Cultura Augusto Santos Silva viaja em executiva e viola a lei

Augusto Santos Silva viaja em executiva e viola a lei

O ministro dos Negócios Estrangeiros foi a Bruxelas para uma reunião com os chefes da diplomacia europeus e viajou em executiva. Mas os governantes estão obrigados a viajar em económica em deslocações até quatro horas, escreve o Correio da Manhã.
Augusto Santos Silva viaja em executiva e viola a lei
Correio da Manhã
Negócios 22 de dezembro de 2015 às 12:02

Os governantes estão proibidos, desde 2012, de viajar em classe executiva em voos até quatro horas. Mas foi isso mesmo que Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, fez na deslocação oficial a Bruxelas entre os dias 13 e 15 de Dezembro. O Correio da Manhã desta terça-feira noticia que o número dois do Governo deveria ter viajado em económica, mas fê-lo em executiva. Santos Silva reconheceu que desrespeitou as regras.

 

"Agradeço ao Correio da Manhã a chamada de atenção para uma situação que me tinha passado despercebida", afirmou o governante ao jornal. Augusto Santos Silva deslocou-se a Bruxelas para uma reunião com os restantes ministros dos Negócios Estrangeiros europeus e para um encontro com o secretário-geral da Nato, Jens Stoltenberg.

 

Segundo o matutino, Santos Silva pretende agora pagar do seu bolso a diferença entre o bilhete de executiva e o preço do bilhete em classe económica. "A minha deslocação a Bruxelas, entre os passados dias 13 e 15 de Dezembro, não teve nada de excepcional. E, assim, incumpri a norma legal aplicável", admitiu. "Em consequência, assumirei a respectiva responsabilidade financeira, pagando pessoalmente a diferença de valores", garante.

 

As regras que se aplicam aos governantes nas viagens de avião foram alteradas no Orçamento do Estado de 2012. Passou a ficar previsto que, em viagens até quatro horas de duração, os membros do Executivo viajam obrigatoriamente em classe económica. Estão abrangidos por estas regras os chefes e adjuntos de gabinete dos ministros, bem como chefes de missão diplomática, funcionários que acompanhem os governantes ou dirigentes de 1º grau.

 

A primeira classe fica apenas disponível em viagens de duração superior a quatro horas.




A sua opinião55
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Rapaz 22.12.2015

Espero que amanhã, quer o PSD quer o CDS sejam responsáveis e votem contra o Orçamento Retificativo, que foi criado por este Governo de Uniões de Esquerdas! Claro que o BANIF estava falido, sem dúvida, aliás, muitas vezes o afirmei neste espaço, mas a forma de resolução encontrada, foi mais uma vez incompetente e desastrosa, igual ao BPN, que ainda hoje nos dá enormes prejuízos, ao contrário da solução encontrada para o BES. Porque razão vamos pagar ao Santander, para o Santander comprar o BANIF? Urgência? Obrigavam o sistema bancário entre si, a comprar e assumir as perdas integralmente do BANIF, simples! Por este motivo está na hora de NÃO votar a FAVOR do orçamento RETIFICATIVO e eliminar de vez, as impunidades do setor financeiro. Ou o fazem agora, ou em breve, outros bancos que estão nas mesmas condições, irão utilizar este expediente para limpar ativos tóxicos. Estejam atentos.

comentários mais recentes
Anónimo 08.08.2016

A QUEM APROVEITA OU A QUEM SERVE ESTE TIPO DE JORNALISMO DA TRETA. UMA NOTICIA DATADA DE 22 D E Z E M B R O 2015! O QUE SE PRETENDE COM ISTO? CONTINUO A DIZER: MUDAM OS DIRECTORES MAS A ... CONTINUA. ONDE PARAM SÉRGIO E PEDRO? ESTE JORNAL DE QUE TANTO GOSTAMOS ANSEIA POR VÓS!

SÍTIO MUITO MANHOSO 07.08.2016



...É O FORROBODÓ TOTAL !!!


SERÁ UMA DAS VIAGENS OFERECIDAS PELA..."GOLP" ???

Juca 07.08.2016

Ele justificou. Disse que por força do hemorroidal teve de ir em executiva porque nestes casos têm uns assentos especiais. No entanto ele pagaria a diferença.

AMLG 05.08.2016

Tenham calma que este é da quadrilha do 44, aliás, a maioria do atual governo vem dessa altura! Julgo que o outro ministro que levou para lá a mulher e a filha não eram da altura do 44, sim, porque ele não pactuava com isso de meter cunhas para os familiares. Estes tipos são todos uma comédia e gozam à grande connosco e com o nosso dinheiro.

ver mais comentários
pub