Banca alemã estende prazo de reembolso de dois mil milhões de euros de dívida grega (act.)
30 Junho 2011, 14:42 por Carla Pedro | cpedro@negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
0
O ministro das Finanças da Alemanha já confirmou o acordo.
Os bancos alemães concordaram em prolongar a maturidade (o chamado “rollover”) da dívida grega, pelo menos das obrigações que vencem até 2014. O anúncio foi já feito oficialmente pelo ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schaeuble (na foto), após uma reunião onde se deu forma ao “rascunho” do acordo.

Assim, os bancos alemães que concordaram em estender a maturidade das obrigações detêm um total próximo de 10 mil milhões de euros de dívida grega, acrescentou Schaeuble, citado pela Bloomberg. O montante dessa dívida que expira até 2014 (inclusive) é de cerca de dois mil milhões de euros.

Além da banca alemã, também as seguradoras daquele país aceitaram a proposta de estender os prazos da dívida helénica que deveria ser paga até 2014.

Segundo Schaeuble, o envolvimento do sector privado seria sempre necessário. Por seu lado, Josef Ackermann, presidente executivo do Deutsche Bank, sublinhou que a banca alemã está pronta a ajudar a Grécia e que o papel dos alemães foi “voluntário, mas substancial”.

Nas bolsas, o sector financeiro está já a reagir positivamente. O Deutsche Bank segue a subir 0,6%, numa sessão europeia marcada pela valorização deste sector. Com o anúncio do acordo, o grupo de títulos bancários do Stoxx 600 avança 0,7%.

Para o fundo de cobertura de risco LNG, a movimentação que agora se observa no mercado obrigacionista mostra que os investidores estão a começar a antecipar que a Irlanda e Portugal poderão ter de persuadir também os detentores de dívida irlandesa e portuguesa a proceder também a um “rollover” das obrigações que detêm destes dois países.

“Seja o que for que aconteça agora na Grécia, isso será um modelo”, comentou à Bloomberg o responsável de investimento do LNG, Louis Gargour.


Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: