Economia 25 Abril: Mário Soares diz que já teve protagonismo suficiente no passado

25 Abril: Mário Soares diz que já teve protagonismo suficiente no passado

O antigo Presidente da República Mário Soares disse hoje que na sua idade protagonismo é coisa que não lhe interessa muito, considerando que já teve "o suficiente no passado".
Lusa 26 de Abril de 2012 às 20:41
O antigo Presidente da República Mário Soares disse hoje que na sua idade protagonismo é coisa que não lhe interessa muito, considerando que já teve "o suficiente no passado".

Questionado sobre a crítica indirecta que o primeiro-ministro lhe fez na terça-feira, quando disse estar habituado a que algumas figuras políticas queiram assumir protagonismo em datas especiais, Mário Soares começou por dizer que se tratou de uma frase de Passos Coelho que não queria comentar.

Perante a insistência dos jornalistas, no final de uma conferência organizada pela revista Visão intitulada "Conversas às quintas com a Visão", que decorreu no Museu da electricidade, o antigo chefe de Estado acabou por referir que na sua idade já não está muito interessado em protagonismo.

"Cheguei a uma idade em que protagonismo já não é uma coisa que me interesse muito, como imagina. Já tive o suficiente no passado", declarou, recusando, contudo, a ideia de ter ficado "zangado" com as palavras do primeiro-ministro.

A acusação indirecta de Passos Coelho foi feita quando questionado sobre a decisão de Mário Soares e do socialista Manuel Alegre de não comparecerem nas comemorações oficiais do 25 de Abril em solidariedade com a Associação 25 de Abril, que integra alguns dos chamados 'capitães de Abril' e esteve ausente da cerimónia no Parlamento por estar contra a política seguida pelo Governo.

Os jornalistas interrogaram ainda Mário Soares sobre o discurso do Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, na sessão solene do 25 de Abril, mas o antigo chefe de Estado disse não querer fazer comentários, argumentando ser conselheiro de Estado.

"Eu sou conselheiro de Estado por inerência e, portanto, entendo não dever falar sobre o senhor Presidente da República, nem estar a fazer comentários sobre o que faz o senhor Presidente da República", sublinhou.

Sobre a forma como passou o dia 25 de Abril, Mário Soares adiantou que esteve em casa e assistiu "a algumas coisas" das comemorações pela televisão.




A sua opinião18
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
perolasaporcos 27.04.2012

Efectivamente já teve protagonismo suficiente no passado o pior é que ainda está a receber direitos de autor ... e nó a pagá-los!

Pitagoras 27.04.2012

A historia ha-de colocar este individuo no seu devido lugar. Se o 25 de Abril falhou deveu-se muito a ele.

ra0026523 27.04.2012

PORQUE É QUE O DTR NÃO VAI PARA O VAU E DEIXA OS PORTUGUESES EM PAZ,PORQUE NÃO DISPENSA ESSE REGIMENTO DE POLÍCIAS,QUE ANDAM ATRÁS DO SENHOR?PORQUE CONTINUA A BENEFICIAR DE AUTOMÓVEL DE LUXO COM MOTORISTAS E TODAS AS REGALIAS,JÁ É TEMPO DE ACABAR COM ESTA POUCA VERGONHA SR DEMOCRATA INIMIGO DOS PORTUGUESES

Oráculo 27.04.2012

"... principalmente quando pisei a bandeira nacional"(!!!)
A memória é CURTA, mas não esquece...

ver mais comentários
pub