Américas 638 interessadas na construção do muro entre o México e os EUA

638 interessadas na construção do muro entre o México e os EUA

O muro entre os EUA e o México terá nove metros de altura, será construído todo em cimento e já tem mais de 600 empresas interessadas na sua exploração.
638 interessadas na construção do muro entre o México e os EUA
reuters
Negócios 14 de março de 2017 às 16:07
São mais de 600 as empresas que se mostraram interessadas em participar na construção daquele que já é considerado um símbolo do presidente Donald Trump. Segundo o que foi comunicado pelo Governo norte-americano a todas as empresas que estão na corrida pela concessão do muro entre os EUA e o México, este terá de ter nove metros de altura e deverá ser construído todo em cimento.
 
O projecto ainda é embrionário mas, se cumprirem os objectivos propostos até aqui, este será um dos maiores muros fronteiriços da América do Norte (visto que a maioria tem apenas três metros). No entanto, este não cumprirá a promessa feita por Trump ao longo da sua campanha, estando longe dos 16 metros de cimento que o presidente anunciou.

Até esta segunda-feira, 13 de Março, registaram-se um total de 638 empresas interessadas na licitação de secções da infra-estrutura, conforme avança o El País. Das 638 empresas, quatro têm a sua sede presente no México, na África do Sul, na Irlanda e na Alemanha. A admissão das propostas é gerida pela Alfândega e Protecção Fronteiriça dos EUA, a qual se encontra integrada no Departamento de Segurança Interna.  

Na descrição do projecto de construção, apesar de não ser revelado o custo da obra, nem a data prevista para a mesma se iniciar, é referido que se esperam "estruturas de cimento com mais de 30 pés de altura, que cumpram os requisitos estéticos anti-escalada e de resistência a danificações", avança o El País.

No entanto, a construção do muro depara-se, desde já, com alguns inconvenientes.

A fronteira entre os EUA e o México tem cerca de 3.100 quilómetros de comprimento, sendo que apenas mil têm uma estrutura levantada entre os dois países e, por isso, Donald Trump prometeu que completaria o muro antes de 2021. Contudo, muitas das zonas da fronteira com o México são separadas por "barreiras" naturais, como é o caso do rio Grande.

Não obstante, o presidente norte-americano só poderá avançar após o Congresso aprovar a construção do muro com os "fundos já existentes" do Departamento de Segurança Interna, algo que não está garantido. O Departamento de Segurança estima que erguer o muro poderá custar cerca de 21.600 milhões de dólares (20.226 milhões de euros), tendo em conta o documento interno publicado pela agência Reuters no início de Fevereiro. Porém, Trump garantiu que o muro custaria metade do preço estimado pela agência, sendo que o Governo conta somente com 20 milhões de dólares (aproximadamente 19 milhões de euros) de "fundos existentes" para destinar a essa construção.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar