Conheça a primeira página do Negócios
A primeira página do Negócios, o acesso
ao ePaper
08:08 | Bolsa
A bolsa nacional iniciou esta sessão em alta, a acompanhar a evolução das congéneres europeias. A contribuir para este comportamento está o sector da banca, que beneficia da compra de dívida por parte do BCE, e a Mota-Engil. Já a Portugal Telecom continua em queda, mas hoje inferior a 1%.
00:01 | IRS
Com a anulação de 20% dos cortes, a maioria dos funcionários públicos deverá receber mais no próximo ano, depois de impostos. Mas nalguns casos as deduções podem atenuar o ganho. Padrão de despesas será determinante.
00:01 | Economia
A menos que prestem uma garantia ou tenham um plano de pagamentos com o Fisco, as empresas com dívidas tributárias não podem distribuir lucros do exercício. Também não podem estar cotadas em bolsa.
Os depósitos a prazo a cinco ou mais anos, com pagamento de juros no final, passam a ter taxas de retenção mais baixas. É uma forma de o Governo estimular a poupança de longo prazo, mas apanha os bancos desprevenidos.
07:00 | Research
A queda no preço dos produtos alimentares em Portugal e na Polónia está a pressionar os lucros da retalhista que apresenta os resultados trimestrais no dia 29 de Outubro. O CaixaBI reduziu a avaliação da empresa de 13,60 para 11,10 euros.
21 de Outubro | Segurança Social
Foi um dos temas centrais do debate parlamentar sobre o Orçamento do Estado para o próximo ano. O Governo não explica como vai poupar 100 milhões com as prestações sociais.
O Orçamento do Estado para 2015 vinca que os viúvos têm 15 dias para reportar à Segurança Social a alteração do seu estado civil.
21 de Outubro | Telecomunicações
A PT comunicou esta tarde que pediu informações ao Banco de Portugal sobre o Banco Espírito Santo e o supervisor não as deu. O supervisor responde dizendo que não pode dar informações que estão sob sigilo e que dá à PT o mesmo tratamento que aos outros clientes.
00:01 | Bolsa
Depois de quatro sessões de fortes perdas, cada título da empresa vale apenas um euro. Os analistas acreditam que a tendência negativa pode manter-se, pelo menos até que seja conhecido o interesse de novos investidores.
21 de Outubro | Telecomunicações
Zeinal Bava quebrou o silêncio. Numa homenagem na Universidade da Beira Interior, o ex-presidente da PT e da Oi aproveitou para elogiar a nova gestão da PT Portugal, liderada por Armando Almeida, de acordo com a TSF.
Plano de gestão controlada da Rioforte previa que 75% de uma dívida de 2.700 milhões fosse convertida em capital. A PT passaria a ter 33% da "holding" do GES e receberia 225 milhões em dez anos. A justiça luxemburguesa recusou.
A sociedade Telles de Abreu Advogados vai avançar com uma impugnação à medida do Banco de Portugal que ditou o fim do BES, prometendo também uma queixa-crime contra os gestores que permitiram a venda de obrigações de empresas quase falidas.
21 de Outubro | Zona Euro
Presidente do BCE estará reunido com os líderes dos governos da Zona Euro nesta sexta-feira em Bruxelas.
21 de Outubro | Empresas
A IFD - Instituição Financeira para o Desenvolvimento receberá nos próximos 30 dias os 100 milhões de euros que constituem o seu capital social e que estão previstos no Orçamento do Estado deste ano.
21 de Outubro | Energia
Embora tenha continuado dentro dos limites aceites pelos regulamentos, a EDP Distribuição teve em 2013 o pior tempo de interrupção da rede dos últimos sete anos. As compensações pagas aos clientes dispararam.
07:56 | Bolsa
A compra de dívida por parte do BCE está a ajudar a animar os investidores, numa altura em que há alguma apreensão em relação à economia e em que já arrancou a época de resultados das cotadas. Esta quinta-feira serão várias as empresas a reportarem os seus números. Em Portugal, Portucel e Impresa dão o arranque.
08:10 | Automóvel
A segunda maior fabricante de automóveis europeia beneficiou do crescimento das vendas na China e em França para alcançar uma subida das vendas de 1,6% para 12,3 mil milhões de euros no terceiro trimestre, superando assim as estimativas dos analistas.
00:47 | Tecnologias
A Yahoo reportou receitas acima das projecções, mostrando que os esforços da CEO, Marissa Mayer, estão a produzir efeitos. James Robinson, da RRE Ventures, e Cory Johnson, da Bloomberg TV, analisam as contas da tecnológica.
PUBLICIDADE
21 de Outubro | O Negócios
Os funcionários públicos vão recuperar 20% dos salários e por isso no próximo ano poderão mesmo ganhar poder de compra. Ainda que a reforma do IRS possa vir a atenuar alguns ganhos, de acordo com a proposta de Orçamento do Estado para 2015 e de alterações de IRS. Na edição desta quarta-feira pode ler no Negócios os efeitos dessas mudanças.
00:01 | Empresas
Enquanto aguarda que o Governo se pronuncie sobre a localização do futuro terminal de contentores de Lisboa, a população do Barreiro vive dias de expectativa. De criação de postos de trabalho e de desenvolvimento da região.
O cenário de chumbo não pode ser posto de parte, mas é remoto. Se tudo correr como o previsto, Jean-Claude Juncker receberá a aprovação final do Parlamento Europeu ao seu Executivo e sucederá a Barroso em 1 de Novembro.
O ainda presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, defendeu que os países europeus que tiveram e ser intervencionados estão hoje numa situação melhor e que foi a Europa que permitiu evitar a bancarrota.
21 de Outubro | Empresas
Após terem perdido 40% de receitas desde 2008, os casinos portugueses deverão fechar este ano com uma quebra de apenas 3%. Mas o ritmo da desvalorização do negócio deverá duplicar com a legalização do jogo online.
00:01 | Autarquias
O acréscimo de receita do Orçamento do Estado e do IMI significa que, em 2015, as câmaras vão ter mais dinheiro, mesmo depois de pagarem a contribuição do Fundo de Apoio Municipal. Mas o "extra" já tem destino.
21 de Outubro | Empresas
O antigo líder da Jerónimo Martins voltou ainda a insistir que, em Portugal, é preciso "acabar com a história" de que um salário de 5 mil euros é milionário. "Por amor de Deus, vamos lá a acabar com isto", pediu.
21 de Outubro | PME
A Galp promoverá acções de formação entre Março e Junho e caberá às empresas, no segundo semestre de 2015, pôr em prática as medidas para reduzir os seus consumos.
21 de Outubro | Economia
A Assembleia Geral das Nações Unidas elegeu esta terça-feira Portugal, com 184 votos, para o Conselho de Direitos Humanos. É a primeira vez que o país integra este organismo que observa a protecção e a promoção internacional dos direitos humanos.
Editorial
  • Helena Garrido
    O Governo conseguiu converter medidas positivas em factores de incerteza, na recuperação parcial dos cortes salariais da função pública e na reforma do IRS.
  • Celso Filipe
    O plano de recapitalização do Banco Espírito Santo Angola (BESA), anunciado pelo Banco Nacional de Angola (BNA), tem um efeito imediato e duplo: diminui o grau de incerteza em relação ao Novo Banco e aumenta o seu valor de mercado. O empréstimo de 3,6 mil milhões de euros do BES ao BESA era dinheiro dado como perdido. Esta segunda-feira, o Novo Banco, por decisão do BNA, recuperou 20% deste montante, o que equivale a 720 milhões de euros. Destes 20%, 56 milhões serão transformados numa posição accionista de 9,9% que o Novo Banco passará a ter no âmbito do plano de recapitalização do BESA.
  • Helena Garrido
    Tem dois ou mais filhos? Faz parte do feliz grupo dos 548 mil contribuintes que deverá ser contemplado com menos IRS em 2015. Um pequeno grupo de 14% num total de cerca de 3,9 milhões de contribuintes.
  • André Veríssimo
    As bolsas estão de novo num tumulto, tingidas pelo vermelho das quedas, numa fuga apressada ao risco. Os índices de volatilidade, que medem o medo nos mercados, dispararam para o nível mais elevado desde a última crise. De que têm medo os investidores? De que a economia trave a fundo ou volte mesmo à recessão.
21 de Outubro | Transportes
Os autarcas de Lisboa e do Porto tomaram uma posição conjunta sobre a participação dos municípios no novo modelo de transportes e avisaram o Estado de que "não abdicam do reconhecimento dos direitos patrimoniais".
00:01 | Mercados
Dominic Rossi, director de investimento em acções mundiais da Fidelity, diz que o ajustamento cambial e as políticas monetárias mais acertadas" do BCE fazem antever uma melhor evolução da Europa.
21 de Outubro | Taxas de juro & Crédito
A Fitch está menos optimista que o Governo português. Quando decidiu manter o “rating” de Portugal em “lixo”, a agência antevia que o défice, em 2015, será de 3% do PIB. E perspectivava um crescimento do PIB este ano para 1% e 1,2% em 2015. Após a apresentação da proposta de Orçamento do Estado, as estimativas mantêm-se.
21 de Outubro | Ajuda Externa
Portugal vai pagar 60 mil milhões de euros em juros da dívida entre 2014 e 2020, dos quais mais de 1.200 milhões de euros irão anualmente para os fundos europeus que contribuíram para o resgate, segundo estimativas de Bruxelas.
21 de Outubro | BPN
O Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão agravou as contra-ordenações à Galilei (ex-SLN) e a outros arguidos individuais por ocultação do Banco Insular da contabilidade da sociedade detentora do BPN, absolvendo Francisco Comprido e Armando Pinto.
21 de Outubro | O Negócios
O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais Paulo Núncio disse aos deputados, nesta terça-feira 21 de Outubro, para não acreditarem nas simulações sobre a reforma do IRS que estão a ser divulgadas pelos jornais. Leia aqui a nota da direcção sobre essas declarações.
21 de Outubro | Segurança Social
A partir dos 1.000 euros brutos mensais de reforma, todos os pensionistas recuperam poder de compra no próximo ano. Veja as simulações da PwC e encontre o seu caso para saber os os impostos que vai pagar em 2015.
20 de Outubro | Impostos
A proposta de lei de reforma de IRS aprovada pelo Conselho de Ministros de 16 de Outubro consagra o quociente familiar e avança com várias alterações nas deduções. Veja aqui as 10 principais mudanças em cima da mesa.
economistas Em colaboração com Project Syndicate
  • Um paradoxo cada vez mais óbvio surgiu este ano nos mercados financeiros mundiais. Apesar dos riscos geopolíticos – o conflito entre a Rússia e a Ucrânia, a ascensão do Estado Islâmico e a crescente agitação no Médio Oriente, as disputas territoriais da China com os seus vizinhos e os protestos em massa em Hong Kong, bem como o risco da sua repressão – se terem multiplicado, os mercados mantêm uma actividade sustentada, se não mesmo borbulhante.
  • As reuniões anuais do Fundo Monetário Internacional (FMI) vão decorrer a 10-12 de Outubro em Washington e o sector financeiro mundial é um assunto central na agenda. Será um encontro interessante uma vez que as duas visões diametralmente opostas do sistema financeiro mundial vão enfrentar-se uma à outra.
  • Em 2012, o responsável de capital de risco William Janeway argumentou que o desenvolvimento económico é um jogo com três jogadores que envolve o Estado, a inovação empresarial privada e o capitalismo financeiro, com excessos cíclicos inevitáveis que criam as condições para a próxima onda de invenção e crescimento de produção.
  • "Bonjour Monsieur, comment pourrais-je vous aider?", pergunta o obsequioso concierge do meu hotel em Paris. Imediatamente me questiono sobre o que terá acontecido à infame arrogância desta cidade - especialmente perante um turista americano. Se a capital francesa já não é a cidade europeia mais rude, talvez o possamos agradecer ao crescimento de ferramentas de avaliação online, como o TripAdvisor.
  • Com a queda do Muro de Berlim, que teve lugar há 25 anos [caiu a 9 de Novembro de 1989], os especialistas liderados por Francis Fukuyama proclamaram o fim da história – o triunfo do capitalismo democrático sobre os sistemas rivais. O sucesso económico dos Estados Unidos da América e o colapso do comunismo alimentaram a narrativa. O longo confronto político, intelectual e por vezes militar que conhecíamos como Guerra Fria tinha terminado.
21 de Outubro | Bolsa
Os mercados accionistas do outro lado do Atlântico encerraram em terreno positivo, pela quarta sessão consecutiva, com os investidores a especularem que o Banco Central Europeu irá promover estímulos económicos.
21 de Outubro | Banca & Finanças
O Royal Bank of Scotland (RBS) denunciou o cartel e conseguiu ver anulada as coimas de 115 milhões que lhe estavam designadas. Mas o JPMorgan, o UBS e o Crédit Suisse não escaparam. No total foram aplicadas coimas no montante de 94 milhões de euros relacionadas com práticas de manipulação cambial, neste caso com francos suíços.
dossier Weekend
O legado cultural da família Espírito Santo
Por estes dias, o Novo Banco está a fazer um inventário de todos os activos que "herdou" do BES. Entre eles, está o património cultural e histórico acumulado ao longo dos anos. Também a Fundação Ricardo Espírito Santo Silva faz contas à vida. Perdeu o seu principal mecenas e está afundada em dívidas.
pub
pub

22
Quarta-feira
Outubro 2014
    Conferência Divulgação de Informações Não Financeiras

    negócios opinião