Conheça a primeira página do Negócios
A primeira página do Negócios, o acesso
ao ePaper
11:05 | Obrigações
A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) vai emitir este ano mais quatro mil milhões de euros em Obrigações do Tesouro (OT) do que o previsto. A revelação foi feita por Cristina Casalinho esta quarta-feira, no Parlamento, tendo a presidente do IGCP revelado ainda que Portugal vai usar parte da almofada financeira para colmatar o montante usado no reembolso antecipado ao Fundo Monetário Internacional.
12:26 | Bolsa
A bolsa nacional acompanha a tendência negativa das principais praças europeias, pressionada pelo BCP, BPI, EDP e Galp Energia. O banco liderado por Fernando Ulrich já perde quase 3%.
11:08 | Obrigações
A Grécia voltou aos mercados numa operação de financiamento de curto prazo. Colocou todo o montante pretendido, com a procura a superar a oferta, mas a taxa aumentou face à última operação.
00:01 | Dividendos
Está a chegar a altura em que as empresas revelam qual a remuneração a entregar aos accionistas. A maioria vai elevar o valor, contribuindo para um aumento do "bolo" total. E para que, apesar da subida da bolsa, a rendibilidade dos dividendos seja elevada.
00:01 | Empresas
Nem a oferta pública de aquisição (OPA) do CaixaBank sobre o BPI tem sucesso sem o aval de Isabel dos Santos, nem a proposta de fusão da empresária angolana é viável sem apoio dos catalães.
Mário Leite Silva dá o exemplo da Nos para defender que é possível levar a "bom porto" uma fusão entre o BPI e o BCP. O líder da Santoro, que detém 18,6% do BPI, diz que esta opção assegura "uma gestão portuguesa e independente" do futuro banco.
10:52 | Energia
A EDP estima uma estabilização do EBITDA e uma redução do lucro este ano, de acordo com as previsões publicadas esta quarta-feira pela eléctrica liderada por António Mexia.
03 de Março | Energia
O ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva, afirmou esta terça-feira que Portugal continua "empenhado" em explorar e promover todas as possibilidades que permitam reduzir os custos das energias renováveis.
11:15 | Conjuntura
As vendas mensais a retalho na União Europeia aumentaram 0,8% em Janeiro, impulsionadas pelas subidas nas vendas de combustível automóvel, do sector não alimentar e da alimentação, bebidas e tabaco.
10:13 | Conjuntura
Irlanda e Espanha lideraram a actividade económica no euro pelo segundo mês consecutivo. Com a diminuição das preocupações sobre a Grécia, um euro mais fraco a ajudar as exportações e o programa de compra de dívida pública e privada pelo Banco Central Europeu vão ajudar a estimular a economia do euro este ano, aponta a Markit.
07:56 | Mercados
Esta quarta-feira, os investidores estarão atentos à divulgação do relatório da ADP sobre a criação de postos de trabalho nos Estados Unidos e ao Livro Bege da Reserva Federal sobre a evolução da economia norte-americana.
Ana Gomes alerta que "uma parte" do montante investido em Janeiro pode ter servido para lavagem de dinheiro. Por isso, a eurodeputada apelou ao BCE e Comissão Europeia para que pressionem o Governo a esclarecer a origem dessas verbas.
03 de Março | Automóvel
Os dados provisórios da Associação Automóvel de Portugal mostram que as vendas de automóveis ligeiros de passageiros cresceram 35,6% em Fevereiro face ao mesmo período do ano passado. A Renault foi a marca mais vendida.
00:01 | Transportes
A realização dos trabalhos de reforço da segurança determinados pelo tribunal, na sequência do abandono das obras na A26, vai ser acompanhada pelo LNEC. EP remete responsabilidade para a SPER com carácter de urgência.
PUBLICIDADE
11:50 | Justiça
A Polícia Judiciária fez esta quarta-feira cinco pessoas por suspeitas de corrupção. Um director e um chefe de serviços do centro distrital de Lisboa da Segurança Social estão entre os detidos.
Em entrevista ao El País, o presidente da Comissão Europeia admite que partidos como o Syriza analisam de forma "realista" a situação, mas quando vencem eleições são "incapazes de cumprir as promessas". Mais uma vez Juncker defende que a troika não foi "suficientemente respeitosa" com os países resgatados. E diz que a "integração europeia está ameaçada".
11:56 | Economia
Com base no índice de miséria - que relaciona a taxa de desemprego e as alterações no índice de preços no consumidor - a Bloomberg elaborou um ranking das 15 economias mais miseráveis do mundo. Portugal está em 10º lugar, numa lista encabeçada pela Venezuela.
00:01 | IRS
Em quatro anos, o número de entidades que se candidata a receber uma parcela do IRS dos contribuintes passou de 988 para 2.613. Este ano, além de 0,5% da colecta do imposto, é possível “doar” o benefício fiscal do IVA.
00:01 | Economia
Comissão Europeia analisou as últimas alterações às regras de formação da pensão e concluiu que quem está agora a começar a trabalhar deve contar com uma pensão líquida de 79,5% do salário, em vez dos 92% garantidos em 2013.
11:57 | Política
A presidente da Assembleia Municipal de Lisboa reafirma que o valor em causa na isenção de taxas ao Benfica é de 4,6 milhões de euros e garante "não ter inventado quaisquer números". Em resposta a Manuel Salgado, explica que se limitou "a somar as parcelas incluídas nas informações dos serviços que constam do processo".
10:06 | LEX
O agora presidente do conselho de administração da sociedade de advogados Miranda, Rui Amendoeira, considera que os sinais de retoma já se sentiram em 2014: "Se falar com a maioria das firmas de advocacia, vão dizer-lhe que o ano passado já foi um bom ano."
Editorial
  • André Veríssimo
    Ao terceiro dia Pedro Passos Coelho optou pela estratégia da vitimização para responder ao caso das dívidas à Segurança Social. Trouxe a tese de um ataque pessoal à sua vida privada, motivado pelo desespero da oposição, incomodada com uma vitória supostamente mais incerta nas próximas eleições.
  • Helena Garrido
    Os catalães do CaixaBank não conseguem controlar o BPI sem a aprovação da angolana Isabel dos Santos. Numa proposta de fusão com o BCP, seria Isabel dos Santos que nada conseguiria fazer sem o CaixaBank. E assim se bloqueariam um ao outro sem conseguirem sair do mesmo sítio se nada tivessem conversado antes. Estranha estratégia esta, a de Isabel dos Santos, que parece mais destrutiva do que construtiva.
  • André Veríssimo
    Paulo Núncio achou que fazia um brilharete quando, na sexta-feira, anunciou aos deputados, em primeira mão, que depois de intensas diligências junto das autoridades fiscais francesas, o Governo conseguira naquele dia a lista dos contribuintes alegadamente com contas no HSBC.
00:01 | Bolsa
A SAD de Alvalade renegociou a dívida em 2014, numa operação que lhe permitiu baixar os custos de financiamento. Os Leões estão a pagar um juro médio de 2,41%, que compara com taxas próximas de 7% no caso dos rivais.
03 de Março | Desporto
A Associação Nacional de Agentes de Futebol (ANAF) reuniu-se hoje com o secretário de Estado do Desporto e Juventude, para manifestar preocupação pela desregulamentação da actividade, aprovada pela FIFA, e para propor soluções.
economistas Em colaboração com Project Syndicate
  • Apesar do progresso em muitas sociedades, em quase todos os locais as mulheres ainda sofrem de níveis significativos de discriminação. Mesmo em países onde a igualdade de género avançou mais, as mulheres são sobre-representadas nos empregos que remuneram menos e sub-representadas nas posições hierárquicas superiores dos sectores público e privado e são as receptoras, na maior parte dos casos, de violência doméstica.
  • Em Dezembro, revelei os primeiros resultados aos quais chegou a Revista sobre a Resistência Antimicrobiana, que desenvolvi. As notícias não foram boas: as infecções resistentes já custaram mais de 700 mil vidas por ano. A menos que algo seja feito, a resistência antimicrobiana vai matar dez milhões de pessoas por ano até 2050 – mais do que o número de pessoas que actualmente morrem de cancro num ano. Terá também um custo acumulado de pelo menos 100 biliões de dólares, mais de 1,5 vezes o PIB mundial anual actual.
  • Em 2009, uma nova possibilidade foi apresentada ao mundo quando o G-20, o conjunto dos maiores países desenvolvidos e das principais economias emergentes, e que até então não tinha conseguido deixar uma marca significativa no cenário internacional, se reuniu em Pittsburgh para formular uma resposta à crise financeira mundial. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, consciente de que o G-7 já não poderia assegurar por si só a supervisão da economia mundial, liderou a cimeira que designou o G-20 como o principal organismo de coordenação da política económica mundial. Foi um ponto alto da liderança americana.
  • A política do presidente russo Vladimir Putin relativamente aos "vizinhos estrangeiros" do seu país e ao ocidente tem sido gravemente mal interpretada. Em vez de se focarem em padrões geopolíticos mais alargados – em particular o efeito da crise financeira 2007-2008 nas políticas globais – os comentadores têm caracterizado a política do Kremlin como um psicodrama que pode apenas ser entendido através de uma profunda exploração da alma russa. O resultado tem sido um conjunto de equívocos desenfreados acerca daquilo que levou à mudança de Putin, do que parecia uma postura moderna, conciliatória e até pró-ocidente para um revisionismo agressivo.
  • A questão sobre como pode o mundo terminar com a pobreza extrema e melhorar o bem-estar das pessoas vai assumir uma nova urgência em 2015, à medida que os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio – os propostos Objectivos do Desenvolvimento Sustentável – são finalizados.
01:32 | Cultura
A líder nacional do mercado livreiro retirou à Civilização Editora os direitos dos populares guias de viagem da Dorling Kindersley, que regressam esta semana às prateleiras portuguesas com 18 edições revistas e actualizadas.
A facturação do sector de telecomunicações em Portugal registou uma retoma moderada no ano passado, depois de ter perdido mais de mil milhões de euros de receitas nos três anos anteriores.
03 de Março | Empresas
A ministra do Comércio de Angola disse esta terça-feira que importadores de bebidas portuguesas estão a mostrar alguma "renitência" à intenção do Governo angolano de aplicar quotas de importação nos sectores com excedentes de produção, como o das bebidas.
pub

pub

4
Quarta-feira
Março 2015
    Documentos Negócios
    consulte ou faça download