Economia Suspeito do ataque de Barcelona está morto

Suspeito do ataque de Barcelona está morto

Uma cidadã portuguesa de 74 anos é uma das 15 vítimas mortais dos ataques terroristas de ontem em Barcelona e Cambrils, que causaram 126 feridos. Há ainda uma portuguesa desaparecida. Cinco presumíveis terroristas foram abatidos e há quatro suspeitos detidos, nenhum com antecedentes terroristas.
Suspeito do ataque de Barcelona está morto
Reuters
Negócios 18 de agosto de 2017 às 08:33

18 de agosto de 2017 às 23:04 No tinc por!

18 de agosto de 2017 às 22:46 Justin Trudeau confirma um canadiano entre as vítimas mortais

18 de agosto de 2017 às 22:22 Explosão em Alcanar obrigou terroristas a passar a 'Plano B'

18 de agosto de 2017 às 22:00 Vítimas homenageadas

18 de agosto de 2017 às 21:54 Quarto terrorista procurado também está morto

18 de agosto de 2017 às 23:04
No tinc por!
No tinc por!

"No tinc por!" – não tenho medo! Foi este o grito, em uníssono, da multidão que hoje saiu às ruas em Espanha para cumprir um minuto de silêncio pelas vítimas do atentado de Barcelona.

As homenagens continuam, através de vigílias espontâneas, sobretudo nas Ramblas – a zona onde uma carrinha avançou ontem sobre a multidão de pessoas que ali passeava, provocando 15 mortos e mais de 100 feridos.

Aos poucos, vão sendo conhecidas as identidades das vítimas. Hoje foi avançado que uma portuguesa de 74 anos, que vivia em Lisboa, estava entre as que ontem perderam a vida. A sua neta, de 20 anos, está desaparecida. Soube-se esta noite que os pais da jovem foram chamados entretanto a Barcelona para reconhecimento de um corpo. Não há, contudo, qualquer indicação de que possa ser a jovem desaparecida.

O Negócios vai continuar a acompanhar este e outros temas que marcam a nossa actualidade. Continue a seguir-nos em http://www.jornaldenegocios.pt/

 

18 de agosto de 2017 às 22:46
Justin Trudeau confirma um canadiano entre as vítimas mortais

O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, confirmou que há cinco canadianos entre as vítimas do atentado de ontem em Barcelona: uma perdeu a vida e quatro ficaram feridas.



18 de agosto de 2017 às 22:22
Explosão em Alcanar obrigou terroristas a passar a 'Plano B'
Explosão em Alcanar obrigou terroristas a passar a 'Plano B'

O porta-voz da polícia catalã, Josep Lluis Trapero, confirmou que a explosão de quarta-feira à noite em Alcanar – e acaba de ser descoberto o corpo de um segundo terrorista na casa usada para a tentativa de fabrico dos engenhos explosivos – obrigou os atacantes a actuar desesperadamente.

No entender de Trapero, a explosão acidental gorou os planos dos terroristas, que preparavam um atentado de grande envergadura, tendo o ‘Plano B’ sido alugar a carrinha com a qual o condutor Moussa Oukabir – abatido horas depois em Cambrils – avançou sobre uma multidão em Barcelona.

Recorde-se que foram encontradas 106 botijas de gás butano nos escombros da casa que explodiu em Alcanar, bem como vestígios do explosivo TATP (conhecido como ‘mãe de Satanás’), habitual noutros atentados do Daesh na Europa. O TATP é de manuseamento sensível, já que exige determinadas temperaturas.

18 de agosto de 2017 às 22:00
Vítimas homenageadas

As vítimas do atentado de Barcelona foram homenageadas ao longo de todo o dia e neste momento decorre uma vigília em sua memória.





18 de agosto de 2017 às 21:54
Quarto terrorista procurado também está morto

Segundo a Europa Press, o único terrorista que ainda se procurava também morreu na troca de tiros na madrugada desta sexta-feira em Cambrils. Era Younes Abouyaaqoub, um jovem marroquino de 20 anos, residente em Ripoll (Girona).

A polícia tinha veiculado esta tarde que ainda procurava quatro terroristas, depois de indicar que um dos cinco abatidos em Cambrils era o condutor da carrinha que ontem em Barcelona avançou sobre uma multidão nas Ramblas.

Posteriormente, a polícia espanhola indicou que, desses quatro terroristas, três estavam entre os falecidos em Cambrils. E agora soube-se que o quarto jovem – os terroristas tinham entre os 17 e os 24 anos de idade – é o que faltava identificar de entre os cinco falecidos em Cambrils.

18 de agosto de 2017 às 21:47
61 vítimas ainda internadas

Permanecem hospitalizadas 61 vítimas, 17 delas em estado crítico e 25 em estado grave, segundo as mais recentes informações obtidas pela Cadena SER.

18 de agosto de 2017 às 21:44
Marcelo reitera solidariedade para com família portuguesa atingida

O Presidente da República voltou hoje a transmitir, citado pela Lusa, a sua solidariedade para com a família da portuguesa que morreu no ataque terrorista que ocorreu quinta-feira em Barcelona, sublinhando o "momento doloroso" por que está a passar.

"Queria exprimir a essa família, e já tive ocasião de o fazer, falei ao longo do dia, até há minutos, com um dos membros da família que foi de propósito a Barcelona neste momento doloroso e tive ocasião de lhe dizer o que está no coração de todos os portugueses, como nós o acompanhamos, a ele e a sua mulher, neste momento doloroso", afirmou o chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa, numa declaração aos jornalistas, no Algarve.

Uma portuguesa de 74 anos, que residia na área da Grande Lisboa, foi uma das 13 vítimas mortais do ataque terrorista que ocorreu na quinta-feira em Barcelona. Uma jovem de 20 anos, neta da mulher que morreu, está dada como desaparecida e sabe-se que já foi pedido aos pais que se deslocassem a Barcelona para identificarem um corpo.

18 de agosto de 2017 às 21:04
Pais da jovem portuguesa desaparecida chamados a identificar um corpo

Os pais da jovem portuguesa dada como desaparecida em Barcelona, na quinta-feira, foram chamados pelas autoridades espanholas para verificarem a identidade de uma das vítimas que está no Instituto Forense, disse hoje à Lusa o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.

"As autoridades espanholas acabam de chamar os pais da jovem que até agora não se tinha encontrado, para o Instituto Forense, no sentido de verificarem se, no conjunto das vítimas mortais, se encontra essa jovem", afirmou José Luís Carneiro.

O governante afirmou que está confirmada uma morte, de uma mulher, de 74 anos, que residia na área da Grande Lisboa, avó da jovem ainda dada como desaparecida.

José Luís Carneiro afirmou que nas listas oficiais de feridos, divulgadas pelas autoridades espanholas, até às 20:20 de hoje, não há qualquer cidadão português.

Referindo-se ao ataque que hoje aconteceu em Turku, na Finlândia, "onde existem entre 100 e 150 portugueses", não há qualquer cidadão nacional ferido, segundo informação dada ao embaixador de Portugal em Helsínquia, adiantou o secretário de Estado.

18 de agosto de 2017 às 20:43
Na casa que explodiu em Alcanar estavam 106 botijas de gás

A Protecção Civil espanhola deu mais informações sobre o material encontrado na casa que explodiu na quarta-feira à noite em Alcanar. Na casa, ocupada pelos terroristas, foram descobertas 106 botijas de gás butano, refere a Cadena SER. 

A polícia descobriu ainda nessa casa vestígios do explosivo TATP (conhecido como ‘mãe de Satanás’), habitual noutros atentados do Daesh na Europa, segundo a Europa Press. É de manuseamento sensível, já que exige determinadas temperaturas.



Esta descoberta vem dar força à teoria de que os terroristas estavam a preparar um ataque de maior envergadura, mas algo lhes correu mal enquanto montavam os engenhos explosivos.

A corroborar esta teoria está também a indicação, por parte da empresa onde os atacantes alugaram a carrinha, de que os terroristas queriam alugar uma carrinha muito maior.

Entretanto, o El País avança que as forças de segurança francesas receberam um aviso da polícia espanhola para localizarem uma carrinha Renault Kangoo, branca, supostamente ligada a esta célula terrorista que organizou os atentados em Barcelona e Cambrils e que se crê ser composta por 8 a 12 homens.

A referida carrinha que a polícia espanhola procura foi alugada na quinta-feira à tarde e poderá ter cruzado a fronteira entre os dois países.


18 de agosto de 2017 às 20:10
Dos quatro terroristas ainda procurados, três morreram em Cambrils
Dos quatro terroristas ainda procurados, três morreram em Cambrils

No ataque levado a cabo a noite passada em Cambrils – que não teve a dimensão de Barcelona porque os suspeitos foram rapidamente abatidos – estava o condutor da carrinha que se lançara horas antes sobre a multidão de pessoas que passava nas Ramblas. A polícia confirmou hoje que esse homem era, de facto, um dos terroristas mortos em Cambrils.

Entretanto, havia mais quatro suspeitos que estavam a ser procurados pela polícia, mas as autoridades acabam de dizer que três deles estavam também entre os terroristas abatidos em Cambrils.

Assim sendo, há um terrorista morto em Cambrils que não está ainda identificado e há um suspeito que ainda não foi encontrado – podendo vir a concluir-se que se trata da mesma pessoa. O jovem homem tem 20 anos e chama-se Younes Abouyaaqoub, tendo resisência em Girona.

18 de agosto de 2017 às 19:59
Airbnb disponibiliza alojamento gratuito em Barcelona
Airbnb disponibiliza alojamento gratuito em Barcelona

A plataforma electrónica de alojamento Airbnb está a facilitar a disponibilização de estadias gratuitas aos afectados pelo atentado em Barcelona.

A empresa anunciou esta sexta-feira que activou a sua ferramenta de resposta a desastres naquela cidade espanhola, podendo quem deseje oferecer alojamento aos directamente afectados e seus familiares.

"Os nossos pensamentos estão com os que foram atingidos por este ataque terrível", afirmou em comunicado Arnaldo Muñoz, gestor da Airbnb em Espanha. "Através desta ferramenta, os viajantes cujos percursos tenham sido afectados poderão contactar proprietários locais que estão a abrir as suas portas sem cobrar dinheiro", acrescentou.

18 de agosto de 2017 às 18:13
Alerta no aeroporto de Barcelona

A imprensa espanhola avança que o aeroporto de Barcelona-El Prat está em alerta devido a um incêndio.



O Express relata, citando testemunhas, que o incêndio parece ter começado num armazém muito próximo do aeroporto. As autoridades dizem que nenhum voo foi afectado. O incêndio começou às 17:00 horas locais (16:00 em Lisboa).

18 de agosto de 2017 às 17:51
Número de mortos em Espanha sobe para 15

Passou de 14 para 15 o número de vítimas mortais decorrentes dos atentados em Barcelona e Cambrils.



18 de agosto de 2017 às 17:44
Mais ataques hoje. Finlândia e Alemanha

Esta sexta-feira há registo de dois casos de esfaqueamento, sem no entanto se conhecerem ainda as motivações dos atacantes, pelo que as autoridades policiais estão em alerta máximo mas sem conseguirem ainda dizer se estes dois casos poderão estar relacionados com terrorismo.

Em Turku, na Finlândia, a polícia atingiu a tiro numa perna e deteve um homem que esfaqueou várias pessoas na rua, sobretudo mulheres. Além do atacante, estão seis pessoas hospitalizadas e outras duas morreram.


Entretanto, em Wuppertal-Elberfeld, cidade da Alemanha Ocidental, há um atacante em fuga depois de ter também investido com uma arma branca contra pessoas na rua. Um homem morreu dos ferimentos e outro foi hospitalizado, disse à AFP a porta-voz da polícia local.



18 de agosto de 2017 às 17:20
Suspeito do ataque de Barcelona está morto

Segundo o El País, que cita fontes policiais, o autor do ataque de Barcelona, que conduzia a carrinha que matou 13 pessoas nas Ramblas, está morto.

Era um dos cinco presumíveis terroristas mortos esta quinta-feira à noite, em Cambrils, onde foi tentado um ataque semelhante ao de Barcelona e em que acabou por morrer uma pessoa. 

18 de agosto de 2017 às 17:00
Bolsas europeias terminam dia em queda, EUA recupera fôlego

As praças do Velho Continente fecharam esta sexta-feira com quedas generalizadas, com os receios com questões geopolíticas - atentados da Catalunha e incerteza sobre a implementação das reformas propostas por Donald Trump nos EUA - a marcarem a sessão.

A praça de Madrid fechou a cair 0,56%, enquanto Lisboa liderou as quedas na Europa, ao perder 1,09% e terminando a segunda semana consecutiva no vermelho, penalizada pelas prestações da Jerónimo Martins, BCP e Nos.

Já as praças norte-americanas, onde as primeiras horas de negociação tinham sido de perdas, regressaram entretanto a prestação positiva, depois de conhecido que o sentimento dos consumidores norte-americanos tocou em Agosto um máximo de sete meses.

18 de agosto de 2017 às 16:33
Quatro suspeitos procurados
Quatro suspeitos procurados

Quatro homens, com idades entre os 17 e os 24 anos, estão a ser procurados pela polícia por terem ligação aos ataques da Catalunha, avança o El País citando um documento policial interno. O jornal espanhol reproduz as imagens dos quatro suspeitos.

18 de agosto de 2017 às 16:15
Levantadas restrições ao trânsito, duas estações de metro reabertas

O jornal La Vanguardia avança que foram levantadas todas as limitações impostas desde ontem ao trânsito em Barcelona e que foram reabertas duas estações da linha 3 do metro, Liceu (nas Ramblas) e Catalunya (na praça da Catalunha).

18 de agosto de 2017 às 15:34
Norte-americano confirmado entre as vítimas

O secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, confirmou que há um cidadão dos EUA entre as vítimas dos ataques da Catalunha, noticia a Reuters.

18 de agosto de 2017 às 13:59
Autor material continua por identificar, diz a polícia

O autor material do atentado de Barcelona ainda está por identificar, refere a polícia, que diz que até ao  momento há quatro detidos e houve cinco suspeitos abatidos.

Fontes policiais citadas pelo La Vanguardia não descartam que o condutor da carrinha esteja entre os cinco mortos.

18 de agosto de 2017 às 13:56
Nenhum dos quatro detidos tinha antecedentes terroristas

A polícia informa que nenhum dos quatro detidos até ao momento - três marroquinos e um espanhol - estava referenciado por relações com terrorismo.



18 de agosto de 2017 às 13:55
Alcanar seria a base da preparação do atentado

Alcanar, a cerca de 200 quilómetros de Barcelona, seria a localida onde os atentados desta quinta-feira em Barcelona e Cambrils estariam a ser preparados há algum tempo. É esta a hipótese sobre a qual trabalham as forças de investigação, divulgaram os Mossos d'Esquadra.

As autoridades acrescentam que os presumíveis terroristas de Cambrils tinham consigo um machado e várias facas no carro, além de cintos com explosivos que se vieram a revelar falsos.


18 de agosto de 2017 às 13:40
EUA em alerta para qualquer "sinal de problema"

O presidente norte-americano garante que as fronteiras dos Estados Unidos estão protegidas como nunca e em alerta para o caso de surgir qualquer "sinal de problema".

No Twitter, Donald Trump afirma - sem se referir concretamente ao sucedido na Catalunha - que as fronteiras dos EUA estão "muito mais fortes do que nunca" e que é preciso ser "duro" no combate ao radicalismo islâmico, que "deve ser travado por todos os meios necessários."




18 de agosto de 2017 às 13:29
Irmão mais novo de Driss Oukabir investigado como presumível autor do ataque com carrinha

Moussa Oukabir, o irmão mais novo de Driss Oukabir, está a ser tratado pelas autoridades espanholas como o presumível autor do atentado de ontem nas Ramblas de Barcelona, avançam o El País e o La Vanguardia.

Terá sido ele a roubar um carro e a matar o seu proprietário com uma arma branca, furando depois o controlo policial na avenida Diagonal e ferindo uma agente. 

Josep Luis Trapero, responsável dos Mossos, garante que o condutor da carrinha de Barcelona "não está identificado".

18 de agosto de 2017 às 13:22
Presidente manifesta apoio a família da vítima portuguesa

Numa mensagem colocada na página da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa diz ter manifestado "o seu apoio à família neste momento difícil, apresentando telefonicamente as suas sentidas condolências ao filho da vítima mortal e pai da jovem ainda desaparecida".

O Chefe de Estado diz ainda ter contactado ontem o rei de Espanha e voltou a condenar "com veemência o acto terrorista desta quinta-feira."

18 de agosto de 2017 às 12:50
Há mais um detido, quatro no total

A polícia catalã confirmou mais uma detenção - a quarta - relacionada com o ataque de ontem em Cambrils. Foi detido em Ripoll. 

Este é o terceiro detido em Ripoll - onde foram travados Driss Oukabir e um seu conhecido - a que se junta um outro indivíduo que foi detido em Alcanar.

As autoridades ainda não anunciaram a detenção da pessoa que estava atrás do volante do veículo que investiu sobre as pessoas na rua.

No total são três marroquinos e um espanhol.

18 de agosto de 2017 às 12:44
França reforça controlo da fronteira

Na tentativa de travar uma eventual passagem da fronteira dos suspeitos do ataque de ontem, o ministro francês od Interior, Gérard Collomb, anunciou o reforço do controlo do território entre Espanha e França.

"Há um foragido [o condutor da carrinha que investiu contra a multidão nas Ramblas de Barcelona] e pode existir outros membros nessa célula, não o sabemos", disse o governante em Paris, citado pelo El País.

18 de agosto de 2017 às 12:41
Madrid instala canteiros em ruas movimentadas

A capital espanhola está a instalar canteiros de grandes dimensões em zonas pedonais muito frequentadas, como é o caso da Puerta del Sol, para evitar a entrada de veículos que possa facilitar incidentes como o desta quinta-feira.

Há filas de canteiros de grandes dimensões, segundo o La Vanguardia, no cruzamento entre as ruas Preciados e Montera e a Puerta del Sol. Há ainda vários agentes da polícia nacional no local.

18 de agosto de 2017 às 12:15
Vítimas mortais e feridos são de 34 nacionalidades

A direcção-geral de protecção civil da Catalunha diz que as vítimas mortais e os feridos resultantes dos ataques desta quinta-feira são de 34 nacionalidades. É um balanço provisório em que ainda não consta a indicação de que haja vítimas portuguesas - embora uma já tenha sido confirmada pelo Governo português.  

18 de agosto de 2017 às 11:59
Portuguesa entre as vítimas mortais. Há outra portuguesa desaparecida

Há uma cidadã portuguesa entre as vítimas dos atentados de ontem em Barcelona, adianta a Lusa. Trata-se de uma mulher de nacionalidade portuguesa, nascida em 1943 e residente em Lisboa. É uma das 13 vítimas mortais do ataque registado na quinta-feira, no centro de Barcelona.

Há ainda uma portuguesa desaparecida, com 20 anos, neta da vítima. "Estamos a desenvolver diligências para tentar verificar o seu paradeiro", frisou àquela agência o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

O secretário de Estado já informou a família da vítima mortal, a quem transmitiu "disponibilidade para apoiar em tudo o que for necessário", nomeadamente na identificação e nos procedimentos para a trasladação do corpo.

A RTP avança que as duas portuguesas tinham chegado a Barcelona cinco horas antes da tragédia e que se dirigiram para um hotel perto das Ramblas, local do primeiro atentado.

À estação de televisão, o secretário de Estado diz que neste momento, além da vítima mortal e da desaparecida, o Governo não tem conhecimento de mais cidadãos portugueses que estejam envolvidos nos incidentes na Catalunha.

18 de agosto de 2017 às 11:30
Número de mortos aumenta para 14, há 130 feridos

Os serviços de emergência da Catalunha afirmam no Twitter que o número de vítimas mortais passou de 13 para 14, com a morte de uma mulher ontem em Cambrils a juntas às verificadas nas Ramblas em Barcelona.


O número de feridos nas Ramblas foi elevado para 130, 16 dos quais em estado crítico. 46 são feridos ligeiros, disse o responsável pela pasta da Saúde no governo regional da Catalunha, Antoni Comína, à Catalunya Ràdio.

18 de agosto de 2017 às 10:23
Moussa Oukabir identificado como autor do atentado
Moussa Oukabir identificado como autor do atentado

As forças de segurança espanholas identificaram Moussa Oukabir, irmão de um dos homens detidos na sequência do atentado de quinta-feira, em Barcelona, como o alegado autor do ataque, disseram à Efe fontes policiais.

 

Segundo as mesmas fontes Moussa Oukabir está a ser procurado pelas autoridades espanholas.

 

Um atentado terrorista em Barcelona, na tarde de quinta-feira, provocou 13 mortos e cerca de uma centena de feridos, após uma carrinha ter galgado um passeio e atropelado cerca de um centena de pessoas, nas Ramblas, no centro da cidade.

 

O ataque ocorreu pela 17:00 (16:00 em Lisboa) e foi já reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico, através dos seus canais oficiais de comunicação.

 

A polícia catalã já deteve três suspeitos de envolvimento no ataque e um outro suposto autor do atentado foi encontrado morto em Sant Just Desvern, em Baix Llobregat, a 12 quilómetros de Barcelona, depois de uma troca de tiros com a polícia catalã, após ter forçado a passagem de um controlo policial e ter atropelado uma polícia.

18 de agosto de 2017 às 09:17
Autoridades acreditam que estavam oito terroristas no ataque em Barcelona

As autoridades espanholas acreditam que houve oito pessoas envolvidas no ataque em Barcelona. O grupo teria intenções de usar botijas de gás butano, revela uma fonte policial, citada pela Reuters.

 

As autoridades já revelaram também que os cintos de explosivos que os terroristas transportaram, em Cambrils, eram falsos.

 

Até agora foram detidos três suspeitos e abatidos cinco, estes últimos durante a tentativa de ataque em Cambrils. 

18 de agosto de 2017 às 08:32
Atentado reivindicado pelo Daesh faz 13 mortos e 100 feridos em Barcelona

O atentado foi perpretado na quinta-feira, 17 de Agosto, ainda à tarde. O Negócios acompanhou os desenvolvimentos. Consulte o conteúdo Ao Minuto realizado ontem e actualizado durante a madrugada. 

18 de agosto de 2017 às 08:27
Terceiro suspeito detido em Ripoll

As autoridades espanholas da Catalunha anunciaram esta sexta-feira que foi detido um terceiro suspeito de envolvimento no atentado de quinta-feira em Barcelona e que fez 13 mortos.

Joaquim Forn, ministro do Interior do governo autonómico catalão disse à Rádio Catalunha que o indivíduo se encontra detido na cidade de Ripoll, a norte de Barcelona.

Na quinta-feira, um dos dois suspeitos logo após o ataque por atropelamento nas Ramblas (centro de Barcelona) foi preso em Ripoll e outro em Alcanar.

Segundo a polícia, nenhum dos dois homens detidos na quinta-feira eram os condutores da carrinha utilizada no ataque.

O motorista terá abandonado a zona a pé, segundo as autoridades.

Um outro suspeito foi abatido em Alcanar (Tarragona) durante uma operação policial.

18 de agosto de 2017 às 08:26
Cinco pessoas continuam hospitalizadas em Tarragona

Cinco pessoas permanecem esta sexta-feira hospitalizadas em Tarragona, no nordeste de Espanha, na sequência do ataque na localidade catalã de Cambrils, informou a Proteção Civil local.

Uma das vítimas encontra-se em estado crítico, duas apresentam ferimentos graves e dois são feridos ligeiros, acrescentou.

Os cinco feridos estão internados nos centos hospitalares de Joan XXIII, Sant Joan de Reus e Santa Tecla, segundo a Proteção Civil.

18 de agosto de 2017 às 05:04
O que sabemos até agora
O que sabemos até agora

Barcelona

  • 13 pessoas morreram (14 no total, contando com uma vítima em Cambrils), entre as quais uma mulher portuguesa de 74 anos, depois de uma carrinha avançar sobre a multidão nas Ramblas. Há ainda uma portuguesa de 20 anos - neta da vítima - que está desaparecida
  • 126 pessoas ficaram feridas, 17 delas em estado crítico
  • As vítimas são de 34 nacionalidades, segundo balanço provisório
  • O Daesh reivindicou o ataque. Foi activado o plano antiterrorismo em Espanha
  • O autor material estava entre os cinco presumíveis terroristas mortos em Cambrils
  • Quatro homens foram detidos – Driss Oukabir, um seu conhecido e um outro indivíduo em Ripoll; um detido em Alcanar
  • Há mais quatro suspeitos procurados pela polícia

Cambrils

  • Horas depois do ataque em Barcelona, já a madrugada de sexta-feira se anunciava, a polícia atirou sobre cinco suspeitos nesta cidade costeira situada a 120 quilómetros a sul de Barcelona. Quatro morreram de imediato e o quinto veio a falecer mais tarde
  • Seis pessoas que passeavam junto ao passeio marítimo ficaram feridas, uma delas com gravidade - que acabaria por morrer mais tarde no hospital, elevando o número de mortos para 14 - quando o veículo dos terroristas avançou sobre elas. Também um polícia sofreu ferimentos, mas ligeiros
  • As forças de segurança catalãs dizem que os homens, suspeitos de quererem replicar o ataque de Barcelona, envergavam cintos de explosivos


Alcanar

  • Uma pessoa morreu e pelo menos outra ficou ferida numa explosão na quarta-feira à noite que destruiu uma casa em Alcanar, a cerca de 200 quilómetros a sul de Barcelona e a 90 quilómetros a sul de Cambrils. Terão ficado feridas mais seis pessoas, ao que a imprensa espanhola avançou, entre elas bombeiros e agentes que se tinham deslocado à casa quando se deu uma segunda explosão
  • Inicialmente atribuiu-se o incidente a uma fuga de gás, mas a polícia diz agora que provavelmente estaria a ser preparado um dispositivo bombista e que este caso está relacionado também com os de Cambrils e Barcelona
  • Foram descobertas cerca de 20 botijas de gás nos escombros da casa destruída




A sua opinião23
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 18.08.2017

Os europeus, Portugal incluído, são vítimas da Sharia, anti-liberal e inerentemente anti-mercado, dos direitos adquiridos. A mesma que defende o direito ao trabalho dê por onde der e os empregos e generosos benefícios sociais garantidos para a vida toda e sempre a subir, o keynesianismo despesista do tipo que ordena a abertura de buracos nas ruas só para depois os ter que tapar logo de seguida e assim ver o PIB anual crescer por virtude de um efeito multiplicador quase bíblico que acaba sem pão ou sem peixe alguns para a multidão e o esquema em pirâmide da Segurança Social estatal cuja base se estreita a cada ano que passa e desemboca na imigração "open door", sem critérios de selectividade orientados para as reais necessidades ditadas pelas forças de mercado a cada momento.

comentários mais recentes
Ciifrão 19.08.2017

O grito devia ser ao contrário, dizerem que têm medo. Se um adolescente pode matar com a facilidade com que o fez, o medo tem de ser muito. Desafiar a estupidez é estúpido.

cincoassim 19.08.2017

Mandem vir paletes desta raça para viverem com a esquerdalha nojenta. Estão ao mesmo nível. Não matam, mas autorizam as matanças.

Anónimo 18.08.2017

Os cabrões dos esquerdalhos que vão explicar aos pais da falecida que ela morreu por uma boa causa. FILHOS DA PUTA!!!!!

Anónimo 18.08.2017

Hijo de puta.

ver mais comentários
Momentos Chave
pub