Economia António Borges: Falta de equidade leva a sentimentos de revolta

António Borges: Falta de equidade leva a sentimentos de revolta

Consultor do Governo defende que “não há uma divisão equitativa” dos sacrifícios em Portugal e que a impunidade é outros dos factores que revolta as pessoas
António Borges: Falta de equidade leva a sentimentos de revolta
Negócios 24 de fevereiro de 2013 às 15:34

O economista António Borges diz que é a distribuição pouca equitativa dos sacrifícios que está a motivar a revolta dos portugueses.

 

É aqui que a crise é mais injusta e penosa e leva a sentimentos de revolta, que todos devemos sentir, porque não uma há divisão equitativa das consequências e muitas vezes há muita impunidade”, disse o consultor do Governo para as privatizações.

 

Citado pela SIC numa conferência que decorreu Sábado em Castelo Branco, Borges acrescentou que “houve quem beneficiasse muito com esta política” que têm sido praticada em Portugal e não foram os mais pobres.