Economia Belmiro de Azevedo: Cavaco Silva recorda "personalidade marcante e uma voz livre"

Belmiro de Azevedo: Cavaco Silva recorda "personalidade marcante e uma voz livre"

O antigo Presidente da República Aníbal Cavaco Silva lembrou hoje o empresário Belmiro de Azevedo como "uma personalidade marcante e uma voz livre", considerando que a economia portuguesa "beneficiou enormemente" com a sua ousadia e visão.
Belmiro de Azevedo: Cavaco Silva recorda "personalidade marcante e uma voz livre"
Lusa 29 de novembro de 2017 às 23:19

"Com a morte do engenheiro Belmiro de Azevedo, Portugal perdeu uma personalidade marcante e uma voz livre", refere o antigo chefe de Estado, numa declaração escrita enviada à agência Lusa.

 

Sublinhando que, através da sua acção como empresário, Belmiro de Azevedo marcou a vida do país e dos portugueses nos últimos 40 anos, Cavaco Silva destaca a "liderança inteligente e perspicaz e a sua aposta decidida na inovação" que transformou o seu grupo empresarial "num dos maiores e mais relevantes" de Portugal.

 

"A nossa economia beneficiou enormemente com a sua ousadia e a sua visão", acrescenta o ex-Presidente da República que envia à família de Belmiro de Azevedo e aos colaboradores do seu grupo empresarial "as mais sentidas condolências".

 

O empresário Belmiro de Azevedo morreu hoje aos 79 anos, depois de décadas ligado à Sonae, onde chegou há mais de 50 anos e que transformou num império com negócios em várias áreas e extensa actividade internacional.

 

O velório do empresário realiza-se hoje na Paróquia de Cristo Rei, no Porto, comunicou o Grupo Sonae em comunicado.

 

A missa de corpo presente decorrerá no mesmo local, na quinta-feira, às 16:00, seguida de uma cerimónia fúnebre reservada à família.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Camponio da beira Há 2 semanas

Enquento um era um produtor de riqueza , o outro é um consumidor de impostos e produtor de miséria para a maioria e riqueza ilegal para os amigos .

pub