Conjuntura Actividade económica no euro desliza para mínimo de dois meses

Actividade económica no euro desliza para mínimo de dois meses

O sector dos serviços determinou um abrandamento na percepção da actividade económica na Zona Euro em Outubro, de acordo com a IHS Markit.
Actividade económica no euro desliza para mínimo de dois meses
Paulo Duarte
Paulo Zacarias Gomes 24 de outubro de 2017 às 10:10
A percepção dos gestores de compras sobre a actividade económica na Zona Euro terá descido mais do que o esperado no mês de Outubro na Zona Euro, revela o índice PMI da IHS Markit, conhecido esta terça-feira, 24 de Outubro.

Aquele índice (PMI) terá ficado este mês em 55,9 pontos, refere a leitura preliminar (ainda sujeita a revisão), contra 56,7 pontos verificados em Setembro e abaixo dos 56,5 pontos esperados pelos analistas auscultados pela Reuters. Valores acima de 50 pontos significam expansão da actividade.

A determinar o recuo terá estado um abrandamento no sector dos serviços - que, em conjunto com o manufactureiro, contribui para este índice compósito. Naquele caso, o valor desceu de 55,8 pontos para 54,9 pontos, um mínimo de dois meses à semelhança do que ocorreu com o compósito.

A área industrial acompanhou o sentimento de abrandamento - o índice para este sector passou de 59,2 pontos em Setembro para 58,7 pontos em Outubro.

"Embora o aumento da produção tenha abrandado ligeiramente, manteve-se forte e largamente em linha com a tendência a que estamos a assistir em 2017. (...) O aumento da actividade no sector industrial continuou a superar o dos serviços, ambos com aumentos ligeiramente mais fracos que no mês anterior," lê-se na nota da IHS Markit.

O índice compósito PMI é uma média ponderada dos índices de produção no sector manufactureiro e da actividade comercial do sector dos serviços, de acordo com inquéritos realizados pela IHS Markit junto dos empresários.

No índice de actividade comercial do sector dos serviços, o inquérito questiona se o nível de actividade da empresa está acima, igual ou abaixo ao do mês anterior.

O índice manufactureiro combina, de forma ponderada, cinco variáveis: novos pedidos, produção, emprego, tempo de entrega dos fornecedores e stocks de compras. 

Já o índice de produção do sector manufactureiro avalia se o nível de produção na empresa é igual, superior ou inferior ao de há um mês.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar