Conheça a primeira página do Negócios
A primeira página do Negócios, o acesso
ao ePaper
21:33 | Justiça
Antigo Procurador-geral da República nega que tenha protegido o antigo primeiro-ministro. Confirma, em entrevista à RTP, almoço com José Sócrates mas garante que a conversa foi "completamente inocente". E que "está a haver um aproveitamento político num caso jurídico" e "promiscuidade entre política e justiça".
20:00 | Justiça
Habitualmente representante legal do ex-primeiro-ministro, a ausência de Daniel Proença de Carvalho junto de José Sócrates provocou estranheza. O advogado simplifica e nota que “não somos nós que escolhemos os clientes, os clientes é que nos escolhem a nós”.
15:48 | Justiça
O caso José Sócrates mostra que a justiça está a funcionar. "E tem de funcionar bem". Mesmo que não seja acusado, a justiça está a mostrar que está activa. E é preciso não se fazer julgamentos antecipados, comenta Helena Garrido, directora do Negócios, à CMTV.
10:50 | Justiça
José Sócrates e Carlos Santos Silva aparecem associados à Operação Marquês. O Negócios pesquisou as notícias que envolvem os dois nomes e que vão parar a Armando Vara e António José Morais.
00:01 | Justiça
A cada caso mediático no campo da criminalidade económico-financeira, o nome do magistrado judicicial que lhe surge ligado é invariavelmente um: Carlos Alexandre. É assim desde há dez anos, o mesmo tempo que o superjuiz já leva à frente do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC).
Os fundos estão a ultimar a proposta vinculativa para adquirir a PT Portugal. O consórcio já fechou o acordo com o sindicato bancário que financiará a operação. Barclays, UBS e Merril Lynch são os parceiros.
O Banco BIC está prestes a concluir a aquisição da seguradora Finibanco Vida ao Montepio por um valor na ordem dos 12 milhões de euros, revelou esta segunda-feira o presidente do Conselho de Administração do banco, Fernando Teles.
O ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, defendeu esta segunda-feira o direito de veto de Bruxelas aos orçamentos nacionais que desrespeitem as regras europeias.
Portugal ficou na 43ª posição do ranking geral de desenvolvimento de tecnologias de informação, em 2013, em termos de utilização, acesso e conhecimento, liderado pela Dinamarca. No ranking regional, o País melhorou o seu posicionamento.
16:42 | Bolsa
O principal índice da praça de Lisboa encerrou em terreno positivo, numa Europa sem tendência definida. Na praça nacional, a banca foi o sector que mais impulsionou.
17:10 | Bolsa
As acções da Mota-Engil África estrearam-se esta segunda-feira e chegaram a subir mais de 3% e a deslizar mais de 18%, mas o fecho da sessão foi de estabilidade, com os títulos a encerrarem nos 11,50 euros, o preço de referência inicial.
12:33 | Empresas
O presidente executivo da empresa justificou a escolha da bolsa de Amesterdão por ser "a segunda maior praça europeia e uma das cinco maiores do mundo em ofertas públicas iniciais ao longo de 2014".
21:25 | Bolsa
As bolsas do outro lado do Atlântico fecharam em terreno positivo, com a confiança na economia mundial a intensificar-se em pleno contexto de estímulos adicionais por parte dos bancos centrais europeu e chinês.
Continua a troca de argumentos entre os líderes do BCE e do banco central alemão. Depois de na semana passada Draghi ter admitido a possibilidade de o BCE comprar títulos da dívida soberana, surge agora Weidmann a relevar “obstáculos legais” que inviabilizam, na sua perspectiva, tal opção.
Banco central compra 2,238 mil milhões de euros em "covered bonds". Um valor que eleva a actuação sobre este programa para um total de 12,7 mil milhões.
13:43 | Conjuntura
Os dados do INE referentes à evolução da actividade económica apontam para "um cenário de crescimento em cadeia do PIB bem superior ao que foi divulgado na primeira estimativa do INE", refere o Montepio.
15:27 | Defesa
O ministro da Defesa, Aguiar-Branco, autorizou uma revisão programada ao segundo dos dois submarinos comprados à Alemanha, por um valor máximo de 5,5 milhões de euros, em 2015, lê-se hoje no Diário da República.
A Telefónica poderá vir a vender a O2 à British Telecom, em troca de uma participação na operadora britânica. Isto significaria o regresso da British Telecom (BT) aos móveis. A Telefónica já confirmou estar em negociações com a British Telecom.
PUBLICIDADE
Na rubrica Discos Pedidos, os leitores podem escolher a acção que Ulisses Pereira, analista da Dif Brokers, vai analisar. Estão à votação cotadas CTT, EDP e Nos.
16:22 | Justiça
A Polícia Judiciária e o Ministério Público estão a realizar buscas a farmácias, consultórios médicos e empresas distribuidoras de medicamentos, avança a SIC Notícias. Em causa estará uma fraude ao Serviço Nacional de Saúde (SNS).
Em Portugal, 40% das transferências sociais pecuniárias, incluindo aqui as pensões de reforma, destina-se aos 20% mais ricos. Para os 20% mais pobres, vai cerca de 10%. Só o México concentra mais transferências nos mais ricos. Na Austrália, Noruega e Dinamarca a proporção é a inversa, revela relatório da OCDE.
No debate que antecedeu a votação da primeira moção de censura que recai sobre o recém-empossado presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker voltou a recusar o rótulo de ser "o amigo do grande capital".
18:12 | Mundo
O presidente norte-americano pretende uma abordagem diferente ao desafio que representa a capacidade do Estado Islâmico. E para o fazer forçou a saída de Chuck Hagel que já se demitiu. Obama terá assim o seu quarto titular da pasta da Defesa ao longo de cerca de seis anos enquanto presidente.
A partir de Janeiro, os descontos para a Segurança Social dos trabalhadores independentes poderão ser deduzidos ao IRS sempre que excedam 10% do rendimento bruto. Simulações da PWC para o Negócios mostram que a medida é benéfica para quem tem rendimentos médios e altos, mas que não compensa descontar mais por causa do IRS.
Está a chegar o fim do mês. E com ele, o habitual "cheque" do ordenado, mas desta vez acrescentado do subsídio. Um "bónus" que as famílias utilizam para comprar as prendas de Natal. Mas que deve também ser utilizado para aumentar a poupança. O Negócios dá-lhe três sugestões sem risco para o pôr a render.
12:23 | Política
António Costa foi eleito secretário-geral do PS. Veja quem são os seus amigos e aliados, que vão desempenhar um papel fulcral dentro do partido durante o período de tempo que falta até às legislativas.
10:45 | Política
As sondagens continuam a dar vitória ao Podemos. O partido conquista uma percentagem de votos maior do que a registada no início de Novembro. O PP, liderado por Mariano Rajoy segue na segunda posição.
23 de Novembro | Media
O Negócios comemora 17 anos de vida este domingo, quando se estreou online. Três ex-directores, Pedro Santos Guerreiro, Sérgio Figueiredo e José Diogo Madeira, recordam os três momentos que mais os marcaram nos tempo em que dirigiram o Negócios. Recorde com eles. Festeje connosco.
Editorial
  • Helena Garrido
    Mais do que nunca a justiça tem de ser cega. A administração judicial carrega nestes tempos uma responsabilidade que pode ser determinante para o nosso futuro como sociedade que confia nas suas instituições.
  • Helena Garrido
    Os políticos portugueses dos partidos do poder têm de facto muita sorte. Ou todos nós somos, portugueses, muito sensatos. As matérias que PS e PSD fornecem a quem quer ser populista são extraordinárias. Incapazes de se entenderem para resolverem os problemas mais graves do país, facilmente votam do mesmo lado quando se trata de decidirem sobre os seus rendimentos.
  • André Veríssimo
    Comissão Parlamentar de Inquérito não pode ser apenas um palco. Uma fogueira de vaidades, com o drama de milhares de portugueses vítimas do caso BES a servir de combustível. No fim, desmontado o circo mediático, não pode ficar o vazio. Não nesta CPI. É preciso, no meio da fumarada política, descortinar as lições que podem prevenir que o país não volte a passar por isto.
14:02 | Bolsa
A operação de aumento de capital de 150 milhões de euros vai terminar às 15h de segunda-feira. Quarta-feira, 26 de Novembro, conhecer-se-ão os resultados.
Os deputados do PSD e do CDS-PP chumbaram esta segunda-feira a proposta de alteração ao Orçamento do Estado para 2015 apresentada pelo PS que previa a suspensão das penhoras e vendas de imóveis para compensar dívidas ao Fisco.
11:56 | Economia
Paulo Núncio e Eduardo Cabrita voltaram a defrontar-se no Parlamento, que vota esta segunda-feira na especialidade o Orçamento do Estado para 2015. O PS acusou o Governo de, mais uma vez, aumentar a carga fiscal das famílias. Núncio voltou a dizer que não é verdade.
23 de Novembro | O Negócios
O Negócios celebra este Domingo, 23 de Novembro, o 17º aniversário da versão online. Entre aqui para ver a evolução de todas as homepage do site desde 1997. A actual é a sexta.
23 de Novembro | O Negócios
Como está a mudar o país das empresas? "Negócios é Portugal" é uma iniciativa que pretende descobrir os novos campeões da economia portuguesa. Começamos por Braga, com dados, histórias de empresas, entrevistas e as personalidades.
economistas Em colaboração com Project Syndicate
  • As autoridades monetárias da Zona Euro estão consumidas com ajustes triviais como o grau de "flexibilidade" nas regras orçamentais e o plano dúbio do BCE de comprar activos garantidos. Durante todo este tempo, mostraram-se confiantes no lema de Scarlett O’Hara: "Amanhã é outro dia".
  • Ao ritmo actual, daqui a três ou quatro décadas (ou menos), os níveis de CO2 na atmosfera atingirão níveis que rompem com os padrões climáticos, com consequências catastróficas para o ambiente e, por sua vez, para os sistemas económicos e sociais. Permitir que o "capital natural" do mundo - os recursos e ecossistemas que os sustentam – se esgote é, essencialmente, uma outra forma de subinvestimento destrutivo.
  • O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, está à procura de formas de estimular o crescimento económico e a criação de emprego, e por isso está a tentar avançar com o mega-acordo regional de comércio livre conhecido como Parceria Transpacífica (TPP, no acrónimo original). Mas será que os Estados Unidos estão a ir no caminho certo?
  • A noção de que o domínio mundial do dólar está a contribuir para a repressão financeira representa uma mudança histórica significativa. Como McKinnon destacou, o dólar tornou-se a moeda internacional dominante depois da Segunda Guerra Mundial porque ajudou a reduzir a repressão financeira e a fragmentação na Europa e na Ásia, onde a elevada inflação, taxas de juro de referência negativas e a excessiva regulação prevaleceram.
  • A Zona Euro enfrenta um cenário económico sombrio, com o crescimento estagnado e uma ameaça de deflação. O economista Martin Feldstein, que se mostrou céptico em relação ao projecto da Zona Euro desde o início, chama-lhe agora um "fracasso". Feldstein está certo, ou a Zona Euro poderia tornar-se a "área monetária óptima" que os seus criadores acreditavam que fosse?
O primeiro-ministro disse esta segunda-feira ser uma falsidade que a redução do desemprego se deva à emigração dos jovens, afirmando que são mais as empresas criadas no país do que as que sucumbiram à crise.
O conselho de administração da Caixa Económica Montepio Geral deve ter cinco membros. Esteve mais de ano e meio com quatro. João Cunha Neves é proposto para quinto elemento para concluir mandato até 2015.
14:55 | Emprego
O país tem a taxa mais elevada da União Europeia - 27,9%. No total existem 1,3 milhões de desempregados, sendo que quase 75% dos desempregados no país estão sem trabalhar há mais de um ano.
dossier Weekend
Os filhos de Marcelo Caetano: "O meu pai não era um democrata". "Mas não se considerava um ditador"
Uma palavra para o vosso pai? Um lutador, um doutrinador, respondem Ana Maria Caetano e Miguel Caetano. Dois dos quatro filhos de Marcello Caetano (os que sobrevivem) têm leituras diferentes do pai e da história recente.
pub
pub

24
Segunda-feira
Novembro 2014

    negócios opinião