Economia António Costa: Portas entre Brasil e Portugal já existem, mas precisam ser abertas

António Costa: Portas entre Brasil e Portugal já existem, mas precisam ser abertas

O primeiro-ministro, António Costa, disse esta quarta-feira num encontro com Fernando Pimentel, governador do estado brasileiro de Minas Gerais, que a boa relação entre o Brasil e Portugal precisa passar das palavras aos actos.
António Costa: Portas entre Brasil e Portugal já existem, mas precisam ser abertas
Lusa 02 de Novembro de 2016 às 20:21

"Há muitos anos dizemos que o Brasil é nossa porta de entrada para o Mercosul. No Brasil, também dizem que Portugal é uma porta de entrada para a União Europeia, mas as portas só são úteis quando são utilizadas. Acho que é hora de abrirmos estas portas", disse.

 

Costa, que participou num almoço com o governador mineiro em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, comentou que o sistema de mobilidade urbana baseado no uso de carros elétricos desenvolvido em parceira por instituições de Portugal e Brasil é um exemplo da relação futura que deve ser perseguida entre os dois países.

 

"Neste regresso de Brasília a Lisboa fiz questão de fazer uma presença [em Belo Horizonte]. Minas Gerais é o estado [do Brasil] onde a federação industrial deu passos mais significativos para passarmos das palavras aos atos dentro desta ideia de que Portugal é a porta de entrada [do Brasil] na União Europeia. Tais portas já existem, mas precisam ser abertas", salientou. 

 

Mais tarde, num encontro com empresários também na capital de Minas Gerais, o primeiro-ministro lembrou que hoje Portugal é o 40.º mercado do Brasil, ocupando o 38.º lugar na lista de seus principais fornecedores. Já o Brasil é o 10.º mercado e o 11.º fornecedor de Portugal.

 

"As relações económicas entre Brasil e Portugal intensificaram-se nos últimos anos, mas ainda estão muito aquém do que gostaríamos", disse.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado JCG Há 1 semana

Cuidado com o escancaramento de essas portas e janelas porque de um lado está um pequeno país com 1% do território e 5% da população do outro, o qual tem uma das maiores criminalidades do mundo. Onde se mata gente como quem esmaga formigas. Cuidado com a demagogia e a irresponsabilidade.

comentários mais recentes
??? Há 1 semana

Perderam as chaves?

Boy Podre Há 1 semana

Falta abrir as portas?

JCG Há 1 semana

Cuidado com o escancaramento de essas portas e janelas porque de um lado está um pequeno país com 1% do território e 5% da população do outro, o qual tem uma das maiores criminalidades do mundo. Onde se mata gente como quem esmaga formigas. Cuidado com a demagogia e a irresponsabilidade.

Anónimo Há 1 semana

Este tipo faz mesmo contratos a PRETO,veja-se o da caixa geral depenados.Maravilha este sujeito.

pub