Política Monetária BCE mantém taxa de juro

BCE mantém taxa de juro

O Banco Central Europeu decidiu manter a taxa de juro de referência para a Zona Euro, tal como já era esperado. Os investidores aguardam agora pela conferência de imprensa para ouvirem o que Mario Draghi vai dizer.
BCE mantém taxa de juro
Reuters
Negócios 20 de Outubro de 2016 às 13:04
Confirmaram-se as expectativas com o Banco Central Europeu (BCE) a decidir manter inalterada as taxa de juro de referência na Zona Euro em mínimo histórico. Também o programa de compra de activos do BCE foi mantido nos 80 mil milhões de euros de novos activos por mês. Aguarda-se agora por explicações adicionais da parte do presidente da autoridade monetária, o italiano Mario Draghi que iniciará a conferência de imprensa às 13:30 (hora de Lisboa), a partir de Frankfurt. 

A taxa de juro de referência permanece assim em 0%, tal como a taxa de depósitos e a taxa de facilidade permanente de cedência de liquidez que continuam em -0,40% e 0,25%, respectivamente. 

Também o programa mensal de compra de activos continuará inalterado num montante de 80 mil milhões de euros. Isto numa altura em que, como refere a agência Bloomberg, cresce a especulação em torno da possibilidade de a autoridade monetária europeia reforçar o programa de "quantitative easing" lá para o final deste ano.

Depois de anunciada a decisão do BCE não se verificou nenhuma reacção da parte dos mercados. O euro continuou a negociar nos 1,0975 dólares, as principais bolsas europeias continuaram a oscilar entre ganhos e perdas ligeiras. No comunicado do BCE pode ainda ler-se que o programa de compra de activos continuará em vigor "até Março, ou para além, se necessário", algo que dependerá do comportamento da taxa de inflação no bloco do euro, sabendo-se que a meta do BCE se situa em torno de 2%. 

(Notícia actualizada às 13:15 com mais informações)



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana



FP . CGA – 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


PARA A ESQUERDA, os trabalhadores do privado servem apenas para pagar cada vez mais impostos, para sustentar as benesses e os privilégios da FP e da CGA.

Os salários dos trabalhadores do privado desceram imenso nos últimos anos... enquanto no público vão igualar o seu máximo de sempre, já este mês de outubro.

comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana


Um governo de ladrões

PS . BE . PCP - ESTRAGAM A VIDA A 9 MILHÕES DE PORTUGUESES

Para dar mais dinheiro e privilégios a 1 milhão de FP e seus pensionistas.


Anónimo Há 1 semana



FP . CGA – 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


PARA A ESQUERDA, os trabalhadores do privado servem apenas para pagar cada vez mais impostos, para sustentar as benesses e os privilégios da FP e da CGA.

Os salários dos trabalhadores do privado desceram imenso nos últimos anos... enquanto no público vão igualar o seu máximo de sempre, já este mês de outubro.

pub