Economia Oficial: Autor do atentado de Barcelona foi abatido

Oficial: Autor do atentado de Barcelona foi abatido

Younes Abouyaaqoub foi morto no âmbito de uma operação em Subirats, a cerca de 50 quilómetros da capital catalã.
Oficial: Autor do atentado de Barcelona foi abatido
DR
Paulo Zacarias Gomes 21 de agosto de 2017 às 16:02
Younes Abouyaaqoub, o autor do atropelamento massivo nas Ramblas, em Barcelona que fez 13 mortos e mais de uma centena de feridos na quinta-feira, foi abatido pelas autoridades esta segunda-feira, 21 de Agosto, confirmou a polícia.
 
Abouyaaqoub, de 22 anos, foi morto em Subirats, nas imediações de Sant Sadurní d’Anoia, nos arredores da capital catalã. A polícia local (Mossos d'Esquadra) tinha avançado ao início desta tarde que estava uma operação em curso na localidade de Subirats, a 10 quilómetros de Sant Sadurní d’Anoia.

O La Vanguardia conta que o suspeito foi detectado esta tarde por uma habitante, que o viu aproximar-se de casas. A mulher, reconhecendo o alegado suspeito, perguntou-lhe o que fazia ali, tendo ele fugido em direcção a umas vinhas. A habitante informou as autoridades, que se mobilizaram rapidamente para a zona.

"Recebemos alerta de presença de pessoa suspeita em Subirats e activámos o dispositivo policial que a esta hora continua em marcha", lê-se num dos tweets publicados pela polícia.


Num tweet posterior, a polícia informava que o suspeito, que tinha o que parecia ser um cinto com explosivos, tinha sido abatido. As autoridades manobraram um robot nas proximidades do suspeito na eventualidade de se confirmar que tinha explosivos consigo. 

A estrada onde as autoridades abateram o suspeito está cortada e as imagens transmitidas pelos órgãos de comunicação social dão conta de grande aparato, com um helicóptero a sobrevoar a zona.



Noutro tweet, minutos antes, os Mossos davam conta do início da operação policial em Subirats (Alt Penedès), mas sem acrescentar mais pormenores.


Depois do atropelamento no centro de Barcelona, nas Ramblas, o suspeito que conduzia a carrinha branca com que se perpetrou o ataque fugiu através de um mercado (La Boqueria). Na Zona Universitária, esfaqueou um homem (Pau Pérez) e fugiu no carro deste pela avenida Diagonal.

Nesta artéria, o suspeito não parou no controlo policial, abalroou uma agente e fugiu. O carro seria encontrado na localidade de Sant Just Desvern, com o proprietário morto no interior. As autoridades contabilizam este homem como vítima mortal do ataque de Barcelona, que assim fez 14 mortos.

Além de Barcelona, na mesma noite um grupo de atacantes tentou repetir um atentado utilizando o mesmo "modus operandi", em Cambrils, arredores da capital da Catalunha. Cinco suspeitos foram então abatidos, tendo o ataque feito um morto, uma mulher.

Há quatro suspeitos detidos no âmbito deste ataque terrorista: um nascido no enclave de Melilla, detido em Alcanar; os outros três, de origem marroquina, foram detidos em Ripoll.

(Notícia actualizada às 17:08 com mais informação)



A sua opinião15
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 4 semanas

Boa! Menos um.

comentários mais recentes
islamófobo Há 4 semanas

É o Alcorão que manda matar os não crentes. ( ver Alcorão , 8-12 e 47-4, e outros sutras). Por isso os terroristas são os únicos que cumprem o islão a sério. É por isso que qualquer muçulmano pode virar terrorista de um dia para o outro. Por isso devemos lutar contra o islão com todas as forças.

oluapaxe Há 4 semanas

A solução para este problema já nos foi dada pela medicina. Para erradicar a varíola e na impossibilidade de vacinar todas as pessoas utilizou-se a estratégia de vacinar todos o que estavam em contacto com a pessoa infectada. Onde se detectar este cancro a que expulsar quem professa está ideologia mais a sua família deste modo este problema vai se dissolver com o tempo. Mas isto não acontece pois a esquerda necessita de ter votantes. Seja bem-vindo quem vier por bem quem não se quiser integrar então que volta para a sua terra. Quanto mais tarde esta solução for aplicada maior será o problema é nos sabemos como é que os nossos antepassados resolveram o problema.

Anónimo Há 4 semanas

Não se houve uma posição das autoridades marroquinas acerca destes ataques, o que têm para dizer? Não são também responsáveis pelos atos dos seus cidadãos? A responsabilidade não pode ficar no ar. Os governos e os países destes terroristas têm de pagar milhões em compensações às vitimas.

... SEM QUE POSSAM SER EXPULSOS ! ! ! Há 4 semanas

O sr. ANTÓNIO COSTA, pelos vistos, fartou-se de vivar num país conhecido pela sua relativa paz, face ao q se vê pela Europa, e, vai daí, com a ajuda do PCP e BE, aprovou a execrável nova LEI DOS IMIGRANTES, q escancara as nossos fronteiras, sem qq filtro, a todo e qq criminoso que queira entrar...

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub