Economia Augusto Mateus: renegociação da dívida é voltar aos "bodes expiatórios"

Augusto Mateus: renegociação da dívida é voltar aos "bodes expiatórios"

Augusto Mateus considera que a renegociação da dívida não é uma questão que deva ser colocada.
Celso Filipe Rosário Lira 13 de Novembro de 2016 às 12:00

"Voltamos aos bodes expiatórios. É a dívida, é o euro… O que temos de fazer é tornar o nosso país um país muito mais competente e muito mais solidário", afirma o antigo ministro da Economia.

 

Na Conversa Capital, uma entrevista conjunta entre o Negócios e a Antena 1, o economista sugere outro caminho. "A reestruturação da dívida faz-se gerindo o excessivo endividamento da economia portuguesa, não se faz quebrando a possibilidade de continuarmos a financiar o nosso investimento, assim saibamos nós onde e como investir".

 

"Não podemos criar soluções positivas para o nosso país, sem melhorar a forma como nos relacionarmos com o mundo, sem nos tornarmos mais internacionais. Sem ter mais presença do mundo em Portugal e sem ter mais presença de Portugal no mundo", adianta o economista.

 

Segundo Augusto Mateus "o que temos que perceber é que temos necessidade de, no plano financeiro, manter uma lógica de relacionamento que não tolha o nosso crescimento económico".

 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
to Há 3 semanas

VAO POR MIM:nao ha melhor reestruturacao do que comecar pela SEDENTA funcao publica.A catrina blocada nao faz outra coisa do que falar nela,mas jubilia-se com a entrada de mais 70.000 para a func. publ,e eu pergunto:ela e BURRA ou anda a treinar para isso,ainda nao percebeu que nao arrasta ninguem.

Anónimo Há 3 semanas

Oh Pertinaz!
Mais do mesmo??!
Vira o disco!
Isso já enjoa, homem.
Desejas tanto essa coisa do abismo... deve ser uma coisa maravilhosa

Resposta de pertinaz a Anónimo Há 3 semanas

NÃO SEI SE SERÁ MARAVILHOSA

MAS A CONTINUARMOS ASSIM...

...SERÁ CERTA !!!

pertinaz Há 3 semanas

NINGUÉM TE OUVE

A ESQUERDALHA QUER É DINHEIRO E BOA VIDA

OS OUTROS QUE TRABALHEM E PAGUEM A DÍVIDA

É DESTA QUE OS ESPANHÓIS NOS FAZEM A FOLHA

VAMOS A CAMINHO DO ABISMO

pub
pub
pub
pub