Política António Guterres pede esforços de todos os venezuelanos

António Guterres pede esforços de todos os venezuelanos

O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu que "todos os venezuelanos" se esforcem para controlar a crise no país.
António Guterres pede esforços de todos os venezuelanos
Reuters
Negócios com Lusa 07 de agosto de 2017 às 22:59

"O secretário-geral da ONU está a seguir de perto os recentes desenvolvimentos na Venezuela. Neste momento crucial para o futuro do país, ele pede a todos os venezuelanos que façam todos os esforços possíveis para reduzir as tensões e que se envolvam nas negociações políticas", disse o porta-voz de António Guterres, Stephane Dujarric.

 

Na semana passada, foram realizadas eleições para formar uma Assembleia Constituinte no país. A eleição, convocada pelo Presidente Nicolás Maduro, teve como principal objectivo alterar a Constituição em vigor, nomeadamente os aspectos relacionados com as garantias de defesa e segurança da nação, entre outros pontos.

 

A oposição venezuelana acusa Nicolás Maduro de pretender usar a reforma para instaurar no país um regime cubano e perseguir, deter e calar as vozes dissidentes.

 

No sábado, a procuradora-geral da Venezuela, Luísa Ortega Díaz, foi destituída pelo Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela, por unanimidade, depois da audiência preliminar no processo que corre na justiça contra a magistrada.

 

Luisa Ortega Díaz é vista como uma ameaça ao governo de Nicolás Maduro por ter denunciado a ruptura constitucional no país. Os 545 membros da Assembleia Constituinte, que possui poderes especiais sobre outras instituições do Estado, aprovaram por unanimidade a destituição da magistrada, que fica também impedida de exercer qualquer outro cargo público.

 

Pelo menos 123 pessoas morreram na Venezuela, nos protestos violentos contra o Governo do Presidente Nicolás Maduro, que se intensificaram desde 1 de Abril último.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Camponio da beira Há 1 semana

Um miudo da 4 ª classe não diria melhor. Apoiado.

pub
pub
pub
pub