Banca & Finanças Aguiar Branco abre a porta a acesso aos SMS de Domingues e Centeno

Aguiar Branco abre a porta a acesso aos SMS de Domingues e Centeno

O presidente da comissão de inquérito sobre a contratação de António Domingues para a presidência da Caixa Geral de Depósitos (CGD) abriu esta terça-feira a porta a que os SMS trocados entre Mário Centeno e António Domingues possam ser utilizados pelos deputados.
Aguiar Branco abre a porta a acesso aos SMS de Domingues e Centeno
Pedro Elias
Marta Moitinho Oliveira 14 de março de 2017 às 17:35

Aos jornalistas, Aguiar Branco lembrou que a posição de impedimento no acesso a comunicações pessoais - que já foi invocada no Parlamento no passado - "não é pacífica" e recordou que o "pai da Constituição" defende o acesso aos SMS. 

 

O presidente da comissão falava aos jornalistas depois da tomada de posse da nova comissão de inquérito que quer apreciar os termos da contratação de Domingues para a Caixa, os termos da sua demissão e saída, bem como a responsabilidade do Governo na gestão da administração da Caixa.

 

Confrontado pelos jornalistas sobre o que decidirá se os partidos da direita entrarem com um pedido de acesso às comunicações pessoais trocada entre Domingues e Centeno, Aguiar Branco não quis assumir uma posição sobre o assunto, adiando a mesma para o momento em que isso se concretize. O que é expectável que aconteça, tendo em conta os avisos já feitos pelos partidos à direita e o facto de PSD e CDS já terem pedido estes dados na comissão à recapitalização da Caixa. Foi o chumbo da esquerda a este pedido que levou à criação de uma segunda comissão sobre a contratação de Domingues.

 

Apesar disso, Aguiar Branco não exclui que desta vez possa ser permitido o acesso aos dados. O deputado do PSD lembra que apesar de no passado o Parlamento ter impedido o acesso a comunicações pessoais, esta "é uma posição que não é hoje pacífica". 

 

Em declarações recentes, Jorge Miranda, o "pai da Constituição" - como Aguiar Branco lembrou - defendeu que estas "são comunicações no exercício de funções públicas, que afecta directa ou indirectamente o interesse público".

 

O presidente da comissão de inquérito rejeitou que os trabalhos da comissão fiquem concentrados apenas nos SMS. Esta comissão "não pode ficar com esse estigma".

 

Aguiar Branco negou ainda que a comissão fique focalizada em Mário Centeno.




A sua opinião8
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
LP 15.03.2017

Mas estes ainda vão. nos sms?

Anónimo 14.03.2017

Esta comissão só serve para os pafs se "auto-satisfazerem" . Podiam arranjar uns brinquedos ..

Anónimo 14.03.2017

PQ N CHAMAM TB O PORTAS E N SÓ P DIZER ALGUMA COISA SOBRE OS SUBMARINOS Q FICOU SEMPRE NA ORDEM DOS DEUSES? ENQUANTO OUTROS N ESTRANGEIRO FORAM PRESOS O N MENINO CONTINOU E CONTINUA POR CÁ A PASSEAR E A GOZAR C O ZÉ POVINHO Á GRANDE E Á FRANCESA. ESTES S UNS PARTIDOS MTº SÉRIOS. HAJA PACIÊNCIA.

Conselheiro de Trump 14.03.2017

Quando ja ninguem esperava,encontraram finalmente a CAIXA NEGRA da cx depenados desmorenada.Esperemos que ela ainda seja legivel para bem de todos.

ver mais comentários
pub