Angola Augusto Santos Silva diz que relações com Angola são "muito ricas"

Augusto Santos Silva diz que relações com Angola são "muito ricas"

Ministro dos Negócios Estrangeiros está em Luanda para preparar a visita do primeiro-ministro, António Costa, a Angola, "no mais curto prazo de tempo possível".
Augusto Santos Silva diz que relações com Angola são "muito ricas"
Lusa 10 de fevereiro de 2017 às 10:40

O ministro dos Negócios Estrangeiros português classificou esta sesta-feira como "muito ricas e muito densas" as relações bilaterais entre Portugal e Angola, anunciando visitas do ministro angolano da Agricultura a Lisboa e da ministra da Justiça portuguesa a Luanda.

 

Augusto Santos Silva, que chegou hoje a Luanda para uma visita de trabalho, falava na abertura das conversações com o seu homólogo angolano, Georges Chikoti.

 

Segundo Augusto Santos Silva, a prova das boas relações é que, no que diz respeito a este Governo português, que vai no seu 15º mês de mandato, esta é a quinta visita de um membro do Governo a Luanda.

 

"Designadamente, ainda há pouco estiveram aqui os ministros do Ambiente e da Ciência e Tecnologia e Ensino Superior de Portugal e em ambos os casos com resultados concretos", referiu.

 

O chefe da diplomacia angolana considerou igualmente muito importante o trabalho que tem sido feito ao nível sectorial, nomeadamente em favor do grande objectivo da política económica de Angola, que é a diversificação da economia, quer sectorial quer territorial.

 

O governante português frisou que a presença do secretário de Estado da Agricultura e Alimentação nesta visita tem como objectivo preparar a deslocação do ministro angolano da Agricultura, Marcos Nhuca, a Portugal, que deverá ocorrer entre os dias 16 e 18 deste mês.

 

Esta visita, de acordo com o MNE português, servirá para dar "um salto qualitativo na cooperação entre os dois países na área da agricultura e do desenvolvimento rural".

 

Na sua intervenção, Augusto Santos Silva confirmou igualmente a visita a Angola da ministra da Justiça de Portugal, Francisca Van-Dúnem, que terá lugar de 22 a 24 deste mês.

 

"Um dos objectivos principais da minha presença aqui é justamente poder acertar a próxima deslocação do primeiro-ministro de Portugal a Angola", disse o ministro.

 

Augusto Santos Silva frisou que o objectivo é que a visita do primeiro-ministro português possa realizar-se no mais curto prazo de tempo possível, para criar as condições para uma visita de Estado do Presidente da República de Portugal a Angola.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas

Isto é o desgoverno dos "poetas". São uma rica "MER...". Mas também não se perde muito, porque gatunos já cá temos muitos, e com muitas relações com o estado, e no estado. Outros desses gatunos ou faleceram recentemente, ou vivem após acidentes aéreos, ou são alvos de investigação, com "ex-estadistas" incluídos.

comentários mais recentes
Conselheiro de Trump Há 2 semanas

Mais um ministerio de encher pneus:o d.branca e que esta a fazer o papel de ministro de negocios estrangeiros,tambem nao e meonos verdade que este faz de conta guinou para a ortografia,o ministro dos professores anda a cata de professores para colmatar a falta deles agora para as eleicoes proximas.

Anónimo Há 2 semanas

Isto é o desgoverno dos "poetas". São uma rica "MER...". Mas também não se perde muito, porque gatunos já cá temos muitos, e com muitas relações com o estado, e no estado. Outros desses gatunos ou faleceram recentemente, ou vivem após acidentes aéreos, ou são alvos de investigação, com "ex-estadistas" incluídos.

SALAZAR Há 2 semanas

RICAS PARA OS ANGOLANOS. PORQUE GRAÇAS AOS QUE FIZERAM O 25 DE ABRIL DA ROUBALHEIRA, COMO O SOARES E DEMAIS GANGUE DO PS, PERDEMOS TUDO DE UM DIA PARA O OUTRO... E AINDA PERDOAMOS DÍVIDA A ANGOLA E MOÇAMBIQUE... REPÚBLICA DAS BANANAS.

Assim é o PS e PCP Há 2 semanas

...ricas em corrupção

pub
pub
pub
pub