Conjuntura Portugal foi o segundo país da UE onde o desemprego mais recuou

Portugal foi o segundo país da UE onde o desemprego mais recuou

A taxa de desemprego em Portugal já está mais de 1,5 pontos percentuais abaixo da média da Zona Euro.
Portugal foi o segundo país da UE onde o desemprego mais recuou
Miguel Baltazar/Negócios
Nuno Carregueiro 31 de julho de 2018 às 10:20

A descida da taxa de desemprego em Portugal, no mês de Junho, foi a segunda mais forte entre todos os países da União Europeia quando comparada com o mesmo mês do ano passado, de acordo com os dados do Eurostat revelados esta terça-feira, 31 de Julho.

Tal como o INE já tinha revelado ontem, a taxa de desemprego estimada para Portugal no mês passado é de 6,7%, o que representa o nível mais reduzido desde Outubro de 2002. Em Junho do ano passado a taxa de desemprego em Portugal era de 9,1%, sendo que esta descida de 2,4 pontos percentuais é a segunda mais acentuada entre todos os países da UE. Só no Chipre a descida foi mais forte (caiu de 11% para 8,2%).

Com a taxa de desemprego e descer de forma mais acentuada em Portugal, a taxa já está 1,6 pontos percentuais abaixo da média da Zona Euro, quando no ano passado estava em níveis superiores.

Na Zona Euro a taxa de desemprego ficou estável em Junho nos 8,3%, o que representa o nível mais reduzido desde Dezembro de 2008. Na União Europeia a taxa também estabilizou em 6,9%, pelo que a taxa de desemprego em Portugal também já é inferior à média da UE.

Portugal está a meio da tabela dos países da UE, com uma taxa mais reduzida que a Lituânia e acima da Suécia. A Republica Checa (2,4%) e a Alemanha (3,4%) são os países da UE com as taxas de desemprego mais baixas, enquanto os níveis mais elevados continuam s fazer-se sentir na Grécia (20,2% em Abril) e Espanha (15,2%).

As estimativas do Eurostat apontam para a existência de 17,1 milhões de pessoas sem emprego na Zona Euro, sendo que no espaço de um ano este número baixou em 1,146 milhões.

 




pub