Mundo 35 anos depois, sauditas vão poder voltar aos cinemas

35 anos depois, sauditas vão poder voltar aos cinemas

No início da década de 1980, os cinemas públicos foram proibidos no conservador reino saudita. Cerca de 35 anos depois, as autoridades vão reverter essa proibição. Os primeiros cinemas devem abrir ainda no primeiro trimestre de 2018.
35 anos depois, sauditas vão poder voltar aos cinemas
Reuters
Ana Laranjeiro 11 de dezembro de 2017 às 13:35

No início da década de 1980, os grandes cabeças de cartaz nos cinemas eram filmes como o ET - O Extraterrestre e Star Wars – O regresso de Jedi. E desde o início desta década que os cinemas públicos estão proibidos na Arábia Saudita. Mas não por muito mais tempo.

O reino saudita comunicou esta segunda-feira, 11 de Dezembro, que os cinemas públicos vão ser novamente permitidos, avançam as agências internacionais. Com esta medida, é assim levantada uma proibição que tinha cerca de 35 anos.

Nos anos 80, de acordo com a Reuters, os cinemas públicos foram proibidos no reino, com as autoridades a cederem à pressão dos islâmicos. A Arábia Saudita, nessa altura, adoptou medidas apoiadas pela religião que desencorajavam o entretenimento público, bem como, outras formas de convívio que permitam a interacção entre homens e mulheres.

O plano, de acordo com as agências, é que os primeiros cinemas abram em Março do próximo ano. A Bloomberg acrescenta, citando o ministério da Cultura e da Informação, que o objectivo é que o reino conte com mais de 300 cinemas em 2030. As previsões das autoridades apontam que a indústria do cinema vá contribuir com cerca de 90 mil milhões de riyals, cerca de 20 mil milhões de euros, para a economia e criar 30 mil postos de trabalho permanentes até 2030.

O ministro da Cultura e Informação, Awwad bin Saleh Alawwad, citado pela Reuters, afirma que "abrir os cinemas vai funcionar com um catalisador para o crescimento económico e para a diversificação". "Ao desenvolvermos um sector cultural mais amplo, vamos criar novos postos de trabalho e oportunidades de formação, bem como enriquecer as opções de entretenimento no reino", acrescentou.

A abertura dos cinemas é mais uma medida que está a ser desenvolvida com o cunho do príncipe herdeiro Mohammed bin Salman. Com as reformas desenvolvidas pelo príncipe, muitas das restrições existentes no país têm sido aliviadas. Uma das mais faladas é que as mulheres vão poder conduzir.

Foi ordenado em Setembro deste ano que fosse "permitido entregar cartas de condução às mulheres na Arábia Saudita". Assim, as mulheres sauditas terão direito a possuir carta de condução a partir de Junho do próximo ano, referiu na altura a agência Saudi Press, citando um decreto real.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
Saber mais e Alertas
pub