Impostos 88% dos quase 10 mil milhões que escaparam ao fisco são do BES

88% dos quase 10 mil milhões que escaparam ao fisco são do BES

As declarações de transferências para offshores cuja informação escapou aos serviços do fisco dizem respeito a pelo menos 14 bancos, mas 88% do valor é do BES/Novo Banco.
88% dos quase 10 mil milhões que escaparam ao fisco são do BES
Pedro Elias
Negócios 09 de março de 2017 às 15:52

As vinte declarações bancárias sobre transferências para offshores que não foram devidamente fiscalizadas pelo fisco dizem respeito a 14 bancos, entre instituições grandes e pequenas.

A informação, apurada junto de uma fonte do fisco não identificada, é avançada pelo jornal electrónico Eco, que acrescenta que 88% dos 9.733 milhões de euros que escaparam ao controlo do fisco dizem respeito ao BES e ao Novo Banco.

Na semana passada, na comissão de orçamento e Finanças, o PS já tinha ligado 80% das operações sob suspeita ao Banco Espírito Santo.

Em causa estão informações submetidas em 2014, 2015 e 2018. Nas quatro operações em causa ficaram por ler, por erro informático, 8.581 milhões de euros, um valor que corresponde 11 mil operações.

O secretário de Estado da Administração Fiscal, Rocha Andrade, bem como o seu antecessor, Paulo Núncio, e a directora-geral da Autoridade Tributária, Helena Borges (na foto) apontaram para um "erro informático" que terá impedido a correcta leitura da informação enviada pelos bancos.




A sua opinião12
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 13.03.2017

País com a 5ª dívida a nível mundial e um dos mais corruptos,daí não causa surpresa tudo o que possa acontecer.

Sergio Parreira 10.03.2017

So para dizer que até ver não se fala em dinheiro ilegal. Mesmo tendo o DDT ao barulho.

Camponio da beira 10.03.2017

Por isso é que agora vão apertar com os restaurantes e senhorios.

Anónimo 10.03.2017

Quando cheira a esquerda; o capital foge; e ninguem ninguem o consegue segurar!

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub