Ásia A caminho da mega-metrópole, China investe mais de 34 mil milhões na ferrovia

A caminho da mega-metrópole, China investe mais de 34 mil milhões na ferrovia

A construção das nove linhas ferroviárias numa extensão superior a mil quilómetros deve estar concluída até 2020.
A caminho da mega-metrópole, China investe mais de 34 mil milhões na ferrovia
Lusa 29 de Novembro de 2016 às 07:23
A China aprovou a expansão das ligações ferroviárias entre Pequim, Tianjin e a província de Hebei, num plano avaliado em 247 mil milhões de yuan (34 mil milhões de euros), visando criar uma "mega metrópole".

O projecto consiste em nove linhas ferroviárias, com uma extensão combinada de 1.100 quilómetros, detalhou a Comissão Nacional de Reforma e Desenvolvimento (NDRC), o organismo máximo chinês encarregado da planificação económica.

A construção deve estar concluída até 2020.

O projecto faz parte de um plano do Governo chinês para criar um centro urbano com cerca de 212 mil quilómetros quadrados - mais do dobro do território de Portugal continental - e 110 milhões de habitantes.

Pequim, a cidade portuária de Tianjin e a província de Hebei, que confina com ambas, seriam assim incorporadas numa mega metrópole designada Jing-Jin-Ji.

O objectivo é resolver o problema de sobrelotação da capital chinesa e criar um pólo económico que compita com Xangai, o centro financeira da China, e Guangdong, província industrial no sul do país.

O plano inclui ainda a construção de uma rede de autoestradas e a expansão da rede de metropolitano de Pequim, que já é uma das mais extensas do mundo, com 18 linhas com quase 600 quilómetros - a distância de Lisboa ao Porto.



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Miguel Há 5 dias

Não estava a par do facto de as placas tectónicas se terem afastado de tal modo que a distância entre Lisboa e Porto subiu para o dobro... Felizmente... É deixá-los lá longe...

Anónimo Há 5 dias

The sleeper has awakened!

Se Trump ficar na presidência por 2 mandatos vamos ver a China a ultrapassar os EUA nos próximos 10 anos!

Aconselho a quem tiver crianças começar a coloca-las a aprender chinês.
;-)

Ciifrão Há 6 dias

A China vai ser maior que o resto do mundo, o resultado da escravatura viabilizada pelo partido único de inspiração comunista. Uma sociedade sem exemplos no passado que não se sabe onde vai terminar.

pub