Economia Acesso das secretas a dados dos telemóveis chumbado por juízes

Acesso das secretas a dados dos telemóveis chumbado por juízes

O Conselho Superior da Magistratura chumbou novamente o projecto de lei que propõe o acesso a dados dos telemóveis pelos serviços de informação, conta o Diário de Notícias.
Acesso das secretas a dados dos telemóveis chumbado por juízes
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 19 de maio de 2017 às 09:35

O Conselho Superior da Magistratura (CSM) voltou a chumbar o projecto de lei do CDS para as secretas terem acesso a dados dos telemóveis. Segundo o parecer entregue ao Parlamento, citado pelo Diário de Notícias na edição desta sexta-feira, 19 de Maio, os juízes sublinham que a medida é "inconstitucional".

O CSM recorda que a Constituição da República não permite a "ingerência das autoridades públicas" no acesso a comunicações, excepto "nos casos previstos na lei em matéria de processo criminal".

No mesmo parecer relembra que já em 2015, durante o governo de Passos Coelho, uma medida legislativa semelhante tinha sido chumbada pelo Tribunal Constitucional.

No entanto, a Comissão de Fiscalização de Dados dos Sistema de Informações da república Portuguesa relembra que agora a decisão poderá ser diferente uma vez que houve mudanças no TC.

Os procuradores sublinham que em 2015 a proposta foi votada por sete juízes conselheiros, dos quais quatro já não fazem parte da actual composição do TC.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 19.05.2017

O CDS quer controlar à distância tudo o que a população faz. De fuma forma autoritária.
Felizmente, como Estado de Direito, ainda temos algumas salvaguardas que nos vão valendo... por enquanto.

pub