Economia 10 celebridades que não vão deixar todo o dinheiro aos filhos

10 celebridades que não vão deixar todo o dinheiro aos filhos

São milionários, alguns têm mais do que um filho e não pretendem deixar-lhes quase nada da sua herança. Saiba quem são – e as razões da decisão.
10 celebridades que não vão deixar todo o dinheiro aos filhos
Negócios 11 de julho de 2018 às 19:45

Muitos milionários por esse mundo fora não pretendem deixar toda a sua fortuna aos filhos. A Máxima recolheu 10 exemplos emblemáticos.

Gordon Ramsay - É o chef mais conhecido da televisão e da cozinha britânica e a sua fortuna já está avaliada em 132 milhões de euros. Porém, e em declarações ao The Sun, o chef escocês disse que não vai deixar esta herança aos seus quatro filhos, mas sim doá-la a instituições de solidariedade. Apesar de ter deixado acordado que cada um dos filhos receberá um depósito equivalente a 25% de um financiamento imobiliário, todos terão de assumir as responsabilidades financeiras da vida em geral. Ramsay é pai de três raparigas e de um rapaz.


Jackie Chan - De acordo com uma publicação do jornal Los Angeles Times em 2011, o conhecido actor de filmes de acção não pretende deixar quase nada dos seus cerca de 130 milhões de dólares ao único filho, Jaycee. Depois da sua morte, metade desta fortuna será doada a instituições de solidariedade e a outra metade não irá para a conta bancária do filho que, com 34 anos, já teve vários problemas relacionados com drogas. Em 2009, Jackie Chan, Embaixador Antidrogas na China, teve mesmo de fazer um pedido de desculpas público em nome do filho.

Sting - Segundo noticiou o The Telegraph em 2014, o cantor inglês Sting não irá deixar a sua fortuna – avaliada em cerca de 216 milhões de euros pela revista Forbes – aos seus seis filhos. Referiu à publicação que "é preciso trabalhar" e por isso não pretende facilitar a vida dos seus três rapazes e três raparigas. Sting nasceu numa família com poucos recursos financeiros – o pai era revendedor de leite e a mãe cabeleireira – e começou desde muito cedo a trabalhar e talvez por isso queira incutir o mesmo sentido de responsabilidade aos filhos.

George Lucas - Depois de vender a franquia da Star Wars à Disney em 2012 por cerca de 4 mil milhões de dólares, George Lucas – pai de quatro filhos – disse que doaria a sua fortuna a instituições ligadas à educação.

Elton John - O cantor Elton John tem dois filhos adoptados com o marido David Furnish, Elijah e Zachary, e não pretende deixar-lhe o lucro de uma vida. Em declarações feitas ao The Mirror, disse que herdar a fortuna iria "arruinar as suas vidas", mas que "deixaria as condições mínimas de sustentabilidade" asseguradas. Estima-se que o seu mealheiro actual seja de 269 milhões de euros.

Bill e Melinda Gates - Estima-se que o fundador da Microsoft tenha uma fortuna avaliada em 75 mil milhões de euros, mas nem Bill Gates nem a mulher Melinda Gates vão deixar esse valor aos três filhos, Jennifer, Rory e Phoebe. Uma boa parte da herança milionária será doada a organizações solidárias e à própria instituição fundada por ambos – a Fundação Bill e Melinda Gates.

Andrew Lloyd Webber - É um dos mais bem-sucedidos compositores dos musicais da Broadway e pretende investir a sua fortuna no ensino das artes. A Forbes avalia a sua fortuna em cerca de 721 milhões de euros e, à semelhança de outras celebridades, garantirá que os seus cinco filhos tenham direito a um valor suficiente para se sustentarem durante um tempo.

Simon Cowell - Conhecido por ter criado programas televisivos como o Factor X ou Britain’s Got Talent, Simon Cowell tem uma fortuna avaliada em cerca de 275 milhões de euros. Antes do nascimento do filho Eric, em 2014, Cowell revelou à Esquire que não pensava deixar ao filho uma grande fortuna e que seria antes doada para fundos de associações solidárias. "Eu não acredito em heranças de geração em geração", afirmou à mesma publicação.


Mark Zuckerberg e Priscilla Chan - O fundador da rede social Facebook e a mulher Priscilla Chan não vão deixar grande parte da sua conta bancária às filhas Maxima e August. Numa carta aberta, comunicaram que a maior fatia do seu dinheiro será doada à associação Chan Zuckerberg Initiative, em vez de ficar na família. "Vamos doar 99% das acções do Facebook – cerca de 42,3 mil milhões de euros – durante a nossa vida, para potenciar esta missão", escreveu Zuckerberg, referindo-se aos esforços por apoiar causas humanitárias.

Nigella Lawson - Em 2008, a chef de cozinha, apresentadora de televisão e jornalista britânica Nigella Lawson declarou que gostaria de ver os seus filhos, Cosima e Bruno, a ganhar o seu próprio dinheiro, em vez de se sustentarem com a fortuna da mãe. "Eu sempre disse aos meus filhos que, independentemente da educação que escolheram, precisam de se sustentar a trabalhar, assim como eu fiz. Mas eu nunca discuti detalhes sobre a minha herança com ninguém", terá dito à Forbes.




pub