Função Pública As polémicas sobre o futuro da ADSE
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

As polémicas sobre o futuro da ADSE

É natural que na gestão de um subsistema com 1,2 milhões de beneficiários haja temas sensíveis. Pela ADSE, que se assume como “a segunda grande entidade financiadora de cuidados de saúde em Portugal”, logo a seguir ao SNS, passam mais de 500 milhões de euros por ano que envolvem os prestadores privados. As decisões tornaram-se mais discutidas desde o ano passado, com a criação do Conselho Geral e de Supervisão, onde estão representados beneficiários, sindicatos e reformados, além do Governo, e que volta a reunir-se já amanhã.
As polémicas sobre o futuro da ADSE
Bruno Colaço/Correio da Manhã
Catarina Almeida Pereira 14 de fevereiro de 2018 às 06:00

Abertura
Alargamento das inscrições a novos grupos
A ideia foi lançada numa nota de rodapé do relatório do orçamento do Estado

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Fpublico condenado a 48 anos trabalho/descontos Há 6 dias

todos iguais para trabalhar 48 anos.
eu não sou grunho e estou farto de sustentar ciganada e xulos

Camponio da beira Há 6 dias

O art 13 dfa Contiutuição diz que somos todos iguais, logo todos devia ter seg social ou todos Adse.

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub