Mundo Ataque a mesquita no Sinai, no Egipto, fez pelo menos 270 mortos

Ataque a mesquita no Sinai, no Egipto, fez pelo menos 270 mortos

Pelo menos 270 pessoas morreram e 90 ficaram feridas num ataque contra uma mesquita na cidade de Al Arish, no norte da península do Sinai, nordeste do Egipto, segundo a Reuters, que cita a televisão estatal.
Ataque a mesquita no Sinai, no Egipto, fez pelo menos 270 mortos
Negócios com Lusa 24 de novembro de 2017 às 13:00
Os atacantes colocaram explosivos artesanais em volta da mesquita e fizeram-nos detonar quando os fiéis saíam da oração de sexta-feira, o dia sagrado dos muçulmanos, segundo fonte dos serviços de segurança.

Os atacantes também dispararam sobre os fiéis que fugiam.

Nenhum grupo reivindicou ainda a autoria do ataque, que é considerado pela Reuters como o mais mortífero na região onde, há três anos, as forças militares egípcias combatem a organização terrorista Daesh.

"Estavam a atirar sobre as pessoas enquanto elas deixavam a mesquita," disse um popular à Reuters. "Também estavam a alvejar as ambulâncias. 

(Notícia actualizada às 18:29 com mais informação)



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
eleitor Há 2 semanas

Esta Seita de assassinos nem os Muçulmanos respeita , têm de ser erradicados um por um sem direito a julgamento !