Recuperação da economia portuguesa deve prosseguir ao longo de 2014, antecipa OCDE
13 Janeiro 2014, 12:40 por Eva Gaspar | egaspar@negocios.pt
9
Enviar por email
Reportar erro
O indicador avançado da OCDE para Portugal voltou a subir em Novembro, pelo 18º mês consecutivo.

O indicador avançado da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), concebido para antecipar pontos de viragem na actividade económica em relação à tendência, voltou a subir em Novembro, último mês para os quais há dados, tratando-se da 18ª subida consecutiva para Portugal.

 

Depois da desaceleração observada em Junho e Julho (em que cresceu, mas menos do que nos meses anteriores), o indicador está agora há quatro meses também em aceleração. Subiu 0,27% face ao mês anterior e 3,50% em termos homólogos para 101,707 pontos, acima da linha de 100 pontos que marca a média de longo prazo.

 

Em Dezembro, o Banco de Portugal mais do que duplicou as suas previsões para o crescimento da economia portuguesa em 2014, antecipando que, ao fim de três anos de recessão, o PIB cresça 0,8% do PIB, quando no Verão apontava para uma expansão de 0,3%. Esta nova previsão ficou em linha com a do Governo e da troika que aponta para um crescimento de 0,8% em 2014.

 

O indicador avançado para o conjunto da Zona Euro voltou também a subir em Novembro, tendo a sua evolução sido positiva para todas as grandes economias – incluindo França, onde se têm concentrado os receios de regresso da recessão -  e para os todos os países resgatados, embora no caso da Irlanda a sua subida tenha sido inferior à registada em Outubro. As perspectivas traçadas por este indicador são também positivas para a evolução dos "grandes" da economia mundial, Estados Unidos e o Japão.

9
Enviar por email
Reportar erro
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: