Política Bloco disponível para acordo à esquerda em Lisboa

Bloco disponível para acordo à esquerda em Lisboa

Ricardo Robles deixou no ar, em debate na Renascença, a possibilidade de uma "geringonça" em Lisboa. Medina e João Ferreira evitaram referir-se ao cenário e disseram que o tempo é de os eleitores escolherem.
Bloco disponível para acordo à esquerda em Lisboa
João Miguel Rodrigues
Negócios 11 de setembro de 2017 às 13:26
O candidato do Bloco de Esquerda às autárquicas em Lisboa disse que o partido está disponível para acordos à esquerda no executivo da capital. Em declarações na rádio Renascença, durante o debate entre os seis principais candidatos à câmara, Ricardo Robles disse que o BE está aberto ao que disse ser "uma viragem à esquerda".

Contudo, entre os restantes partidos que poderiam tomar parte num acordo desta natureza - nomeadamente PS e PCP - a reacção foi mais contida, com os candidatos de ambas as formações a evitarem pronunciar-se sobre cenários pós-eleitorais.

Fernando Medina, o actual autarca do PS, disse que os "cenários pós-eleitorais devem ficam para os analistas" enquanto João Ferreira, do PCP, não quis "antecipar os resultados", frisando ambos que o momento é de "escolha" para a cidade e os eleitores.

"Visto todos estarem prontos a unirem-se a Fernando Medina," a líder centrista e candidata à capital pelo CDS-PP, Assunção Cristas, disse que será ela a melhor opção a Lisboa. Pelo PSD, Teresa Leal Coelho ficou sem resposta, quando questionou Medina se o actual presidente terá disponibilidade para dialogar com o PSD caso os sociais-democratas vençam as eleições.



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Ouvi Jerónimo e Catarina Há 1 semana

Depois de ouvir o Oportunismo do Jerónimo e da Catarina, a colarem se aos Grevistas para aproveitar 1/2 Dúzia de Votos, tive um Desabafo, é por isso que não Voto nestes FP, para Concluir, e se os outros são uns FP Piores, o melhor é não Votar.

Coitados ... a coisa tá mesmo preta! Há 1 semana

Já se vendem por um prato de sapos, mal passados.
Nas próximas eleições vão sofrer "evaporação" política!

Anónimo Há 1 semana

A mãe dos despejos e dos aumentos das rendas durante a Troika sabe que tem uma enorme fatia de proprietários a apoiarem a sua candidatura. O problema é que a maior parte vota em cascais em Oeiras no Porto e muitos no Algarve. Os eleitores Lisboetas não esquecem o pesadelo de 2012 e lei das rendas...

Anónimo Há 1 semana

"We have to find new ways of employing people and maybe people need to find new ways of spending their time... The truthful answer is we won’t need as many people." www.businessinsider.com/deutsche-bank-ceo-cryan-robots-and-banking-jobs-2017-9

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub