Ajuda Externa Durão Barroso pede compromissos de todos os poderes para Portugal reconquistar credibilidade

Durão Barroso pede compromissos de todos os poderes para Portugal reconquistar credibilidade

O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, declarou hoje, em Vilamoura, que só com o compromisso de todos os poderes do Estado e a existência de “estabilidade” e “confiança” é que Portugal reconquistará a credibilidade.
Durão Barroso pede compromissos de todos os poderes para Portugal reconquistar credibilidade
Lusa 05 de outubro de 2013 às 11:19

“A cultura de diálogo político e social e o comprometimento de todos os poderes do Estado com as obrigações internacionalmente assumidas são essenciais para a reconquista de credibilidade”, disse Durão Barroso, no seu discurso de abertura do segundo dia do Fórum Empresarial do Algarve, que decorre até domingo em Vilamoura.


O presidente da Comissão Europeia declarou que nesta fase de ajustamento económico, a “tarefa de um Estado é a de proporcionar a certeza e a previsibilidade de que os mercados precisam”, porque essa responsabilidade não “incumbe apenas ao Governo, mas a todos os órgãos de soberania e mesmo à sociedade no seu conjunto”.


Durão Barroso também defendeu hoje a criação de um “espaço económico transatlântico integrado” e argumentou que era um sonho possível e que devia ser uma prioridade para Portugal.


“Os eixos atlântico e europeu não se excluem: reforçam-se mutuamente (...) Temos todo o interesse em afirmar cada vez mais Portugal como janela europeia para o Atlântico e como uma porta de entrada do Atlântico para o continente europeu", referiu.


A segunda edição do Fórum Empresarial do Algarve, que está a decorrer em Vilamoura até dia 06 de outubro, reúne mais de três centenas de participantes, entre líderes políticos e empresariais de Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, Alemanha, China, EUA, Reino Unido, México, Marrocos, Espanha, Grécia e Chile, para debater o tema “Um Portugal Europeu ou um Portugal Atlântico?”.


O evento, que é dinamizado pelo LIDE Portugal – Grupo de Líderes Empresariais, conta com as personalidades convidadas do panorama político e empresarial nacional como Pedro Passos Coelho, Paulo Portas, Fernando Pinto, Luís Marques Mendes, José Maria Ricciardi, Mira Amaral e Luís Amado.

Participam ainda convidados internacionais como os governadores brasileiros dos Estados do Amazonas, Pará e Goiás, Luiz Fernando Furlan e Paulo Rabello de Castro, também do Brasil, Guillermo de La Dehesa, de Espanha, Mário Machungo, de Moçambique, e Albina Assis, de Angola.




A sua opinião34
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado CACETEIRO SEM VERGONHA!!! ENQUANTO NÃO ARRANJOU TACHO FOI CACETEIRO MAIS RADICAL E PASSOU A VIDA A LUTAR CONTRA A ESTABILIDADE Á CACETADA!!! Há 1 semana

ASSIM QUE ARRANJOU TACHO ESQUECEU-SE DO PASSADO E PASSOU A SER O GRANDE DEFENSOR DA ESTABILIDADE.

“Um Clássico: Durão Barroso (Fujão Barroso) nos tempos de MRPP” (http://youtu.be/QvsYS4xX8oU)
(http://youtu.be/QvsYS4xX8oU)
(http://youtu.be/QvsYS4xX8oU)
****************************************************************************************************************

comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

fogo que coisa furreta

Anónimo Há 1 semana

Credibilidade???????!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Manuel Há 1 semana

Por falar em quadrilhas, só queria corrigir o erro, a quadrilha é só uma - a que deixou PORTUGAL falido de mão estendida à espera da esmola!!!
Não há outra quadrilha!!!

Anónimo Há 1 semana

Abandonou o governo para aproveitar um tacho melhor.
Dizia alguns que com ele lá estaríamos mais protegidos e era um prestígio para Portugal.
Cherne com cara de grão-de-bico, pau mandado, ex MRPP.

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub