Se não consegue visualizar correctamente este e-mail, clique na versão online..
Negócios
5 COISAS
QUE PRECISA DE SABER PARA COMEÇAR O DIA
Quinta-feira, 28 de junho de 2018
Facebook Twitter Google + LinkedIn
Esta quinta-feira tem início a cimeira europeia que debaterá temas como a imigração e as tarifas aduaneiras. Além disso, a Fed divulga a segunda parte dos testes de stress à banca.

Cimeira europeia debate imigração e tarifas

Os líderes europeus reúnem-se em Bruxelas, para um encontro de dois dias onde irão debater vários temas.

A questão da imigração é o tema forte da agenda, mas, com o agudizar da guerra comercial com os EUA, as tarifas aduaneiras também deverão ser alvo de destaque. O Orçamento da União Europeia, o Brexit, a segurança e a reforma da união monetária e económica são os outros assuntos na agenda para discussão. 


 

Fed dá nota aos principais bancos

A Reserva Federal norte-americana divulgou no passado dia 21 de Junho,  os resultados da primeira fase dos seus testes de stress anuais à banca, realizados no âmbito da Lei Dodd-Frank promulgada após a crise financeira de 2008. E as conclusões foram animadoras: os 35 bancos escrutinados tiveram cartão verde quanto à sua capacidade de resistirem a choques económicos. 

Hoje, a Fed apresenta os resultados da segunda fase destes testes, onde se avalia a robustez financeira das maiores instituições financeiras a operarem nos EUA (o requisito é que tenham mais de 50 mil milhões de dólares em activos) e se analisa se estas dispõem de amortecedores de capital suficientes para sobreviverem a uma crise semelhante à de 2008. Só com a divulgação destes resultados da segunda fase é que se pode dizer que um banco "passou" ou "chumbou" nos testes de stress.


 

BCE apresenta Boletim Económico

O BCE publica o seu Boletim Económico. O documento traz novas previsões para a evolução da economia do euro.

Na última reunião de política monetária, Draghi reconheceu que a incerteza é mais elevada, mas a recuperação está bem sustentada e robusta.


 

INE divulga inquéritos de conjuntura

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga esta quinta-feira os Inquéritos de Conjuntura às Empresas e aos Consumidores, em Junho, bem como o Índice de Preços das Propriedades Comerciais, em 2017.

No resto da Europa, teremos a confiança dos consumidores na Zona Euro, em Junho, bem como a inflação na Alemanha, Espanha e Itália.

Nos Estados Unidos, o destaque vai para os dados do PIB no primeiro trimestre de 2018 e para os pedidos de subsídio de desemprego na semana passada.


 

Tecnologias continuam a pesar em Wall Street

Donald Trump permitiu ontem algum alívio nos mercados internacionais, ao sinalizar que   será mais brando do que o esperado com os investimentos chineses em tecnologia norte-americana. No entanto, foi sol de pouca dura, uma vez que Larry Kudlow, conselheiro económico da Casa Branca, disse pouco depois numa entrevista à Fox Business Network que o plano anunciado pelo presidente dos EUA não indicava um posicionamento mais suave no que diz respeito à China. As palavras de Kudlow foram suficientes para as bolsas do outro lado do Atlântico inverterem a tendência, com as tecnologias a penalizarem fortemente a negociação.

Na segunda-feira, um responsável da Casa Branca declarou que os EUA iriam aplicar restrições à compra de tecnológicas norte-americanas, não permitindo que sejam adquiridas por empresas que tenham pelo menos 25% de capital chinês. Mais tarde, o secretário norte-americano do Tesouro, Steven Mnuchin, afirmou que as restrições irão incidir sobre "todos os países que estão a tentar roubar a nossa tecnologia", o que ainda piorou as coisas.


Recorde-se que o próximo sábado, 30 de Junho, é a data-limite para o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos apresentar o seu relatório com as restrições ao investimento chinês em empresas do país do sector tecnológico e de outras indústrias relevantes.

 


RECEBA O NEGÓCIOS POR EMAIL
PUB
As últimas notícias de mercados
Após a compra, Euronext troca de CEO em Dublin
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Reembolsos do IRS levam depósitos para recorde
Casas: só o Funchal ainda não anulou as perdas da crise
VER MAIS ASSINAR
FALE CONNOSCO
DEFINIÇÕES
PORTFOLIO