Conjuntura BBVA: Economia portuguesa deverá crescer mais de 1% este ano

BBVA: Economia portuguesa deverá crescer mais de 1% este ano

O melhor desempenho da economia no terceiro trimestre leva a que o BBVA esteja mais optimista em relação à evolução do produto interno bruto (PIB) para o acumulado do ano.
BBVA: Economia portuguesa deverá crescer mais de 1% este ano
Miguel Baltazar/Negócios
Sara Antunes 15 de dezembro de 2016 às 11:14

O BBVA prevê que o crescimento da economia portuguesa "seja superior a 1%" no acumulado do ano, de acordo com uma nota publicada esta quinta-feira, 15 de Dezembro. Esta perspectiva corresponde a uma revisão em alta face à última estimativa.

 

Em Setembro, o BBVA reviu em baixa as suas estimativas, apontando para que a economia só crescesse 1% este ano. A anterior previsão apontava para 1,4%.

Esta última revisão em alta está relacionada com o comportamento da economia no terceiro trimestre do ano. O PIB cresceu em cadeia 0,8%, quando a estimativa do BBVA era de 0,3%.

 

Quanto ao último trimestre do ano, o BBVA diz que "os primeiros dados disponíveis, antevêem que a aceleração observada no trimestre anterior possa ter sido temporária e que o crescimento se volte a situar em quotas mais baixas, à volta dos 0,4%". Esta previsão para o trimestre deve-se "ao consumo privado que se mantém dinâmico e a um sector externo que irá reduzir o seu contributo ao crescimento."

 

"A ainda incipiente recuperação do sector externo, as incertezas internas e, acima de tudo, a debilidade do investimento, continuam a apresentar-se como factores determinantes do crescimento económico em Portugal", acrescenta a mesma fonte.


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 15.12.2016



O BURACO ANUAL DA C.G.A. CUSTA MAIS DO QUE O RESGATE DE UM BANCO


PS - PCP - BE - e seus apoiantes - ROUBAM OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO

400 milhões de Euros para aumentar as pensões baixas, são migalhas em comparação com...

os mais de 4600 milhões de euros que o Estado vai injetar, em 2017 (e injeta todos anos) através de transferências diretas do Orçamento do Estado (ou seja, com dinheiro pago em impostos pelos restantes portugueses) para assegurar o financiamento do buraco anual das pensões dos FP-CGA.

comentários mais recentes
Anónimo 15.12.2016



O BURACO ANUAL DA C.G.A. CUSTA MAIS DO QUE O RESGATE DE UM BANCO


PS - PCP - BE - e seus apoiantes - ROUBAM OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO

400 milhões de Euros para aumentar as pensões baixas, são migalhas em comparação com...

os mais de 4600 milhões de euros que o Estado vai injetar, em 2017 (e injeta todos anos) através de transferências diretas do Orçamento do Estado (ou seja, com dinheiro pago em impostos pelos restantes portugueses) para assegurar o financiamento do buraco anual das pensões dos FP-CGA.

pub