Economia BCE quer UE com poder para forçar políticas nacionais de corte de défice
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

BCE quer UE com poder para forçar políticas nacionais de corte de défice

Banco elogia pacto orçamental, mas defende que ficou aquém do necessário. Falta, por exemplo, admitir a possibilidade da UE tomar as rédeas de políticas nacionais
BCE quer UE com poder para forçar políticas nacionais de corte de défice
Rui Peres Jorge 10 de maio de 2012 às 23:30

O BCE defende que a

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais

A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

Eu já esperava esta decisão do governo, em escolher o Montijo como localização para o aeroporto lowcost, porque sei desde

sempre que este governo é corrupto e que não esta interessado na defesa do país, mas sim, na defesa de interesses

próprios e neste caso de certo que existira algum interesse imobiliario escondido, porque não é possivel que se tenha

escolhido a pior de todas as opções.

Veja-se o exemplo do que acontece em Londres, onde todos os aeroporto são servidos pelo comboio, à excepção do City

Airport que se encontra no centro. Todos os aeroportos em Londres encontram-se na periferia da cidade e alguns são

servidos por comboios especias que apenas fazem a ligação ao centro da cidade sem pararem em qualquer outra paragem,

todos os outros são servidos por comboios com servços normais, mas todos eles são servidos por transportes ferroviarios.

Com que bases se escolhe o Montijo para a nova base lowcost?? Não é servido por transportes ferroviarios, e a unica

ligação com Lisboa é pela ponte Vasco da Gama, a não ser que se use a ponte em Vila Franca de Xira ou a Ponte 25º Abril.

Tem tambem um serviço de transportes maritimo que é uma vergonha. É esta a isenção de um governo??

Alverca é servida por comboios regionais e sub-urbanos que fazem a ligação a Lisboa Oriente em 10 minutos, é servida por

duas operadoras de autocarros, Boa Viagem e Rodoviaria de Lisboa, que demoram em média 25 na ligação ate Entrecampos. Em

Alverca existem ainda duas auto-estradas, A1 e CREL, e a via complementar IC2, alem da nacional N10. Como é que se chega

à escolha do montijo?? Como?

Peço à Easyjet que faça pressão para que a escolha seja Alverca, a opção mais correcta, em alternativa que se escolha

Sintra, mas nunca o Montijo que não é uma opção que devia sequer ser considerada.

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub