Conjuntura António Costa diz que Portugal tem recebido "boas notícias" da economia

António Costa diz que Portugal tem recebido "boas notícias" da economia

Segundo António Costa, "estas boas notícias têm de servir como incentivo para fazermos ainda mais e fazermos ainda melhor. E para não ficarmos, simplesmente, a olhar para trás, satisfeitos com o que tem acontecido."
António Costa diz que Portugal tem recebido "boas notícias" da economia
Miguel Baltazar
Lusa 17 de dezembro de 2016 às 18:06

O primeiro-ministro, António Costa, considerou este sábado, 17 de Dezembro, que o país tem recebido nos últimos dias "boas notícias" relacionadas com a economia e que o futuro de Portugal passa pelo aumento do investimento.

"Nós temos tido nos últimos meses, felizmente, boas notícias na economia. Nós temos estado a crescer mais, o desemprego tem vindo a diminuir, o emprego tem vindo a aumentar, temos exportado mais, temos hoje um défice menor, temos condições para reduzir a dívida", disse.

Segundo António Costa, "estas boas notícias têm de servir como incentivo para fazermos ainda mais e fazermos ainda melhor. E para não ficarmos, simplesmente, a olhar para trás, satisfeitos com o que tem acontecido, sem perceber que para continuar a acontecer bem temos de levar o país para a frente e, para isso, é absolutamente essencial aumentarmos o investimento".

António Costa falava em Ponte de Sor, no distrito de Portalegre, no decorrer da cerimónia de inauguração das obras de requalificação do Largo Marquês de Pombal, projecto que contou com um investimento superior a 376 mil euros, comparticipados por fundos comunitários.

O primeiro-ministro reiterou, ainda, que as autarquias "são as melhores parceiras" na execução dos fundos comunitários.

"Os municípios estão a fazer o seu trabalho e a aproveitar as oportunidades para mobilizar os fundos que a União Europeia põe ao serviço de Portugal, para poder fazer os investimentos que são necessários para melhorar as nossas terras", disse.

António Costa adiantou que o Orçamento de Estado para 2017 "prevê um aumento de 22% em investimento público", desde intervenções em mais de 90 escolas, centros de saúde, esquadras da PSP e GNR, e em três novos hospitais.


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 17.12.2016

Adorei ler esta notícia do Primeiro Ministro António Costa, mas sendo assim, adoraria ver as obras feitas no futuro próximo, porque confio bastante e, oxalá que não venha a ter nenhuma desilusão, porque outros do mesmo partido de quem eu apoio, já me deixaram bastante desiludido!

pub
pub
pub
pub