Orçamento do Estado Assunção Cristas desafia Governo a antecipar entrega do Orçamento do Estado

Assunção Cristas desafia Governo a antecipar entrega do Orçamento do Estado

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, desafiou o Governo a apresentar o Orçamento do Estado na totalidade antes do limite de 15 de Outubro, para não estar a "fazer anúncios todos os dias, a conta-gotas".
Assunção Cristas desafia Governo a antecipar entrega do Orçamento do Estado
Lusa 18 de setembro de 2017 às 23:52

"O que desafiamos é que se o Governo quer ir por aí, então que apresente o desenho final do Orçamento do Estado. O dia 15 de Outubro é só uma data limite, pode ser apresentado o Orçamento em qualquer momento", afirmou Assunção Cristas esta segunda-feira, 18 de Setembro.

 

A líder centrista advertiu que se o Executivo "não tem capacidade para o apresentar antes, então, talvez fosse mais prudente não fazer anúncios todos os dias, a conta-gotas".

 

Assunção Cristas falava aos jornalistas no final de um jantar na União das Associações do Comércio e Serviços, em Lisboa, enquanto candidata à Câmara da capital da coligação "Pela Nossa Lisboa" (CDS-PP/MPT(PPM).

 

Referindo-se aos anúncios do ministro das Finanças sobre o desagravamento fiscal nos escalões de IRS, a presidente do CDS apontou que Mário Centeno disse que "será uma diminuição do IRS para todas as pessoas, mas em formato ainda a definir". "Como todos sabemos, os resultados e a eficácia das medidas está no seu detalhe e no seu desenho final", sustentou.

 

Para Assunção Cristas, "a forma de fazer política é com documentos, é com compromissos, é com projectos de lei". "O Governo tem esse instrumento que é o Orçamento do Estado, deverá apresentar no parlamento e, se o quiser fazer de forma clara e transparente, deverá ser quanto antes, porque promessas temo-las ouvido todos os anos", declarou.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Já não Há Mentira que Pegue Há 3 semanas

Não se vê Razão nenhuma para votar em outro Partido nas eleições, vê-se Todas as Razões para Votar no PS, 1º porque ninguém quer voltar a Trás, aos Saques do PSD e CDS,2º Acabar com a dependência do BE, já que o PSD se Auto Excluio das Soluções para Portugal, agarrados que estavam ao TACHO.

eleitor Há 3 dias

Oh.......Cristas , para de mandar postas de pescada ...não das conta que ninguém te liga ???????

Anónimo Há 4 dias

Está pior que a esquerdalhada do MRPP a querer saír do Euro... tenha calma, cautelas e caldos de galinha para evitar repetir o que o seu governo fez... apresentou 11 orçamentos rectificativos em 4 anos...

Anónimo Há 4 dias

A candidata do Coelho é tão má tão má que até esta badalhoca vai ficar à frente.

pub
pub
pub
pub