Conjuntura Nova meta do défice: prudência sensata ou cautela excessiva?

Nova meta do défice: prudência sensata ou cautela excessiva?

O ministro das Finanças, Mário Centeno, apresentou a actualização do Programa de Estabilidade para o período 2018-2022. A opção foi por não ceder à pressão da esquerda, BE e PCP, e rever a meta do défice para um valor mais ambicioso: 0,7%, em vez de 1,1% do PIB. A jornalista Margarida Peixoto explica em que medida o ministro foi prudente.
A carregar o vídeo ...
Negócios 16 de abril de 2018 às 13:48



Saber mais e Alertas
pub