Impostos Agricultores têm mais tempo para entregar declaração de início de actividade

Agricultores têm mais tempo para entregar declaração de início de actividade

As Finanças decidiram alargar o prazo para os agricultores entregarem a declaração de início de actividade e de alterações. Em causa está o fim da isenção de IVA, que era aplicada aos agricultores e que Bruxelas “chumbou”.
Agricultores têm mais tempo para entregar declaração de início de actividade
Diogo Pinto/Correio da Manhã
Negócios 01 de Abril de 2013 às 16:51

Todos os agricultores, com actividade comercial, terão de estar registados nas Finanças a partir de 1 de Abril. Os agricultores, com rendimentos superiores a 10 mil euros anuais, passam a ser sujeitos ao IVA.

 

Estas alterações suscitaram, de acordo com a Lusa, muitas dúvidas e críticas. As Finanças deram mais tempo para os agricultores poderem regularizar a situação.

“O Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, emitiu hoje despacho em que determina que o prazo de entrega das declarações de início de actividade e de alterações por parte dos agricultores é prorrogado até 31 de maio de 2013, sem quaisquer acréscimos ou penalidades”, revela em comunicado.

 

“Afigura-se conveniente permitir um alargamento do prazo concedido para o enquadramento no regime geral de IVA aos agricultores que, à data de 31 de Dezembro de 2012, se encontravam abrangidos pelo referido regime de isenção. As declarações submetidas até 31 de maio de 2013 produzem os seus efeitos à data da entrada em vigor do novo regime, ou seja, 1 de Abril de 2013”, adianta a mesma fonte.




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 01.04.2013

Deixem ganhar mato e que venham os "qualificados Drs" trabalhar!!!

comentários mais recentes
Anónimo 02.04.2013

E o mais provável é que o Sr. TOC anónimo e responsável cobre os 120 € ao seu cliente agricultor, e nem recibo lhe passe, E depois o tal TOC anónimo está preocupado com o agricultor que tem meia duzia de molhos de grelos para vender na feira. Quando ele deixar de os ter para vender estes senhores vão comer é m...@.

Anónimo 02.04.2013

COMO DIZ UM LEITOR E SERIA CASO PARA RISO SE NAO FOSSEMOS NOS A PAGAR E O IMPOSTO AUTOMOVEL QUE A EUROPA MANDOU ACABAR JÁ A ALGUNS ANOS(MUITOS) ESTES LADROES PREFEREM PAGAR MULTAS AVULTADAS E NAO ACABAM COM ESTA POUCA VERGONHA ( I V S) LADROES NÃO TEM OUTRO NOME.

Tony do Beato 02.04.2013

è mais uma ideia de m*d deste Governo. Em vez de irem a procura da "paralela" andam a chatear os pequenos criadores de molhos de grelos...vão "pescar". Tanto chumbo que se estraga na caça....

Marius 02.04.2013

Isto é o pais agora a vender a sucata que ainda resta neste pais, pouca vergonha eu sou agricultor estou a encerrar actividade! Para manter os grupos enconomicos em bolsa e com grandes locros de acçoes (raçoes adubos etc) e os lavradores e familias na falencia.

ver mais comentários
pub