Mundo Brasil: Desemprego leva a aumento de criação de empresas

Brasil: Desemprego leva a aumento de criação de empresas

O crescente desemprego no Brasil levou este ano a um aumento do número de empresas criadas entre Janeiro e Julho, segundo dados divulgados hoje pela Serasa Experian.
Brasil: Desemprego leva a aumento de criação de empresas
Reuters
Lusa 04 de Outubro de 2016 às 02:03

Nos primeiros sete meses do ano, foram constituídas 1.199.373 novas empresas, segundo dados do Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas divulgados em comunicado.

 

Este valor corresponde a um aumento de 1,8% em relação ao período homólogo do ano passado, quando nasceram 1.178.356 empresas.

 

Ainda assim, em Julho foram criadas 178.633 novas empresas, um número 4,7% menor do que o apurado em Julho de 2015.

 

O sector dos serviços continuou a ser o mais procurado por empreendedores (63% do total), seguido do comércio - que tem registado uma diminuição - e do sector industrial.

 

São Paulo foi o estado brasileiro com mais novos projectos (28% do total), seguido de Minas Gerais e Rio de Janeiro.

 

Segundo economistas da Serasa Experian, citados em comunicado, este aumento ficou a dever-se ao chamado empreendedorismo de necessidade, isto é, dada a destruição de vagas no mercado formal de trabalho, as pessoas que perderam empregos abriram empresas para poderem obter alguns rendimentos diante da crise.

 

Além disso, lê-se no comunicado, a abertura de negócios também beneficiou do processo mais facilitado e menos burocrático de formalização de pequenos negócios.

 

O Brasil enfrenta uma profunda recessão desde 2014 e um desemprego galopante, que já atinge 12 milhões de pessoas.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub