Política Monetária Jerome Powell a caminho de liderar a Reserva Federal

Jerome Powell a caminho de liderar a Reserva Federal

O presidente dos Estados Unidos está mais próximo de escolher quem vai liderar a Reserva Federal. Segundo a Bloomberg, Trump está inclinado a optar por Jerome Powell para substituir Janet Yellen.
Jerome Powell a caminho de liderar a Reserva Federal
Reuters
Negócios com Bloomberg 27 de outubro de 2017 às 15:55

Jerome Powell deverá ser o próximo presidente da Reserva Federal, o banco central dos Estados Unidos. A decisão não é ainda oficial nem final, mas a Bloomberg, que cita três fontes conhecedoras do processo, diz que o republicano de 64 anos é o preferido de Donald Trump.


As fontes contactadas pela Bloomberg alertam que a decisão ainda não é final e que o presidente dos Estados Unidos pode mudar de ideias a qualquer altura.

 

Há várias semanas que a imprensa norte-americana avançou que o presidente dos Estados Unidos iria escolher o sucessor de Yellen até ao início de Novembro (dia 3 parte para uma viagem à Ásia), depois de ter constituído uma "short list" de cinco candidatos onde constava a actual líder da Fed.

 

Yellen termina o mandato em Fevereiro de 2018 e deverá assim ser substituída por um governador da Fed. Powell ganhou também a corrida a John Taylor, professor da Universidade de Stanford; ao antigo governador da Fed, Kevin Warsh; e a Gary Cohn, conselheiro de Trump na Casa Branca.

 

Powell, que entrou para a Fed em 2012, é conhecido por ser um defensor de políticas monetárias mais suaves e por isso o seu nome é bem visto em Wall Street. Tem apoiado a política monetária de subidas graduais nas taxas de juro e, segundo a Bloomberg, tem a reputação de ser um pragmático.

 

Em 2014 foi o responsável pela resposta da Fed ao "flash crash" e trabalhou no Departamento do Tesouro durante a administração de George W. Bush.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar