Economia A semana em cinco minutos: Houve notícias além do Orçamento? Claro que sim

A semana em cinco minutos: Houve notícias além do Orçamento? Claro que sim

O Orçamento do Estado dominou a actualidade.. Mas houve mais. Por exemplo, continua o braço-de-ferro entre o BPI e Isabel dos Santos, os hotéis Tivoli passaram para mãos tailandesas e José Veiga foi detido. É ler.
Negócios 06 de Fevereiro de 2016 às 09:30

SEGUNDA-FEIRA, 1 FEVEREIRO

 

Quatro anos depois o BCP voltou aos lucros. O BCP apresentou um lucro de 235,3 milhões de euros, regressando assim aos lucros anuais após quatro anos de prejuízos. Segundo comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, o lucro do banco liderado por Nuno Amado foi de 235,3 milhões de euros em 2014, quando, no ano anterior, havia sido registado um prejuízo de 226,6 milhões. Apesar do lucro anual, no quarto trimestre, o resultado foi negativo. "Pela primeira vez ao fim de muitos anos", como frisou Nuno Amado, a actividade nacional deu um contributo positivo para o banco, tendo passado de uma perda de 387,3 milhões de euros em 2014 para 44,2 milhões de lucro em 2015. Já a actividade internacional viu o seu contributo descer 3,7%, com a venda de uma posição de 15% no banco na Polónia. 

O líder do BCP, Nuno Amado, salientou o contributo positivo dado pela actividade nacional.
O líder do BCP, Nuno Amado, salientou o contributo positivo dado pela actividade nacional.
Bruno Simão/Negócios

O Orçamento da discórdia aqueceu o debate político. O debate em torno do Orçamento para 2016 continua a dominar a actualidade política, nesta segunda-feira, 1 de Fevereiro, com trocas de acusação à mistura. A Comissão Europeia, através de Annika Breidthardt, porta-voz para os Assuntos Económicos, diz que ainda há "grandes diferenças" entre Bruxelas e o Governo e que as partes continuam a trabalhar para aproximar posições. O PSD, através do seu vice-presidente, Marco António Costa, afirma que o Orçamento do Estado para 2016 é "um documento completamente morto na sua credibilidade técnica e política". O Governo está "emparedado entre um acordo que estabeleceu à esquerda", que "visou a conquista do poder a todo o custo" e "as responsabilidades que terão de ser assumidas para manter o equilíbrio orçamental", acrescentou. Em resposta, João Galamba, porta-voz e membro do Secretariado Nacional do PS, acusou o PSD de estar a comportar-se no processo de negociação entre Portugal e a Comissão Europeia "como se quisesse fazer o mal e a caramunha". "Neste momento, o cerne da questão é apenas um, não o valor do défice, não a credibilidade do Orçamento, mas sim, e apenas, o ajustamento estrutural que o Governo de PSD e CDS-PP mostraram ser incapazes de fazer. Pior do que isso, não apenas não o fizeram, como apresentaram em Bruxelas como estruturais e permanentes cortes de salários, pensões e sobretaxa sobre o IRS  que sempre disseram aos portugueses tratar-se de medidas excepcionais e temporárias", sustentou o dirigente socialista.


Tailandeses compram hotéis Tivoli. O grupo tailandês Minor fechou a aquisição dos hotéis Tivoli. O valor global da compra aproxima-se de 290 milhões de euros, entre a absorção do passivo e os negócios já adquiridos à empresa do antigo Grupo Espírito Santo. Fecha-se, assim, uma operação no âmbito de um Processo Especial de Revitalização (onde há negociação directa com credores para evitar a insolvência). O grupo tailandês já tinha olhado para a operação no final de 2013, segundo foi noticiado, mas a crise em sociedades de topo do Grupo Espírito Santo, que detinham as participações no Tivoli, impediu que a operação se concretizasse.

O grupo MInor é o novo dono dos hotéis Tivoli.
O grupo MInor é o novo dono dos hotéis Tivoli.

Aumentos de 150% na ANAC surpreendem Governo. O Ministério do Planeamento e Infra-estruturas diz-se "surpreendido" pelo aumento salarial de cerca de 150% que a administração da Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) teve em Outubro, disse fonte oficial ao Negócios, adiantando que o gabinete de Pedro Marques está agora a "analisar a situação". Segundo a edição de segunda-feira do JN, a decisão, que foi tomada em Outubro pelo Governo de Passos Coelho, elevou a remuneração mensal do presidente ANAC, Luís Ribeiro, de 6.030 euros para 16.075 euros, o salário do vice-presidente Carlos Seruca Salgado de 5.499 euros para 14.468 euros e o da vogal Lígia Fonseca de 5.141 euros para 12.860 euros.


Mega-negócio na indústria farmacêutica. A farmacêutica norte-americana Abbott anunciou esta segunda-feira, 1 de Fevereiro, a compra da empresa de diagnósticos Alere, um negócio avaliado em 5.800 milhões de dólares (5.300 milhões de euros) e que deverá tornar a Abbott em líder mundial de diagnósticos em ambiente de tratamento na área da saúde. Segundo a empresa, a compra levará a facturação deste segmento de actividade a mais de 6.430 milhões de euros, além de permitir a entrada da companhia em novos canais e zonas geográficas.


Guardiola vai treinar o Manchester City. Pep Guardiola, actual treinador do Bayern Munique, vai orientar o Manchester City nas próximas três épocas, substituindo no fim da actual o chileno Manuel Pellegrini, anunciou o clube inglês esta segunda-feira, através do seu site oficial. A equipa inglesa adianta que Guardiola assinou contrato por três temporadas, considerando que a negociação para a contratação do técnico espanhol foi o "retomar de um processo que foi abortado em 2012", depois de o treinador ter saído do FC Barcelona.

O catalão deixa o Bayern Munique no fim da época para treinar o Manchester City.
O catalão deixa o Bayern Munique no fim da época para treinar o Manchester City.
Getty Images


Tata muda nome de carro por causa do vírus zika. A Tata Motors poderá vir a mudar o nome do seu mais recente modelo, o Zika, devido à proliferação do vírus com a mesma denominação, que se suspeita ser o causador de milhares de casos de microcefalia em bebés, sobretudo no Brasil e Colômbia. "A decisão quanto ao nome do nosso carro surgiu há muitos meses, quando não podíamos adivinhar nenhum dos recentes acontecimentos. Face aos desenvolvimentos actuais, estamos a avaliar a situação. Mas ainda não temos um calendário sobre quando poderá ser anunciada uma decisão", explicou uma porta-voz da fabricante automóvel indiana esta segunda-feira, 1 de Fevereiro, ao The Guardian.

 

 

TERÇA-FEIRA, 2 FEVEREIRO

 

Bruxelas pede mais medidas para aprovar Orçamento. O Governo já avançou com propostas para ir de encontro às pretensões da Comissão Europeia. Bruxelas quer um esforço maior e pediu mais medidas até sexta-feira. Foi essa a mensagem deixada pelo vice-presidente Valdis Dombrovskis, após a reunião semanal do colégio de comissários da Comissão Europeia (CE). "Já nos chegaram algumas propostas" de revisão do esboço do Orçamento, mas "são necessárias medidas adicionais para garantir que Portugal não ficará numa situação de grave incumprimento" do PEC, disse Dombrovskis.

O vice-presidente da Comissão Europeia, Vladis Dombrovskis, exigiu "medidas adicionais" a Portugal.
O vice-presidente da Comissão Europeia, Vladis Dombrovskis, exigiu "medidas adicionais" a Portugal.
Bloomberg

 

Portugal foi o terceiro país onde desemprego mais desceu. Portugal foi o terceiro país da União Europeia onde o desemprego mais baixou no último ano, revela o Eurostat. A taxa situou-se nos 11,8% em Dezembro, face aos 13,6% registados um ano antes. Só em Espanha e na Eslováquia a queda foi maior. A taxa portuguesa continua a ser a quinta mais elevada da Europa. Na Zona Euro, a taxa de desemprego ajustada de sazonalidade foi de 10,4% em Dezembro de 2015, numa quebra de um ponto em termos homólogos, e numa ligeira redução em cadeia. Na União Europeia foi de 9%.

 

Rei convida Pedro Sánchez a formar Governo. Felipe VI convocou o presidente do Congresso espanhol para lhe comunicar que vai propor que o secretário-geral do PSOE se apresente para tentar formar Governo. Uma decisão tomada depois da segunda ronda de audições aos partidos. Pedro Sánchez já tinha manifestado ao rei a sua disponibilidade, caso Mariano Rajoy, primeiro-ministro em funções, recusasse essa responsabilidade. Pedro Sánchez não adiantou qual seria o figurino desse governo, prometendo apenas falar com "todas as forças políticas, da direita à esquerda". Sanchéz vai tentar uma solução à portuguesa.

 

As cedências da UE para manter o Reino Unido. A principal arma de David Cameron para evitar uma vitória dos que defendem a saída do Reino Unido da União Europeia foi conhecida. Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, fez circular o texto do acordo que vai ser proposto a Londres e que acomoda as pretensões britânicas de maior autonomia. Os cidadãos de outros países da União Europeia que forem trabalhar para o Reino Unido só terão direito aos apoios sociais ao fim de quatro anos. Londres fica ainda com a faculdade de travar a aplicação de legislação no domínio financeiro, de forma a proteger a City. O Reino Unido também não terá de entrar no financiamento de futuros resgates a bancos ou do euro. O texto explicita, preto no branco, que o Reino Unido não está disponível para aprofundar uma cedência de soberania em nome de uma maior integração:"É reconhecido que o Reino Unido não está comprometido com uma maior integração política com a União Europeia".

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, revelou as cedências de Bruxelas para manter o Reino Unido na União Europeia.
O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, revelou as cedências de Bruxelas para manter o Reino Unido na União Europeia.
Reuters

 

Douro Azul vende 37,5 milhões em obrigações. O grupo turístico Douro Azul, que esteve às portas da bolsa há uns anos, chegou finalmente ao mercado de capitais através da emissão de um empréstimo obrigacionista da Mystic Invest, "holding" pessoal de Mário Ferreira que agrega todos os negócios do empresário. A Mystic emitiu 37,5 milhões de euros em obrigações, com uma maturidade de sete anos, que serão admitidos à negociação em bolsa, no segmento EasyNext.

 

Ted Cruz e Bernie Sanders surpreendem no Iowa. A primeira prova para a escolha dos candidatos às presidenciais do Reino Unido foi ganha por Ted Cruz, do lado do partido republicano, com o senador do Texas a conseguir 28% dos votos, contra 24% de Donald Trump. Marco Rubio, senador da Flórida, ficou em terceiro lugar com 23% dos votos. Entre os democratas, Bernie Sanders confirmou que é um sério concorrente, ao conseguir quase tantos delegados no "caucus" do Iowa como Hilary Clinton. A corrida segue no New Hampshire, com as primárias marcadas para dia 9.

Ted Cruz surpreendeu ao vencer Donald Trump.
Ted Cruz surpreendeu ao vencer Donald Trump.
Bloomberg

 

 

QUARTA-FEIRA, 3 FEVEREIRO

 

Costa garante que Orçamento será aprovado quinta-feira. Apesar de a Comissão Europeia garantir que persistem ainda divergências "significativas" entre Lisboa e Bruxelas sobre o esboço orçamental, o primeiro-ministro garante que o conselho de ministros aprovará já esta quinta-feira, 4 de Fevereiro, o Orçamento do Estado para 2016 e que será entregue sexta-feira no Parlamento. "Nós concluímos a parte que nos compete", disse o primeiro-ministro em declarações feitas em Évora, se deslocou no âmbito da assinatura de um contrato de investimento para a construção de uma fábrica naquela capital de distrito.


Cada filho vai valer desconto de 550 euros no IRS. Quem tem filhos vai passar a poder abater à sua colecta de IRS 550 euros por cada um. Esta dedução vem substituir o quociente familiar que foi introduzido na reforma do IRS, e incorpora a dedução de 325 euros que já actualmente está em vigor. Tal como o Negócios já tinha avançado, a proposta do Orçamento do Estado para 2016 deita por terra o quociente familiar criado pelo anterior Governo e substitui-a por uma dedução fixa por cada filho, independentemente do nível de rendimentos do agregado familiar.


José Veiga detido por suspeitas de corrupção. O empresário José Veiga, com ligações ao mundo do futebol, e Paulo Santana Lopes (irmão do ex-primeiro-ministro Pedro Santana Lopes), além de uma advogada, foram detidos pela Polícia Judiciária. São suspeitos de participação em crimes de corrupção no comércio internacional, branqueamento de capitais, tráfico de influências, participação económica em negócio e fraude fiscal. De acordo com o Correio da Manhã os indícios recolhidos pelas autoridades apontam para a passagem de "dezenas de milhões de euros com origem no Congo" pelas contas dos agora detidos.

José Veiga tinha comprado o Novo Banco Cabo Verde.
José Veiga tinha comprado o Novo Banco Cabo Verde.


Regulador das telecomunicações quer ofertas "low-cost". A Anacom, regulador do sector de telecomunicações, reuniu-se com as operadoras para sugerir o lançamento de ofertas mais competitivas no mercado. "Uma das deficiências que temos é não haver uma oferta 'low cost'. Mas muitos consumidores gostariam de ter uma alternativa mais barata", como um pacote de serviços com menos canais e com acesso à internet mais limitado mas a um preço inferior", explicou a presidente da Anacom, Fátima Barros, no Parlamento. "Estamos a ter negociações com os operadores. E estamos no bom caminho para que isso venha a acontecer", apontou.


Chineses vão patrocinar a segunda liga. É oficial: a partir da próxima época a segunda liga de futebol vai passar a ser patrocinada pela multinacional chinesa Ledman. A proposta apresentada pelo presidente da Liga, Pedro Proença, foi aprovada esta quarta-feira, 3 de Fevereiro, pela direcção da entidade. De acordo com um comunicado publicado pela Liga no seu site, os membros da direcção acolheram "com agrado e muitos elogios a proposta". Apesar de não divulgar o valor do contrato, a Liga refere que "garante um patrocínio superior à soma dos dez anos anteriores da prova". Os pormenores do contrato, que gerou algumas críticas devido à hipótese de incluir uma taxa mínima de utilização de jogadores chineses, serão revelados numa conferência de imprensa, ainda sem data marcada.


Easyjet entra no negócio nos supermercados. A EasyJet entrou no sector dos supermercados com a abertura da easyFoodstore, um supermercado low-cost em que todos os produtos à venda podem ser comprados por apenas 25 pence (33 cêntimos). A primeira loja da easyFoddstore, que abriu em Londres, mais concretamente em North Circular Road, no Park Royal, mostra um conceito próximo dos antigos supermercados, em que o cliente parece estar num armazém de mercadorias. As prateleiras são bastantes simples, bem como a variedade de produtos que é algo limitada. Estão à venda 76 produtos diferentes, sendo que se um determinado cliente quiser comprar uma unidade de cada uma das 76 opções colocadas à venda, precisará de despender menos de 20 libras (26,4 euros).

A easyFoodstore vende 76 produtos diferentes, todos a 33 cêntimos.
A easyFoodstore vende 76 produtos diferentes, todos a 33 cêntimos.

 

 

QUINTA-FEIRA, 4 FEVEREIRO

 

Governo apresenta Orçamento. Depois de uma reunião do Conselho de Ministros que durou mais de seis horas, o Governo aprovou a proposta do Orçamento do Estado para 2016. O "ok" foi dado já depois de Carlos César, líder parlamentar do PS, ter anunciado que estavam terminadas as negociações técnicas com a Comissão Europeia sobre o Orçamento.

Carlos César anunciou o fim das negociações técnicas com Bruxelas a propósito do Orçamento.
Carlos César anunciou o fim das negociações técnicas com Bruxelas a propósito do Orçamento.
Miguel Baltazar

 

Comissão Europeia e FMI contrariam previsões do Governo. As previsões da Comissão Europeia e do Fundo Monetário Internacional para a economia portuguesa são bastante diferentes das apresentadas pelo Governo no esboço do Orçamento. Bruxelas aponta para um crescimento do PIB de 1,6%, Washington é ainda mais pessimista (1,4%), enquanto o Executivo de António Costa perspectiva uma expansão superior a 2%. No que diz respeito ao défice as diferenças também são assinaláveis. O Governo prevê uma descida do desequilíbrio das contas públicas de 2,6% do PIB, enquanto a Comissão Europeia e o FMI estimam que Portugal vai continuar em procedimento de défices excessivos (défice acima de 3%).  


CGD baixa prejuízos. A Caixa Geral de Depósitos fechou 2015 com um prejuízo de 171,5 milhões de euros, uma diminuição face ao registado no ano anterior (348 milhões de euros). A melhoria traduz a subida do produto bancário e a descida das imparidades, sendo que o presidente do banco estima o regresso aos lucros ao longo do actual exercício. O banco público gastou 65 milhões de euros no ano passado com a reforma antecipada de 311 trabalhadores, sendo que este programa de rescisões vai prosseguir. A gestão da CGD não se compromete com data para devolução da ajuda estatal e José de Matos não comenta a possível saída da instituição, mas orgulha-se do trabalho feito no banco estatal.

 

BPI volta a pedir desblindagem de estatutos. Na véspera da assembleia geral para votar a cisão dos activos africanos do banco, o BPI decidiu convocar uma nova reunião extraordinária de accionistas, desta vez para repetir a proposta de desblindagem de estatutos do banco. Uma ideia que já foi chumbada o ano passado por Isabel dos Santos e que deverá voltar a ser rejeitada pela empresária angolana, que classifica a decisão da gestão do BPI de "irresponsável". No comunicado onde anuncia a convocatória da AG, o BPI justifica a iniciativa com a necessidade de "dispor de todos os instrumentos possíveis para lidar com os desafios" que se colocam ao sector, sendo que entre eles está a "participação do banco em eventuais operações de concentração".

 

Portucel aumenta lucros. A Portucel fechou o exercício de 2015 com um resultado líquido de 196,4 milhões de euros, o que significa um aumento de 8,2% face ao ano anterior. A empresa de pasta e papel beneficiou com o volume de negócios recorde que obteve (+5,6% para 1.628 milhões de euros), bem como com o aumento de 18,7% no EBITDA, que atingiu 390 milhões de euros. A Portucel aumentou o investimento no ano passado, para 152,3 milhões de euros, quase triplicando o registado em 2014. 

Os lucros da Portucel, liderada por Diogo da Silveira, cresceram 8,2%.
Os lucros da Portucel, liderada por Diogo da Silveira, cresceram 8,2%.
Bruno Simão/Negócios

 

Tolerância ponto no Carnaval. O Governo vai conceder tolerância de ponto no dia de Carnaval, na próxima terça-feira, 9 de Fevereiro, quebrando com a prática do anterior Governo. Apesar de não ter existido qualquer comunicação oficial, a decisão terá sido tomada na reunião do Conselho de Ministros e o despacho assinado pelo primeiro-ministro. Desde 2012 que a administração central não tinha tolerância de ponto neste dia, por decisão do Governo de Passos Coelho.

SEXTA-FEIRA, 5 FEVEREIRO

Orçamento só com vencedores. O ministro das Finanças defendeu que o Governo saiu a ganhar com a revisão dos planos orçamentais, que reduziram a previsão de crescimento económico e que cortaram a meta do défice. Na apresentação do Orçamento do Estado para 2016, Mário Centeno declarou que "num acordo só há vencedores" e atirou culpas para o Executivo de Passos Coelho. "O que dificultou a negociação [com a Comissão Europeia]" foi a política fiscal do anterior Governo, disse o ministro, referindo-se a uma parte da receita fiscal que o Governo considera que foi antecipada para 2015 e que penalizou as contas de 2016. "Parte do esforço necessário" teve a ver com as decisões tomadas antes, afirmou. Conheça todas as medidas deste Orçamento e o modo como se vão reflectir nas empresas, nas famílias, nos pensionistas e na Função Pública no site do Negócios.

O que dificultou um acordo com Bruxelas foi a política fiscal do anterior Governo  afirmou Mário Centeno.
O que dificultou um acordo com Bruxelas foi a política fiscal do anterior Governo afirmou Mário Centeno.
Bruno Simão


Costa "particularmente satisfeito".
O primeiro-ministro, António Costa, manifestou-se "particularmente satisfeito" com a "boa notícia" de a Comissão Europeia ter aprovado o esboço de Orçamento de Estado para 2016, numa intervenção feita durante um seminário a decorrer em Berlim. "Tivemos uma boa notícia, a Comissão Europeia viabilizou e considera que há riscos. Mas não há orçamentos sem riscos, à governação compete evitar os riscos e reforçar a confiança", disse o primeiro-ministro. O governante manifestou-se "particularmente satisfeito" por o seu executivo ter demonstrado ser "possível mudar a página, seguir no euro e seguir uma governação responsável e uma visão para a Europa".


Chumbada a cisão dos activos africanos do BPI.
Os accionistas do BPI, reunidos em assembleia-geral no Porto, chumbaram a proposta da administração de cisão dos activos africanos. Isabel dos Santos foi a accionista que impediu a separação proposta por Ulrich. A operação visava dar resposta às exigências do Banco Central Europeu (BCE) para que o banco reduza a sua exposição a Angola. E o prazo limite para resolver o problema está cada vez mais próximo: 31 de Março. O presidente do BPI, Artur Silva, defendeu  na conferência de imprensa após a assembleia-geral, que a cisão era a solução "que melhor serve o futuro dos interesses dos BPI e do país". Já o CEO do banco, Fernando Ulrich disse, por sua vez, que "não houve um único argumento contra a cisão". Mário Leite Silva, representante de Isabel dos Santos no BPI, diz acreditar que ainda é possível um acordo. "Insistir na cisão simples é um erro, daí a disponibilidade da Santoro para buscar uma solução a contento de todas as partes". 



Publicidade de alimentos para menores com restrições. O Parlamento aprovou três projectos de lei que regulam e estabelecem restrições ao Código da Publicidade no que refere a alimentos para menores, na procura, por exemplo, de ser combatida a obesidade infantil. A publicidade a alimentos e bebidas com elevado teor de açúcar, gordura e sal a menos de 500 metros das escolas e os anúncios a estes produtos antes e depois de programas infantis ou juvenis serão alvo, a partir de agora, de mais restrições.

Libra vai sofrer se houver um "Brexit". Uma eventual saída do Reino Unido da União Europeia pode significar uma perda de até 20% do valor da libra esterlina nos mercados. A estimativa é do banco norte-americano Goldman Sachs, que avisa para as consequências negativas do "Brexit" na economia do país e na confiança dos investidores. "Uma interrupção total e abrupta das entradas de capital em resposta ao "Brexit" levaria a uma queda [da libra] de 15 a 20%", defendem analistas do banco numa nota enviada a clientes citada pela CNN.

Novo Banco vende parques de estacionamento. O Novo Banco vai vender à Empark Portugal o negócio de parques de estacionamento gerido pela EMSA – Empreendimentos e Exploração de Estacionamentos. A operação de concentração de duas empresas do sector da gestão de parques de estacionamento, a ESLI (do grupo Empark) e a EMSA já foi comunicada formalmente à Autoridade da Concorrência (AdC). A EMSA gere parques e zonas de estacionamentos em quatro cidades de Portugal: Fundão, Loures, Porto e Vila Nova de Gaia, através das empresas Emsway, EMSA Consequi e Parquegil. Os interessados nesta operação têm agora dez dias para remeter observações à AdC.

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub