Política Bloco diz que alterações laborais "não podem esperar" pela concertação social

Bloco diz que alterações laborais "não podem esperar" pela concertação social

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, advogou que é necessário introduzir alterações à legislação laboral e repor direitos do período anterior à troika, sustentando que tais avanços "não podem esperar" pela concertação social.
Bloco diz que alterações laborais "não podem esperar" pela concertação social
Miguel Baltazar
Lusa 09 de junho de 2017 às 22:48

"Não podemos esperar pela concertação social. Se estivéssemos à espera da concertação social, o salário mínimo nacional nunca teria subido. E agora até a Comissão Europeia vem dizer que a subida do salário mínimo nacional fez bem ao país", disse a líder bloquista esta sexta-feira, 9 de Junho.

 

Catarina Martins falava num jantar na Moita, na apresentação dos candidatos do partido à autarquia local nas autárquicas deste ano.

 

A líder do BE disse que "os patrões nunca quererão acomodar alterações da legislação laboral que os obrigue a distribuir melhor a riqueza de quem trabalha", mas que é preciso mudar "as regras do jogo". "Ou bem que mudamos as regras do jogo e repomos os [direitos] mínimos [dos trabalhadores] ou este crescimento económico será apropriado pelos mesmos de sempre e não chegará ao concreto", prosseguiu.

 

Várias questões laborais têm estado em debate no parlamento a pedido, por exemplo, do BE, mas por várias vezes o Executivo, em concreto o gabinete do ministro do Trabalho, Vieira da Silva, tem remetido para a concertação social o debate e o estudo das várias medidas.


A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Conselheiro de Trump Há 2 semanas

Olha la oh jarra de cemiterio o pais nao precisa de gente que defenda o salario minimo,o pais precisa de gente que combata os salarios superfulos,e a blocada aqui mais parecem galinhas chocas em cima dos superfulos para que eles nao deschoquem.O vosso tamanho mostra o tamanho da pequenez existente.

Conselheiro de Trump Há 2 semanas

O ditado diz e esta bem certo:mandaste vir,agora atura.La vai o d.branca professor Bambo para os paises latinos a procura de migalhas,quando em portugal sao NACOS de broa sem olhar nem pensar deitados inteirinhos a vida(lixo).O estado de graca da gerigonca parece-me q esta no fim.Agora o do selfie.

pub