vias rápidas da região e um alívio fiscal.
10:02 | Política
A campanha para as eleições legislativas britânicas de 7 de Maio, consideradas as mais renhidas das últimas décadas, começa oficialmente esta segunda-feira com a dissolução formal do Parlamento.
29 de Março | Política
A esquerda socialista no poder em França sofreu este domingo uma pesada derrota nas eleições locais, batida pela oposição de direita, liderada por Nicolas Sarkozy, que conquistou entre 64 e 70 departamentos em 101, segundo as projecções dos institutos de sondagens.
10:06 | Europa
O investidor apela às empresa ocidentais para investir no país, mas, para isso, defende que é necessário o apoio de "uma forte liderança política", sob a forma de financiamento com baixas taxas de juro.
O Portugal 2020 corre o risco de ter regras demasiado exigentes para a estrutura empresarial portuguesa e para o momento que a economia atravessa, diz Nelson de Souza, antigo gestor do Compete/QREN, que adverte que "desenhos muito vanguardistas normalmente conduzem à ineficácia".
29 de Março | Turismo & Lazer
Os destinos “menos habituais” levantam sempre a curiosidade dos turistas. Viajar para lá nem sempre é fácil: a solução poderá ser partir em grupo. Não há continente onde esta empresa familiar do Porto não tenha chegado.
Editorial
  • Helena Garrido
    Manuel é de Bragança. Sem emprego na sua terra e para fazer o que gostava trabalha em Lisboa. De vez em quando vai à terra. Maria é lisboeta. Não encontrou trabalho em Portugal para fazer o que gostava. Vive em Berlim, onde arranjou emprego. De vez em quando vem a Portugal.
  • André Veríssimo
    Os Açores, terra de uma beleza natural indizível, estão prestes a passar por um choque. A partir de dia 29, Ryanair e EasyJet começam a voar para São Miguel. Domingo será o primeiro dia do resto da vida de muitos açorianos. Para o bem. Se souberem evitar o mal.
  • Celso Filipe
    A comissão parlamentar de inquérito ao caso BES terminou como seria expectável. Cada um dos participantes distribuiu responsabilidades pelos restantes e todos eles confluíram em tornar Ricardo Salgado o principal culpado pela queda do banco e do Grupo Espírito Santo.
28 de Março | Política
O secretário-geral do PS defendeu hoje medidas europeias de combate à migração em massa da periferia para o centro, citando notícias recentes sobre a necessidade alemã de trabalhadores estrangeiros, e a manutenção em Portugal dos jovens qualificados.
27 de Março | Finanças Públicas
O trabalho que está a ser desenvolvido pelo grupo de “12 sábios” que servirá de base ao programa económico do PS “permite debater com a Comissão Europeia uma interpretação inteligente do Tratado Orçamental”. O cenário final servirá de base ao programa do PS.
29 de Março | Economia
O ex-ministro da agricultura Sevinate Pinto, falecido este domingo, 29 de Março, aos 69 anos, foi um dos mais prestigiados altos funcionários portugueses da União Europeia com um percurso político, académico e empresarial sempre ligado ao sector.
28 de Março | Negócios num minuto
Esta semana o Negócios escolheu seis temas para explicar em poucas palavras. Reveja os vídeos.
economistas Em colaboração com Project Syndicate
  • O programa de reformas da China atingiu um impasse, com conflitos de interesse fundamentais e mecanismos de resistência subtis a bloquear o seu progresso. Até que estas barreiras sejam removidas, há pouca esperança de que a economia em desaceleração da China – que cresceu 7,4% em 2014, a sua taxa mais baixa em quase um quarto de século – possa esperar que a reforma lhe dê o impulso que precisa.
  • Na economia global dos nossos dias, não há preço tão importante como o do petróleo. Todos os dias são produzidos (e consumidos) mais de 80 milhões de barris de crude, e uma grande parte dessa produção é comercializada internacionalmente. Assim, a queda acentuada do preço do petróleo - de cerca de 110 dólares no ano passado para cerca de 60 dólares actualmente - está a permitir a poupança de centenas de milhares de milhões de dólares aos importadores de petróleo. Para a União Europeia e Estados Unidos, os ganhos decorrentes dessa queda de preços equivalem a cerca de 2 a 3% do PIB.
  • Os mercados financeiros servem dois objectivos cruciais: canalizar as poupanças para investimentos produtivos e permitir que particulares e empresas possam gerir riscos através da diversificação e dos seguros. Consequentemente, o sector é essencial para o desenvolvimento sustentável, que representa oportunidades sem precedentes de investimentos à escala mundial, bem como desafios em matéria de gestão de riscos.
  • Seis meses depois do livro de Thomas Piketty "Capital in lhe Twenty-First Century" ter causado furor nos Estados Unidos e na Europa, tornou-se num bestseller no Japão. Mas as grandes diferenças entre o Japão e os seus parceiros desenvolvidos no Ocidente significam que, tal como muitas outras exportações ocidentais, o argumento de Piketty foi assumido em características diferentes.
  • Embora a crise grega esteja em pausa, a situação económica na Europa continua a ser sombria. O crescimento da Zona Euro está ligeiramente acima dos níveis próximos da recessão de há poucos meses, mas as projecções do Fundo Monetário Internacional para 2015 e 2016 pouco superam os 1%.
27 de Março | Política
O Presidente da República criticou o "incómodo incompreensível" daqueles que tentaram esconder as palavras do secretário-geral da OCDE ao dizer que Portugal podia crescer 2% este ano, reiterando que "intriga e polémicas político-partidárias não criam um único emprego".
29 de Março | Taxas de juro
Maria Luís Albuquerque, ministra das Finanças, defendeu, no Parlamento, que os contratos devem "ser honrados", pelo que as taxas de juro negativas devem ser repercutidas aos clientes.
29 de Março | Empresas
O grupo de sumos e néctares vendeu parte da área internacional aos donos da Cuca em 2014, o que permitiu a Sumol+Compal reforçar os seus capitais.
dossier Weekend
José Soares dos Santos : "Fui ensinado no 'vira-te, não te queixes'"
As pessoas mudam pelas emoções, não mudam por razões. José Soares dos Santos nasceu em 1962. Desde 1995 que a sua vida são os negócios. Foi presidente e/ou administrador de empresas ligadas à Unilever e ao grupo Jerónimo Martins. Como se sabe, é filho de Alexandre Soares dos Santos.
pub
pub

30
Segunda-feira
Março 2015
    Documentos Negócios
    consulte ou faça download