Mundo Avalanche atinge hotel numa estância de esqui em Itália e faz vários mortos

Avalanche atinge hotel numa estância de esqui em Itália e faz vários mortos

"Há muitos mortos", indicou António Crocetta, um dos chefes das equipas de socorro enviadas para o local durante a madrugada.
Lusa 19 de janeiro de 2017 às 08:22

Várias pessoas morreram numa avalanche que atingiu um hotel numa estação de esqui na montanha de Gran Sasso, Itália central, divulgaram os média locais citando as equipas de socorro.
 
"Há muitos mortos", indicou António Crocetta, um dos chefes das equipas de socorro enviadas para o local durante a madrugada.

 

Cerca de trinta pessoas estavam no hotel, segundo as mesmas fontes.

 

De acordo com alguns órgãos de comunicação locais, estavam pelo menos 20 clientes e sete pessoas do staff no Hotel Rigopiano, na montanha de Gran Sasso.

  

As equipas de resgate seguiram para o local depois de receberem na quarta-feira algumas mensagens de texto que alertavam para uma avalanche, mas as condições meteorológicas adversas, com vários nevões e mais de cinco metros de neve acumulada, dificultaram o acesso ao local.

 

Cerca das 04:00 locais chegaram as primeiras equipas de resgate e resgataram de imediato dois hóspedes que se encontravam no exterior do hotel e que se refugiaram no interior de um veículo, conseguindo desta forma alertar as autoridades.

 

Estão igualmente no local algumas ambulâncias e outros meios de resgate.

 

Segundo os primeiros testemunhos das equipas de socorro, o hotel Rigopiano está completamente soterrado na neve, parcialmente derrubado e são visíveis algumas luzes no interior, mas não se ouvem pessoas a pedir ajuda.

 

A protecção Civil de Penne, na província de Pescara, adiantou que na quarta-feira estavam registados 22 hóspedes no hotel Rigopiano, no maciço do Gran Sasso (a 1.300 metros de altitude), na cordilheira dos Apeninos, e a 45 quilómetros da cidade costeira de Pescara.


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub