Impostos A sua sobretaxa vai desaparecer em 2017?

A sua sobretaxa vai desaparecer em 2017?

O fim da sobretaxa extraordinária de IRS estava prometido para o final de 2016, mas o Governo admite agora “não cumprir o compromisso integralmente”. Quem se livra do imposto e quem continuará a ser sujeito a este sacrifício extraordinário?
A sua sobretaxa vai desaparecer em 2017?
Miguel Baltazar
Negócios 13 de Outubro de 2016 às 18:20
A prometida extinção da sobretaxa de IRS no final de 2016 poderá não se concretizar para todos os contribuintes. Na fase final da discussão da proposta de Orçamento do Estado para o próximo ano António Costa admitiu voltar atrás, para compensar o aumento da despesa com pensões, uma medida em relação à qual o PCP e o Bloco de Esquerda parecem manter-se intransigentes. 

As notícias ainda são escassas e mais raras ainda são as certezas - até porque, este ano, a proposta de Orçamento parece condenada a ficar rodeada de incógnitas praticamente até ao dia em que for votada na Assembleia da República. Mas, a concretizarem-se as notícias avançadas até ao momento, só quem se encontra no segundo escalão de IRS é que se livrará da sobretaxa em Janeiro. 


Estão neste escalão cerca de um milhão de agregados familiares com um rendimento colectável até 20 mil euros ao ano, segundo números disponibilizados há meses pelo Governo, e que actualmente suportam uma sobretaxa média de 71 euros ao ano.

 

Os escalões de rendimentos seguintes (o terceiro, quarto e quintos) serão para ir extinguindo progressivamente ao longo do ano. A ideia é que as taxas se vão reduzindo, de trimestre em trimestre, até ao seu desaparecimento, o que, a concretizar-se, não deixará de complicar a aplicação das taxas de retenção na fonte por parte das empresas ao longo do ano. 

Segundo a RTP, o cenário em cima da mesa é que o último escalão de IRS, para quem tem rendimentos colectáveis acima de 80 mil euros e onde estão cerca de 12 mil agregados a pagar 3,5%, só deixe de suportar este ónus em Outubro/Novembro de 2017. 




A sua opinião45
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Adelino Araújo Há 3 semanas

De que adianta descer ou acabar se vão surgir outras formas do governo buscar receita? Inacreditáveis estes políticos.

comentários mais recentes
Carlos Silva Há 3 semanas

Palavra dada...

Cardosao Há 3 semanas

Não passa de um aldrabão.Roubou o lugar ao PSD,para fazer pior , a esquerdalha de trazer por casa ,para ter tacho a reboque,tudo o que diiz não, agora diz sim.Com pelintrice deste calibre o futuro da nova geração nem chega a idososNós podemos ter a resolução na mão , é devolver a S.Bento o Cartão de Eleitor.Até parece que voltámos ao tempo do Estado Novo..

José Pato Há 3 semanas

Típico parasita

Elisabete VN Catarino Há 3 semanas

Tenho rendimento tão baixo que nem sequer cheguei a ter o privilégio de me descontarem sobretaxa... ;-)

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub