Impostos Bagão Félix: "Foi um disparate ter diminuído o IVA da restauração"

Bagão Félix: "Foi um disparate ter diminuído o IVA da restauração"

O antigo ministro António Bagão Félix considera que a redução do IVA na restauração foi um "disparate", sem vantagens para os consumidores, e defende que a descida do imposto deveria ter-se aplicado à electricidade e ao gás.
Bagão Félix: "Foi um disparate ter diminuído o IVA da restauração"
Miguel Baltazar
Lusa 08 de outubro de 2017 às 10:07
Em entrevista à Lusa em antecipação do Orçamento do Estado para 2018 (OE2018), que será apresentado pelo Governo na Assembleia da República na sexta-feira, o antigo governante começou por dizer que, em seu entender, não há condições para diminuir a taxa do IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado) dos actuais 23% (taxa normal), tendo depois avançado a sua posição sobre a redução do imposto aplicada ao sector da restauração em 2016.

"Acho que foi um disparate ter diminuído o IVA sobre a restauração de 23% para 13%. Os consumidores não ganharam nada com isso. O preço dos restaurantes não diminuiu, da restauração não diminuiu, às vezes até aumentou", afirmou Bagão Félix.

O antigo titular das pastas das Finanças e do Trabalho refutou o argumento avançado pelos empresários da restauração de aumento do emprego no sector devido a esta alteração: "Dir-me-á: ‘mas também aumentou o emprego na área da restauração’. É verdade, mas não aumentou por isso. Aumentou porque há mais turismo, porque há mais rendimento disponível nas famílias, não necessariamente pela diminuição do IVA", e propôs "uma troca".

"Em vez de diminuir o IVA sobre a restauração, que é um bem de consumo que não completamente obrigatório, o que deveria ter diminuído era o IVA sobre a electricidade e o gás, de 23% para 13%", sustentou o economista, referindo que a electricidade é um "bem obrigatório" e que a descida beneficiaria "alargadamente a população portuguesa e a indústria".



A sua opinião20
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana

Iva a 13% na restauração é elevadíssimo, devia ser 6%. Estou a falar de trabalhadores que não têm aonde comer no local de trabalho ao almoço, a não ser que voltemos ao antigamente em que as esposas íam com marmitas levar o almoço aos maridos às fábricas. Agora em que a mulher também trabalha isso é totalmente impossível. Agora se me falar em Ganbrinus, Tavares Rico e quejandos, então sim 23% é pouquíssimo.

comentários mais recentes
Mr.Tuga Há 1 semana

Tão OBVIO que assusta!!!

Estes xuxas de TRAMPA sem visão, despesistas RUINOSOS foram premiar a corja que mais rouba o ficos e os turistazecos de trampa....

Joaquina Há 1 semana

Ué! Está preocupado com a sua pensão glutona? Ou gostou mais quando o IVA da restauração foi de...6% para 23%? E por que é que o IVA dos carros não sobem para...35%? Ande a pé...faz bem e eu também ando!

Anónimo Há 1 semana

Oh Félix já tens idade para ter juízo. É verdade o que dizes sobre a restauração mas isso é tão claro e evidente que equivale a dizer que preto não é branco. A restauração é a classe dos vigaristas ordinários, todos sabemos que mesmo que o IVA passasse a negativo o consumidor não iria pagar menos. Agora tu Félix, não sei porque carga de água, conseguiste ser mais vigarista do que os da restauração. Lembras-te da m@rda de lei que fizeste e que por alguma pressão minha o Xócras revogou? Aquela em que deste a abébia aos desempregados aos 55 anos de terem direito à reforma aos 58 sem penalização e os desgraçados que o ficaram aos 54 anos (reforma aos 57) terem que arrotar com uma penalização de 13,5%? Podes ser um santo sacristão mas quando olho para ti só vejo o demónio!

judas a cagar no deserto Há 1 semana

Os xuxxas no seu melhor.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub