Política António Costa: "Passo a passo", Portugal tem vindo a recuperar esperança e confiança

António Costa: "Passo a passo", Portugal tem vindo a recuperar esperança e confiança

O secretário-geral do PS, António Costa, valorizou esta quarta-feira o trabalho desenvolvido no Governo nos últimos dois anos, sublinhando que "passo a passo" o país tem vindo a "recuperar a esperança e a confiança".
António Costa: "Passo a passo", Portugal tem vindo a recuperar esperança e confiança
Ricardo Castelo
Lusa 27 de setembro de 2017 às 23:33

"Felizmente, vivemos no país desde há dois anos uma lufada de ar fresco, um novo tempo em que as pessoas puderam recuperar a tranquilidade no seu dia-a-dia, as empresas puderam recuperar a confiança e a previsibilidade sobre o seu futuro, e passo a passo o país foi recuperando a esperança e confiança", advogou o chefe dos socialistas e líder do Governo.

 

António Costa falava na Maia, num jantar-comício de apoio ao candidato à autarquia local nas eleições de domingo, Francisco Vieira de Carvalho. "Estamos a meio do caminho, quando a Maia inicia um novo caminho", sublinhou o secretário-geral do PS, pedindo o "dois em um" no concelho: um novo autarca local na Maia e um reforço da "força da mudança" do PS iniciada há dois anos no país.

 

E concretizou: "E esse 'dois em um' é muito importante. Todos nós sabemos que a governação se faz a vários níveis. Um Governo para ter mais força para levar para a frente a sua estratégia de desenvolvimento precisa de reforçar os meios e competências das freguesias e dos municípios, porque juntos faremos mais e melhor".

 

Também esta noite, mas no Marco de Canavezes, Costa havia já apelado ao voto no PS no domingo para "dar força à mudança" que permitiu uma "lufada de ar fresco" no país, referindo-se ao executivo socialista apoiado parlamentarmente à esquerda.

 

"Foi possível restituir às famílias, empresários, juventude, a esperança e confiança de que havia um futuro possível no nosso país e melhor para todas as portuguesas e portugueses", sublinhou na ocasião António Costa.

 

Durante "muitos anos", a Câmara do Marco "foi acumulando dívidas e ficando numa situação difícil", e António Costa pediu às centenas de militantes e simpatizantes do PS um voto de confiança na candidata local, Cristina Vieira, para também ela "trazer uma lufada de ar fresco" ao município.




pub