Cultura Nobel da Literatura V. S. Naipaul vai à Vila Literária de Óbidos

Nobel da Literatura V. S. Naipaul vai à Vila Literária de Óbidos

V. S. Naipaul, que venceu em 2001 o Prémio Nobel da Literatura, é uma das presenças já confirmadas na segunda edição do Folio – Festival Literário Internacional de Óbidos, que este ano decorrerá de 22 de Setembro a 2 de Outubro.
Nobel da Literatura V. S. Naipaul vai à Vila Literária de Óbidos
Rui Neves 22 de março de 2016 às 12:20

"Seria bom que todos tivéssemos um pouco de utopistas como temos de loucos. Descremos tantas vezes do mundo, da humanidade, do futuro – onde nos agarramos, quando procuramos uma bóia de consolação?", desafia Anabela Mota Ribeiro, curadora do Folio Folia, um dos capítulos mais ambiciosos do Folio – Festival Literário Internacional de Óbidos.

Depois de, no ano passado, ter colocado Óbidos no mapa dos grandes festivais internacionais de literatura, a recém-classificada Vila Literária da Unesco promete uma edição ainda mais ambiciosa, cruzando os livros com o teatro, a dança, a música, as artes plásticas e a educação.

A decorrer entre 22 de Setembro e 2 de Outubro, a segunda edição do Folio terá por tema geral a Utopia, em homenagem aos 500 anos da publicação de "Utopia", de Thomas More.

A programação do festival, a que o Negócios teve acesso, vai também celebrar o Ano Internacional do Entendimento Global, o centenário do nascimento de Vergílio Ferreira, os 500 anos da morte do pintor Hieronymus Bosch e os 400 da morte dos clássicos William Shakespeare e Miguel de Cervantes.

Para assinalar os 500 anos da morte de Bosch, o Folio vai ter patente uma reprodução em tamanho real de "As Tentações de Santos Antão", da colecção do Museu Nacional de Arte Antiga.

Do extenso rol de iniciativas do próximo Folio, merece também destaque "Que Por Todos Se Faça a Poesia", que servirá de inspiração a um dia dedicado a Ruy Belo, com a leitura de poemas por Luís Miguel Cintra, entre outros. E Camané vai cantar Tom Jobim.

 

Dos escritores já confirmados no festival, a figura maior é Vidiadhar Surajprasad Naipaul, mais conhecido como V. S. Naipaul, autor de "A Curva do Rio" ou "O Enigma da Chegada", que venceu em 2001 o Prémio Nobel da Literatura. Naipaul nasceu em Trinidad e Tobago, em 1932, e aos 18 anos mudou-se para Inglaterra, onde trabalhou como jornalista para a BBC.

O islandês Jón Kalman Stefánsson, que é considerado uma das vozes mais importantes da literatura europeia contemporânea, irá também ao Folio. As suas obras, traduzidas em mais de 10 línguas, foram distinguidas com numerosos prémios, entre os quais o prestigiado prémio de literatura islandesa, em 2011, e o galardão italiano Grinzane Bottare Lattes. "Paraíso e Inferno" foi definido pela crítica como o melhor romance islandês dos últimos anos.

A segunda edição do Folio contará também com a presença de Juan Pablo Villalobos, um dos grandes nomes da literatura mexicana. Nascido em Guadalajara, no México, mas vivendo actualmente em Barcelona, o autor de "Festa no Covil" escreve regularmente para a imprensa e as suas obras foram traduzidas em quinze línguas. A sua obra de estreia - "Down the Rabbit hole" - foi aclamada pela crítica latina.




pub