Impostos  Alojamento local vai pagar IRS e IRC sobre 35% das rendas

Alojamento local vai pagar IRS e IRC sobre 35% das rendas

Empresários do alojamento local que tenham optado pelo regime simplificado de tributação vão ver englobados 35% das rendas, contra os 15% actuais, mas abaixo dos 75% que chegaram a ser noticiados. Coeficientes mudam no IRS e no IRC.
 Alojamento local vai pagar IRS e IRC sobre 35% das rendas
Bloomberg

Quem arrenda casas a turistas – e declara as rendas – vai sofrer um agravamento de tributação. A proposta de Orçamento do Estado para 2017 prevê que sejam englobados 35% dos rendimentos para efeitos de IRS e de IRC, contra os 15% actuais, fazendo com que a matéria colectável aumente cerca de 20 pontos percentuais, confirmou ao Negócios fonte governamental. O objectivo é corrigir o hiato entre os impostos suportados por estes senhorios e os que colocam os imóveis no arrendamento tradicional, como o Negócios noticiou ainda em Junho, mas, ainda assim, as diferenças continuarão a ser a ser grandes.

Estes 35% são substancialmente inferiores à taxa de 75% que esta quinta-feira foi avançada pelo jornal Público, com base numa versão preliminar, e aplicam-se aos senhorios que optaram pelo regime simplificado de tributação, quer em IRS, quer em IRC (para quem contabilidade organizada, nada muda).

Assim um senhorio que, por hipótese, tenha 10.000 euros de rendas, terá de englobar no seu IRS 3.500 euros (os restantes 6.500 euros são considerados custos), sendo este valor somado ao resto dos rendimentos e sujeitos às taxas normais de IVA.

Alternativamente, a proposta de Orçamento do Estado também deverá permitir aos senhorios que agora são obrigados a registar-se como empresários a optarem por ser tributados na categoria F, isto é, a verem os seus rendimentos tratados como rendimentos prediais (o que implica pagarem 28% sobre a totalidade das rendas ou serem englobados no IRS).

 

Alojamento local ou tradicional: quais as diferenças?

Actualmente, quem avançar para o alojamento local tem de registar-se na categoria B do IRS, onde estão os rendimentos da actividade empresarial, e, se optar pelo regime simplificado, apenas vê considerados 15% do total de proveitos que tiver (simplificadamente, 15% de todas rendas – um valor que agora sobe para 35%). O resto considera-se custos da actividade.

Já um senhorio tradicional tem duas opções: tratar as rendas como rendimentos prediais e, nesta sede, pagar 28% sobre as rendas líquidas ou, indo para a categoria B do IRS, engloba as rendas por 95% do seu valor, mas líquidas de algumas despesas de manutenção e de alguns impostos. 


As diferenças são igualmente assinaláveis no IRC, onde uma empresa que arrende um imóvel no modelo tradicional vê englobadas 100% das rendas liquidas para efeitos de imposto, enquanto se arrendar a turistas apenas tem de englobar 4% das rendas brutas (que agora sobe para 35%). 




A sua opinião42
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Pedro Moreno Gomes Há 3 semanas

Está bonito está. Os impostos não param e tudo o que estava a ajudar a economia (mais turistas, rentabilizar casas muitas delas sem uso, mais consumo) tem de se travar. Vamos por um lindo caminho.

comentários mais recentes
Jacob Phelps Há 1 dia

Como se isso resolve se alguma coisa, toda a gente sabe que a maioria dos AL que estão legalizados , trabalham na ilegalidade, grande maioria dos AL já nem precisa de plantaformas para angariar visitantes , já tem os seus clientes habituais e a esses é tudo pela porta do cavalo

Anónimo Há 3 semanas

Para a anónimo que diz que 'Acho bem':
Sabe que o aumento de 130% no imposto é para quem tem o apartamento registado?
E que quem tem o apartamento registado em Lisboa paga 5 vezes mais taxas e taxinhas através da conta da água?
E que paga a água ao triplo do valor de qualquer outro apartamento ou moradia?
Que tem obrigações fiscais ao nivel de IVA, e IRS? Ou seja paga IVA e paga IRS?
Que tem que pagar Segurança Social?
Que tem que cobrar Taxa Municipal Turistica, e liquidá- la à CMC.?
Tem a obrigação acessória de comunicar ao SEF qualquer entrada e posterior saída de hóspedes do apartamento?
Que tem que cumprir um conjunto de requisitos de segurança ( e investir nos mesmos )?
Que investiu em obras, móveis, roupas de casa, decoraçào, electrodomesticos, que somam milhares ou dezenas de milhares de Euros, e que tem MESMO que fazer contas todos os meses para pagar empréstimos contraídos para pagar esse investimento?
( Isto para não falar daqueles que usaram todas as suas economias para comprar um apartamento e que precisam de ter o retorno desse dinheiro )
Que tem que pagar as contas das limpezas, check-in/ check-out, água, electricidade, gás, televisão, internet?
Que tem que pagar comissão aos sites entre 3% a 15% sobre o valor de cada estadias? Que paga 23% de IVA sobre essas comissões?
Que é fiscalizado pela Asae?
Que é fiscalizado pela Autoridade Tributária?
Que o regime fiscal onde o Alojamento Local se insere é o mesmo dos Hoteis, Apartamentos Túristicos, Empreendimentos Turisticos, Turismo Rural, por aí fora?
O senhor/ senhora deveria considerar tudo isto antes de dizer que 'acha bem', pois quem recebe hóspedes em apartamentos ou moradias que não estão registados, não est-ao obrigados a nada do que acima referi, estando a praticar um conjunto de crimes fiscais, e a contribuir para a economia paralela.
E mais: sabe- se de denúncias feitas à Asae e à Autoridade Tributária, sobre esses apartamentos e moradias 'paralelos', e nada lhes aconteceu...
Acha isto tudo bem ?

1 SÓ PAFAS 1000 NIKS Há 3 semanas

EIS AQUI O AVENÇADO DA PAFAS SOB 1000 NIKS A DEBITAR PROPAGANDA INTRUJONA-AHAHAHA


É SEMPRE O MESMO IP - CUIDADO COM O CA-NALHA

1 SÓ PAFAS 1000 NIKS Há 3 semanas

EIS AQUI O AVENÇADO DA PAFAS SOB 1000 NIKS A DEBITAR PROPAGANDA INTRUJONA-AHAHAHA


É SEMPRE O MESMO IP - CUIDADO COM O CA-NALHA

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub