Economia Brasil junta-se ao Clube de Paris que reúne grandes credores globais

Brasil junta-se ao Clube de Paris que reúne grandes credores globais

O Brasil passará a integrar o Clube de Paris, tornando-se no 22.º membro do grupo que reúne os principais credores públicos do mundo, informou o Ministério da Fazenda (Finanças) brasileiro.
Brasil junta-se ao Clube de Paris que reúne grandes credores globais
Reuters
Lusa 29 de Novembro de 2016 às 00:35

Em nota, a tutela destacou que o Clube de Paris "foi reconhecido como o principal fórum para a reestruturação de dívidas soberanas, segundo um comunicado da reunião de presidentes do G20 em Hangzhou, na China". 

 

"Como membro pleno do Clube de Paris, o Brasil aumentará a sua influência na agenda financeira internacional e nas futuras renegociações de dívidas soberanas. O Clube de Paris segue os princípios de solidariedade, consenso, troca de informações, condicionalidades, abordagem caso a caso e tratamento isonómico", lê-se no texto.

 

A entrada será formalizada "brevemente", numa cerimónia que contará com a participação do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, segundo a nota.

 

O grupo nasceu em 1956 e já inclui Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, Coreia do Sul, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Israel, Itália, Japão, Noruega, Reino Unido, Rússia, Suécia e Suíça. 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Para que serve este clube de ladroes? Há 1 semana

Junta-se a um clube de mafiosos, que nada fazem se nao roubar os cidadoes de esses paises. O Brasil teria era de arrumar a propria casa pois a bugunsa e muita, pelo interesse dos Telmers que assaltaram o poleiro. O Brasil esta na maos dos porcos.

pub