Angola Australianos descobrem segundo maior diamante da história de Angola

Australianos descobrem segundo maior diamante da história de Angola

A Lucapa Diamond Company anunciou esta segunda-feira, 13 de Fevereiro, a descoberta do segundo maior diamante de sempre em Angola. Tem 277 quilates e qualidade "premium"
Australianos descobrem segundo maior diamante da história de Angola
Este diamante de 277 quilates terá um valor a rondar os 10 milhões de euros.
Celso Filipe 13 de fevereiro de 2017 às 16:27

A 4 de Fevereiro de 2016 os australianos da Lucapa Diamond Company anunciaram a descoberta de um diamante com 404 quilates na mina de Lulo, província de Lunda, em Angola, o maior alguma vez encontrado no país. Pouco mais um ano depois, a 13 de Fevereiro, os australianos dão conta de um novo "jackpot" diamantífero, comunicando a descoberta, na mesma região de um diamante de 277 quilates, de qualidade "premium", que entra para o livro de recordes como o segundo maior encontrado em Angola.

Os australianos da Lucapa Diamond Company, que exploram esta mina em parceria com a empresa estatal Endiama, revelam em comunicado que este se trata do sétimo diamante com mais de 100 quilates encontrado na mina do Luo. A Lucapa, que apostou em tecnologia de ponta para fazer prospecção no Lulo, mostra-se satisfeita com o retorno obtido. 


"A descoberta deste diamante através do circuito XRT valida o investimento nesta nova tecnologia, o qual acabou já por ser recuperado com esta descoberta", afirma Stehpen Wetherall, director-geral da Lucapa Diamond Company no referido comunicado.

O diamante de 404 quilates encontrado em 2016 foi avaliado em 18 milhões de euros. Este, de 277 quilates, embora não existam cálculos oficiais, poderá assim rondar os 10 milhões de euros.

O diamante de 404 quilates acabou por ser adquirido pelo empresário e coleccionador de arte, Sindika Dokolo, marido de Isabel dos Santos, através da empresa De Grisogono com sede na Suíça.

"É uma parceira entre a Sodiam [sociedade de diamantes do Estado angolano] e a De Grisogono. Pretendemos fazer da De Grigosono o que era até agora a Graff [conhecida por comprar as maiores pedras preciosas para depois as transformar em peças únicas]. As melhores pedras do mundo ao melhor preço, com o melhor design", explicou Sindika Dokolo ao Negócios, a 9 de Março de 2016.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 6 dias

Enquanto por lá andámos nós, foi só café e chicotadas nos pretos!... é a diferença entre patrões e empresários/empreendedores... E o que não nos falta ainda são patrões.

comentários mais recentes
Anónimo Há 6 dias

MAIS UM PARA OS BOLSOS DO SINDIKA DOKOLO O REI DA FUGA AO FISCO E LAVAGEM DE DINHEIRO, MAIS A SUA PATRÍCIA RAINHA ISABEL, A RAINHA DOS PARAÍSOS FISCAIS. ENTRETANTO O POVO ANGOLANO VIVE NA MISÉRIA.

Os dos Santos Há 6 dias

Já roubaram?

Antonio Há 6 dias

Pois é, nós tivemos uma empresa de exploração de diamantes que só dava prejuízos e que vendemos ao desbarato. Daqui a uns tempos certamente passará a dar excelentes lucros e quem promoveu a sua venda passará a consultor o acionista.

Johnny Há 6 dias

... o no entanto o "prethus comunis" continua a viver na idade do bronze

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub