Saúde ADSE suspendeu reembolsos mas já os regularizou

ADSE suspendeu reembolsos mas já os regularizou

Director-geral justifica a suspensão com a transformação da ADSE num Instituto Público e garante que as verbas já estão todas regularizadas.
ADSE suspendeu reembolsos mas já os regularizou
Correio da Manhã
Catarina Almeida Pereira 24 de janeiro de 2017 às 17:08

A ADSE suspendeu durante algumas semanas o pagamento de 14 milhões de euros em reembolsos aos beneficiários, confirmou ao Negócios o director-geral.

Carlos Liberato Baptista, que indica que a questão foi hoje levantada pela SIC, já depois de ter sido abordada pelo jornal Sol, atribui os atrasos a todos os procedimentos necessários para transformar a ADSE num instituto público e garante que a última tranche já foi libertada.

Entre o final de Dezembro e o dia 18 de Janeiro o pagamento dos reembolsos foi suspenso, num montante total de 14 milhões de euros, um problema que atribui a toda a burocracia inerente à transformação da ADSE de direcção-geral em Instituto Público.

"Tivemos que criar contas na ESPAP, adoptar um número de contribuinte diferente, transferir o orçamento da DGO para o de um Instituto Público, abrir contas novas", justifica.

Segundo descreve, esta terça-feira, 24 de Janeiro, regularizou-se a última transferência de 3 milhões de euros, no último passo para regularizar um montante total de 14 milhões de euros.

A ADSE era uma direcção-geral mas foi transformada num Instituto Público com efeitos a partir de 1 de Janeiro.

Os esclarecimentos do director-geral da ADSE foram prestados a propósito das respostas enviadas pelo ministério da Saúde ao Parlamento sobre o aumento dos prazos de pagamento da ADSE e a eventual aplicação dos saldos em dívida pública.

Notícia corrigida às 18:27, explicando que em causa estão 14 milhões e não 18 milhões, como erradamente inicialmente se indicou.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado EUROPEU Há 22 horas

Ultimamente o tempo de espera dos reembolsos tem vindo sistematicamente a aumentar.
Ou é uma manobra para mascarar contas ou então é o reflexo das 35 horas e do aumento dos feriados.

comentários mais recentes
maria filomena freitas Há 5 dias

È pura mentira, estou há espera de um reembolso há mais de cinco meses. O respetivo recibo não se encontra sequer na minha conta corrente. Reclamei, enviei fotocópia de recibo e comprovativo de entrega, e nada. È de lamentar e uma vergonha brincar com os beneficiários. Estou revoltada!!!!!!!!!!!

EUROPEU Há 22 horas

Ultimamente o tempo de espera dos reembolsos tem vindo sistematicamente a aumentar.
Ou é uma manobra para mascarar contas ou então é o reflexo das 35 horas e do aumento dos feriados.

Anónimo Há 23 horas

Ainda tenho despesas em 2016 e algumas de 2017 em processamento. Será que demoram muito tempo a reembolsar?

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub