Autarquias Autárquicas: Costa quer prioridade à recandidatura dos actuais presidentes de câmara do PS

Autárquicas: Costa quer prioridade à recandidatura dos actuais presidentes de câmara do PS

O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu que os socialistas devem aplicar como princípio a regra da recandidatura dos presidentes de câmaras aos seus cargos nas próximas eleições autárquicas, caso reúnam as condições legais para tal.
Autárquicas: Costa quer prioridade à recandidatura dos actuais presidentes de câmara do PS
Miguel Baltazar
Lusa 05 de Novembro de 2016 às 15:11

Esta posição, de acordo com fontes socialistas, foi assumida por António Costa na sua intervenção na reunião da Comissão Nacional do PS, depois de o Secretariado Nacional do seu partido (o órgão de direcção) já se ter pronunciado nesse mesmo sentido no mês passado.

 

Ao vincar a aplicação do princípio da recandidatura dos actuais presidentes de câmaras ou de juntas de freguesia nas eleições autárquicas do próximo ano, António Costa e a direcção dos socialistas pretendem impedir que se registem em concelhias ou em sessões partidárias tentativas de derrube por "golpe de aparelho" aos autarcas que se encontram em funções.

 

Perante a Comissão Nacional do PS, também segundo fontes socialistas deste órgão nacional, António Costa não traçou um retrato optimista sobre o quadro de relações entre os Estados-membros da União Europeia.

 

O secretário-geral do PS disse que, ao contrário do que determinadas correntes chegaram a prever, o Brexit, com a consequente saída do Reino Unido da União Europeia, não serviu para aproximar os Estados-membros. António Costa considerou mesmo que se assiste a um aprofundamento das divergências entre países do leste e do oeste da União Europeia.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub