Mundo António Costa: Juramento de Guterres é um momento muito especial

António Costa: Juramento de Guterres é um momento muito especial

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou hoje em Nova Iorque que este é um dia muito especial, referindo-se ao juramento de António Guterres como secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU).
António Costa: Juramento de Guterres é um momento muito especial
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 12 de dezembro de 2016 às 16:01

Em declarações aos jornalistas, à entrada do hotel onde se encontra também o Presidente da República, António Costa referiu que os desafios de António Guterres vão ser grandes, mas sublinhou: "Maiores os desafios, maiores se revelam os homens".

 

António Costa aproveitou ainda para dizer que já deu os parabéns a Marcelo Rebelo de Sousa, que hoje completa 68 anos.

 

"Dei-lhe [os parabéns] logo pela hora de Lisboa", gracejou.

 

António Costa frisou que o mérito desta candidatura é, em primeiro lugar, de António Guterres, mas também da diplomacia portuguesa e do conjunto das forças políticas nacionais.

 

Questionado sobre qual vai ser o maior desafio do próximo secretário-geral das Nações Unidas, o primeiro-ministro salientou que o mandato de António Guterres acontecerá "num contexto internacional que vai ser muito exigente".

 

"O engenheiro Guterres gosta de desafios e, quantos maiores os desafios, maiores se revelam os homens, este mandato vai engrandecer ainda mais a imagem do engenheiro Guterres", afirmou.

 

O primeiro-ministro salientou ainda a coincidência da data deste juramento com o aniversário de Marcelo Rebelo de Sousa: "É bonito que coincida".

 

Questionado sobre a notícia do jornal Público segundo a qual o líder do PSD, Pedro Passos Coelho, teria tido acesso a relatórios sobre as imparidades da Caixa seis meses antes da sua divulgação, Costa considerou "não ser o momento adequado" para se pronunciar".

 

"Vamos concentrar-nos hoje nas notícias positivas, já temos várias: o juramento do engenheiro Guterres, o aniversário do Presidente da República, quem sabe uma boa notícia para o Ronaldo  logo à noite [pode ganhar a sua quarta Bola de Ouro], temos muito boas notícias, concentremo-nos nelas, do resto falamos em Lisboa", disse.

 

Hoje, desde as 10:00 em Nova Iorque (15:00 de Lisboa) na sede da ONU, na sala da Assembleia Geral, perante representantes dos 193 estados-membros, decorre a cerimónia na qual António Guterres prestará juramento como secretário-geral das Nações Unidas, na presença do Presidente da República e primeiro-ministro portugueses.

 

Ao final do dia, por volta das 18:00 locais, o Presidente da República oferece uma recepção para cerca de 800 pessoas na Sala de Jantar dos Delegados, também na sede da organização.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 12.12.2016


IGUALDADE PARA TODOS

Os cortes nas PENSÕES ATUAIS devem, obrigatoriamente, ser IGUAIS aos cortes nas PENSÕES FUTURAS!

comentários mais recentes
Anónimo 12.12.2016


Quanto custou o passeio turistico com almoço do Marcelo, do Costa e do Guterres, com os 800 convidados em NY? As restrições só são para o povo?quando tomam o poder são todos iguais.

Anónimo 12.12.2016


OS FP / CGA SÃO TODOS LADRÕES

O défice orçamental do OE 2017, é de 3016 milhões de Euros...

e o buraco anual das pensões dos FP / CGA em 2017, é de 4600 milhões de Euros.

CONCLUSÃO: SÓ EXISTE DÉFICE EM 2017, DEVIDO AO BURACO DA CGA!

Anónimo 12.12.2016


IGUALDADE PARA TODOS

Os cortes nas PENSÕES ATUAIS devem, obrigatoriamente, ser IGUAIS aos cortes nas PENSÕES FUTURAS!

Anónimo 12.12.2016

Para quem me ouve(le)gostaria de dizer que nao tenho inveja,sim NOJO,mas sobretudo pena de as pessoas serem levadas ao engano.RARO.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub