C-Studio Capitalize a empresa sem recorrer a empréstimos bancários
C-Studio i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Capitalize a empresa sem recorrer a empréstimos bancários

Pense de forma diferente o financiamento da empresa. Há novos serviços, como o Capitalizer, que abrem novas oportunidades, mais rápidas, simples e eficazes, de capitalizar a empresa.
Capitalize a empresa sem recorrer a empréstimos bancários

Resilientes, dinâmicas, inovadoras e exportadoras. É este o perfil das Pequenas e Médias Empresas (PME) nacionais. Competem, crescem e conseguem chegar a novos mercados. Cada sector, cada actividade, enfrenta desafios de natureza específica. A pressão para estas empresas serem mais eficientes e competitivas é elevada. Aqui, a inovação desempenha um papel crucial como factor diferenciador.

A inovação pode ser entendida como qualquer coisa que seja novidade ou renovação, mas uma definição de inovação aplicada às empresas passa obrigatoriamente pela melhoria de ganhos de eficiência em processos produtivos, administrativos, financeiros ou na prestação de serviços. Para inovar, para melhorar e para crescer de forma sustentada, é preciso financiar-se.

O acesso ao crédito é uma das questões frequentemente colocadas pelas empresas, enquanto dificuldade que limita o seu potencial de crescimento e a sua capacidade competitiva.

A dificuldade de as PME acederem ao mercado de capitais e, em especial, de emissão de dívida, faz com que desde sempre tivessem como única fonte de financiamento o recurso a empréstimos bancários. A esta crónica dificuldade junta-se a crise que o sector bancário atravessou em Portugal, situação que afastou as PME de financiamento.

Importa olhar para o futuro com novas respostas aos problemas. A inovação também passa por pensar de forma diferente o financiamento das empresas. Atento a esta situação, o BiG lançou uma solução digital inovadora e única no mercado ibérico, para permitir que as PME possam aceder a capital de parceiros ou investidores profissionais, acelerando o processo de angariação de capital, de forma confidencial.
O Capitalizer democratiza o acesso das PME a serviços tradicionais de assessoria financeira prestados pela banca de investimento maximizando a probabilidade de sucesso.

O que é o Capitalizer?

Capitalizer um serviço vocacionado para PME que possuam um histórico de actividade relevante. Trata-se de uma oferta desenvolvida e operada pelo BiG, instituição bancária pioneira da digitalização dos serviços financeiros, que dá acesso às empresas elegíveis ao serviço a investidores de capital de risco, centrados em operações de "buyout", "development capital"e "venture capital", bem como "corporate investors", "family offices"e fundações com interesse em investir em PME.

Estes parceiros podem apoiar as empresas em processos de sucessão, alteração e institucionalização da estrutura accionista, bem como no seu desenvolvimento estratégico, no reforço da profissionalização da sua equipa de gestão ou na implementação de estratégias de crescimento e capitalização.

O Capitalizer destina-se a empresas com um resultado operacional superior a 300 mil euros e resultados líquidos positivos. O serviço conta com 15 parceiros e investidores profissionais, incluindo vários dos principais operadores ibéricos de capital de risco que investem em PME e que detêm mais de 4 mil milhões de euros em activos sob gestão.

Como funciona o serviço?

Para utilizar esta solução, as empresas deverão registar-se em www.capitalizer.eu para aceder a um conjunto de ferramentas digitais de suporte à organização de processos de fusões, aquisições ou parcerias de capital, os quais serão estruturados de forma eficiente e de acordo com as melhores práticas de mercado para este tipo de operações.

Numa fase inicial do processo de angariação de capital, os investidores terão exclusivamente acesso a um perfil sumário anónimo da empresa (Teaser). Apenas os investidores que tenham manifestado o seu interesse, assinado um Acordo de Confidencialidade e que tenham sido previamente aprovados pela empresa, terão posteriormente acesso a informação mais detalhada.

É solicitado que submeta informação relativa à empresa através de um processo simples e estruturado, que consiste no preenchimento de formulários online. Com base nessa informação, são preparados pelo Capitalizer dois documentos com diferentes níveis de detalhe: o Teaser e o Information Memorandum.

O Teaser consiste numa breve síntese anónima (uma página) da empresa que pede capital. Este documento inclui uma descrição da actividade, os principais indicadores financeiros e operacionais e os factores de atractividade para investidores e uma indicação do montante de fundos a ser angariado e o fim a que se destinam.

O Information Memorandum consiste numa apresentação mais detalhada da empresa. Contem informação relativa às seguintes áreas principais: i) sector e concorrentes; ii) descrição dos principais produtos / serviços; iii) equipa de gestão; iv) informação financeira histórica; e v) plano de negócios.

O Information Memorandum é preparado com o propósito de permitir aos investidores potenciais a realização de uma análise sobre a empresa e a apresentação de uma proposta não vinculativa.

No caso de aceitar uma, ou mais, proposta(s) não vinculativa(s), é disponibilizado um data room virtual através do qual pode partilhar a informação detalhada necessária para análise por parte dos investidores previamente seleccionados.

Com este serviço, o BiG reforça o seu compromisso com o tecido empresarial português, disponibilizando uma solução diferenciadora a nível ibérico, contribuindo para a capitalização e profissionalização do sector empresarial.

Cinco passos simples para capitalizar o seu negócio

1. Teaser
Empresa disponibiliza informação;
Capitalizer produz perfil confidencial ("Teaser");
Investidores analisam o Teaser;
Manifestação de Interesse por parte dos investidores.

2. Information Memorandum
Empresa disponibiliza informação;
Capitalizer produz apresentação ("Information Memorandum");
Assinatura de Acordo de Confidencialidade;
Investidores analisam o Information Memorandum.

3. Proposta Não Vinculativa
Perguntas e Respostas;
Propostas Não Vinculativas por parte de investidores;
Empresa selecciona investidor(es) para a fase seguinte.

4. Proposta Final
Data Room virtual com informação sobre a empresa;
Perguntas e Respostas;
Proposta(s) Final(is) de investidor(es);
Empresa selecciona investidor(es) para negociações finais.

5. Closing
Negociação directa entre empresa e investidor(es);
Acordo sobre os termos finais dos contratos;
Conclusão da operação.

Partilhar