Conheça a primeira página do Negócios
A primeira página do Negócios, o acesso
ao ePaper
A Charter Communications, de John Malone, estará disposta a pagar um elevado prémio na segunda tentativa para comprar a Time Warner Cable. Mas, de acordo com o Financial Times, enfrenta a concorrência séria da Altice de Patrick Drahi.
10:36 | Zona Euro
O ministro das Finanças grego veio contar a sua versão dos acontecimentos do Eurogrupo que teve lugar no final de Abril. Nega ter sido insultado, revelou que grava as suas intervenções no encontro e garante continuar à frente das negociações por Atenas.
10:06 | Bolsa
O PSI-20 está a ser penalizado pelo sector da banca e da energia, numa sessão em que os acontecimentos em Espanha e na Grécia estão a condicionar o desempenho das bolsas europeias.  
Os mercados continuam atentos à situação na Grécia, num momento em que decorrem as negociações e depois do ministro do Interior grego ter dito que Atenas não vai conseguir reembolsar o FMI em Junho. A bolsa espanhola lidera as quedas na Europa depois das eleições regionais.
10:37 | Bolsa
Em duas horas de negociação, trocaram de mãos mais acções do que as que costumam ser transaccionadas em cada sessão dos últimos seis meses. O regresso aos lucros é o grande impulsionador.
A percentagem de empresas exportadoras na fileira florestal é um número que o presidente da AICEP "gostaria de ver replicado noutros sectores da economia". Campanha internacional empurrou empresas para fora da Europa.
00:01 | Aviação
Miguel Pais do Amaral diz, em entrevista ao Negócios, que vai ser muito difícil aos dois candidatos que ainda estão na corrida à TAP cumprir o caderno de encargos. Em sua opinião, o Estado vai ter de fazer cedências para que a privatização tenha sucesso.
00:01 | Eleições
A mudança adivinhava-se e as eleições confirmaram-no. PP e PSOE deixaram de dominar a política nacional espanhola: os governos regionais ficam a depender de acordos de novas forças políticas, que também conquistaram municípios.
08:40 | Bolsa
Os resultados das eleições municipais e autonómicas estão a provocar uma descida superior a 1% na Bolsa espanhola, com os investidores aparentemente descontentes com a descida do partido do Governo e as subidas do Podemos e do Cidadãos.
O objectivo era capitalizar a Sonangol e reforçar a presença da petrolífera estatal no sector bancário angolano. Mais de metade do valor recebido destinou-se à entrada no BESA, escreve o Público desta segunda-feira.
08:50 | Energia
A substituição terá um custo global de 600 milhões de euros, sendo parte da operação coberta por fundos comunitários. A medida vem responder a uma directiva da União Europeia datada de 2009, escreve o Jornal de Notícias.
O facto da PT Ventures não ter nenhum administrador na Unitel desde Outubro de 2012 é um dos motivos a justificar os três processos movidos contra a operadora angolana, explica o Diário Económico.
24 de Maio | Segurança Social
A ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, disse, na noite de sábado, que o processo de garantia da sustentabilidade da Segurança Social pode passar por reduções nas actuais pensões, se tal significar uma melhor redistribuição do esforço.
PUBLICIDADE
11:10 | Start-ups
Um sistema de reconstrução detalhado a três dimensões de ambientes urbanos desenvolvido por uma equipa da Faculdade de Ciências de Tecnologia da Universidade de Coimbra foi financiado pela Google.
00:01 | Bolsa
O ano tem sido marcado por subidas expressivas nas acções, mas também nas obrigações. Muitos têm sido os alertas sobre os riscos de valorizações exageradas. Mas apesar de reconhecerem que os preços subiram muito, os especialistas continuam optimistas.
As famílias portuguesas estão a pedir cada vez mais dinheiro emprestado para o consumo. São várias centenas de milhões de euros, todos os meses, num tipo de financiamento tradicionalmente mais arriscado
A correcção nos mercados de dívida, no início de Maio, penalizou as carteiras prudentes. Acções continuam a ser o activo preferido, mas as elevadas avaliações somadas à instabilidade política e ao impasse grego, levam os especialistas a adoptar uma postura mais defensiva. Ganhos nas carteiras agressivas chegam aos 14,5%.
00:01 | Zona Euro
Considerado um dos economistas norte-americano mais brilhantes e polémicos da sua geração, que trabalhou com Clinton e Obama, Larry Summers, veio a Sintra avisar para os riscos que Europa e EUA ainda enfrentam.
07:58 | Economia
O economista Richard Baldwin considera que, com a dívida pública nos 130% do PIB, Portugal não tem margem para estimular a economia através de políticas orçamentais e que a única via a seguir é a das reformas estruturais.  
10:10 | Política
A primeira Assembleia Geral de Filiados do Partido Democrático Republicano foi suspensa. Houve confusão na votação e insultos. Marinho Pinto segue como presidente.
A presidente da Anacom, Fátima Barros, sublinha que apesar da crise as empresas de telecomunicações não deixaram de investir. E apesar dos movimentos "naturais" de consolidação o sector continua "competitivo".
Editorial
  • Celso Filipe
    O país das redes sociais entrou em modo de indignação colectiva, por causa de um exercício do Livro Escolar de Física do 9º ano, que pressupunha que o Diogo atirava um gato da varanda do seu quarto, a cinco metros do solo.
  • André Veríssimo
    Um relatório divulgado ontem pela OCDE dá conta de um vergonhoso recorde: a desigualdade na distribuição de riqueza nos países daquela organização nunca foi tão elevada. Conclui também que quanto maior for a desigualdade, menos riqueza teremos todos para partilhar no futuro.
  • Celso Filipe
    Primeiro facto. O PS apresentou um projecto de programa eleitoral. Com esta estratégia António Costa cumpre dois objectivos: 1) tacteia terreno para perceber a receptividade às propostas do partido; 2) vai ocupando, disputando, espaço mediático ao Governo num crescendo que o conduzirá à apresentação do programa propriamente dito.
24 de Maio | Política
O coordenador do projecto de programa eleitoral do PS, João Tiago Silveira, afirmou este domingo que a Comissão Nacional deu um apoio "amplamente maioritário" ao documento, mas frisando que ainda estará aberto a alterações até 6 de Junho.
24 de Maio | Política
O secretário-geral socialista assegurou este domingo, perante a Comissão Nacional do PS, que uma descida da taxa social única (TSU) para empregadores e trabalhadores será sempre "gradual" e "prudente", não havendo também alargamento do despedimento por justa causa.
00:01 | Justiça
A ideia é melhorar os serviços públicos do sistema de Justiça, explicam os socialistas. O programa eleitoral, apresentado a semana passada por António Costa, prevê a realização de "testes cegos".
24 de Maio | Investidor Privado
São seis as cotadas nacionais que distribuem dividendos pelos accionistas ao longo desta semana. Um período que deverá ser ainda marcado pela apresentação do Programa de Governo no Reino Unido, mas também pelo PIB nos EUA.
24 de Maio | Economia
John Nash, matemático e Nobel da Economia em 1994, morreu aos 86 anos. Foi a partir da história de John Nash que nasceu o filme "Uma mente brilhante".
economistas Em colaboração com Project Syndicate
  • No fim da Segunda Guerra Mundial no Pacífico, nós, japoneses, com sentimentos de remorsos profundos, embarcámos na reconstrução e renovação do nosso país. As acções dos nossos predecessores provocaram um grande sofrimento aos povos da Ásia, e nunca devemos esquecer-nos disso. Neste sentido, eu defendo os pontos de vista expressos pelos anteriores primeiros-ministros do Japão.  
  • Um novo acordo global para combater as alterações climáticas está a ganhar forma, com os Estados Unidos a juntarem-se à União Europeia (UE) para, formalmente, submeterem junto da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas (UNFCCC, na sigla original) um plano para cortar as emissões de gases com efeito de estufa (GHG, na sigla original). Os Estados Unidos enviaram um forte sinal assumindo-se como um dos primeiros países a garantir o seu compromisso para uma acção concreta sobre o clima. Nos dias vindouros, espera-se que muitos países, incluindo a China e a Índia, apresentem os seus planos.
  • Estamos na época das assembleias-gerais – a altura do ano em que algumas das maiores empresas do mundo se reúnem para prestar contas aos accionistas e ter uma espécie de conversa com eles. Nos próximos meses, uma série de empresas vai falar sobre o que influenciou o seu desempenho no ano anterior, o que planeiam para o futuro e as decisões que os seus conselhos de administração têm tomado.
  • Nos Estados Unidos, onde os ganhos do dólar estão a ameaçar travar a recuperação económica, os responsáveis da Reserva Federal expressam sinais de preocupação.
  • Uma vez mais, a Grécia parece ter escorregado para a forca financeira. Ao recorrer às suas reservas financeiras depositadas no Fundo Monetário Internacional (FMI), foi capaz de pagar 750 milhões de euros (851 milhões de dólares) – ironicamente ao próprio FMI – precisamente quando o pagamento estava para vencer. 
23 de Maio | Política
Mario Draghi, presidente do BCE, Stanley Fischer, número dois da Reserva Federal, e Haruhiko Kuroda, governador do Banco de Japão, fecharam o II Fórum do BCE em Sintra num debate sobre afinal qual é o seu papel na economia e como se devem relacionar com os governos.
23 de Maio | Banca & Finanças
O ex-presidente do BES confirma que foi "notificado de uma acusação num processo de contra-ordenação", adiantando que esta "será em sede própria contestada".
pub

 

pub

25
Segunda-feira
Maio 2015